Início » Colunas » Coluna do Verchai » Lionel Messi quer sua maior conquista

Lionel Messi quer sua maior conquista

Fernando Verchai

Lionel Messi vem provando nesta Copa do Mundo que quer ter o seu nome entre os maiores campeões da história do esporte. O camisa 10 da Argentina já é, claro, um dos maiores de todos os tempos, mas um título mundial traria o jogador para um patamar há muito imaginado.

messi jogando pela argentina na copa do mundo catar 2022

Argentina do craque Lionel Messi está na final da Copa do Mundo do Catar (Reprodução: site fifa.com / FIFA World Cup Qatar 2022)

Maradona, para muitos, parece ser uma sombra na carreira de Messi, que sempre foi cobrado por não parecer se doar na seleção da mesma forma que nos clubes. E que Messi não teria também o espírito argentino para estar à frente da Argentina. Mas nesta Copa do Mundo, quer o título venha ou não, Messi está provando todo seu valor e incorporando o que muitos chamam de espírito argentino com a camisa da seleção.

Argentina vai disputar a final da Copa do Mundo do Catar

O grande objetivo

Não há dúvidas de que esse é o grande objetivo da carreira do jogador. Frequentando Copas do Mundo desde 2006, ele é cobrado a cada Copa que passa por não ter conseguido conquistar mesmo estando no topo do futebol mundial por tanto tempo.

Isso tomou tal proporção que passou a frustrar Messi e num determinado momento o levou a até mesmo desistir de atuar pela Argentina. A oportunidade de agora faz parte de uma construção e reinvenção do craque argentino junto à seleção.

Temos, portanto, Messi chegando ao palco para tentar, mais uma vez, a maior glória da sua carreira, conquistar o título mundial com a Argentina. E no nível que estamos observando até aqui, certamente teremos o melhor do jogador nessa final que poderá dar uma dimensão inimaginável à carreira do craque.

Reinvenção

A saída do Barcelona para o PSG obrigou Messi a passar por um período de adaptação ao novo clube. O primeiro ano no novo clube foi um tanto estressante, não conseguindo se firmar entre os melhores e tendo dificuldades para se encaixar com o novo time.

Ao lado de Neymar, havia muita esperança de que pudessem reeditar a dupla de enorme sucesso do Barcelona que contava também com a participação de Suárez. Não aconteceu no primeiro momento, mas em 2022 as coisas foram diferentes.

Pareceu haver uma motivação diferente para os jogadores neste ano. Messi passou a jogar como todos já conheciam e conforme a temporada ganhava seu ritmo ele passava a se reencontrar com seu futebol. Se reinventou, fez o que era preciso e começou a conquistar seus resultados. Leo estava se preparando e se mostrando pronto para essa Copa do Mundo.

Melhor momento no Catar

Pode até parecer engraçado ou curioso, mas o que Messi está vivendo no Catar com sua seleção é de fato algo diferente. Algo que víamos na época de Barcelona especialmente.

O papel de grande líder e inclusive líder técnico, começou a tomar uma proporção como nunca havia visto antes, porém, na seleção formada por Lionel Scaloni não parece haver peso ou pressão para o craque. Jogando com extrema facilidade, como demonstrado na partida de hoje, Messi vem vivendo um dos seus melhores momentos da carreira, algo que parecia ser um tanto inesperado. Contudo, não há como duvidar de um jogador como Messi. Mesmo com a idade e com todos os fatores que podem fazer com que um jogador venha a sofrer, ele simplesmente veste a camisa como um dos maiores da história e vai para o campo confiante de que irá conquistar seus resultados. A constância que o jogador vem demonstrando no Catar é impressionante e digna de exaltação, pois não era simples prever algo assim, não havia como esperar tanto. Mas felizmente para todos e para o futebol mundial, Messi segue mostrando seu melhor em campo e nos resta somente desfrutar nessa final.

Caminhada com a Argentina

Tudo mudou para a Argentina desde que Scaloni assumiu o comando da seleção. Outro fato que é tratado como um marco para essa equipe é a conquista do título da Copa América de 2021 no Maracanã. O primeiro título de Lionel Messi com sua seleção.

A partir daquele momento, de certa forma, os argentinos criaram um novo ânimo em relação à seleção. Isso ficou nítido ao longo da preparação para essa Copa do Mundo. Contudo, não poderia ser fácil e a Argentina lutou para estar aqui.

O início no Catar foi com uma enorme surpresa, pois a Argentina perdeu na estreia para a Arábia Saudita de virada por 2 a 1. Um resultado histórico para os sauditas e também para os argentinos, que saíram com uma enorme frustração e temendo não conseguir fazer o suficiente para conquistar seus objetivos.

Contra o México essa seleção parece ter encontrado seu clímax, Messi marcou e a partir daquele momento a Argentina entrou de vez na Copa do Mundo. Venceu México e Polônia na primeira fase e chegou às oitavas contra a Austrália, onde também não teve muitos problemas para vencer e já se mostrava ser uma das candidatas ao título.

Na partida contra a Holanda essa equipe se viu mais uma vez numa situação difícil e a eliminação seria uma das mais frustrantes da história dos Argentinos em Copas do Mundo. Começaram a partida vencendo por dois gols de diferença, mas levaram o empate e foram para a disputa de pênaltis que revelou um novo herói para o país, Emiliano Martínez, goleiro de 30 anos que defendeu duas cobranças e colocou a Argentina nas semifinais e Messi com a possibilidade de conquistar o Mundo.

Espera por um final feliz

Sendo positiva ou negativamente, Messi terá mais um capítulo da sua história escrito no domingo.

Sua segunda e última final de Copa do Mundo definirá o tamanho do legado do jogador para a Argentina e também o seu tamanho na história do futebol mundial. A chance é única, a

oportunidade, felizmente para ele, chegou mais uma vez e será o seu grande momento.

A partir dessa final teremos um Messi diferente, campeão mundial com sua seleção ou mais uma vez frustrado como vice-campeão, mas sua história e tudo que significa para um país e por tudo que entregou até aqui, já é motivo de muito orgulho para sua nação.

Lionel Messi está na busca da sua maior conquista, do seu grande objetivo e da única coisa que falta na sua carreira, o título de campeão mundial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *