Início » Colunas » Coluna do Verchai » Seleção feminina de futebol se prepara para a Copa do Mundo

Seleção feminina de futebol se prepara para a Copa do Mundo  

No último jogo antes da Copa do Mundo Feminina que acontecerá no mês de julho de 2023 e será disputada na Austrália e na Nova Zelândia. Esta será a primeira Copa do Mundo de futebol Feminino e já vai contar com a participação de 32 seleções.

Durante os últimos jogos, os estádios lotaram e alguns jogadores da seleção masculina foram prestigiar as colegas e inclusive ajudaram a fortalecer a importância do esporte e de ter o mesmo tratamento. Muitos ainda postaram a frase “ninguém liga pro futebol feminino” ou “ninguém assiste ao futebol feminino”, como que ironizando essas frases.

Durante o jogo, as atletas conseguiram se manter firmes mesmo quando a técnica começou a fazer as substituições, mostrando que o grupo está em sintonia e em pleno entrosamento.

Também não permitiram que as adversárias alemãs tomassem o controle, e aliás só conseguiram aparecer mesmo em jogo no final. O jogo foi finalizado em 2 x 1 para o Brasil, com gols de Ari Borges e Tamires.

Pode ser que ainda tenha mais jogo antes da Copa no mês de junho, para fazer uma despedida da torcida, mas a CBF ainda não confirmou nada.

A Seleção:

A seleção brasileira de futebol feminino foi criada em 1986, com o objetivo de promover e desenvolver o futebol entre mulheres no país. Desde então, a equipe tem participado de diversos torneios internacionais e acumulado muitas vitórias e derrotas memoráveis.

Em 1991, a seleção brasileira de futebol feminino participou do primeiro Campeonato Mundial de Futebol Feminino, realizado na China. A equipe foi eliminada na primeira fase, mas conseguiu vencer a seleção japonesa por 1 a 0, em um jogo marcante para o futebol feminino brasileiro.

Em 1996, a seleção brasileira de futebol feminino participou dos Jogos Olímpicos de Atlanta, onde foi eliminada nas quartas de final pela seleção alemã, em um jogo emocionante que terminou empatado em 1 a 1, mas foi decidido nos pênaltis.

Em 1999, a seleção brasileira de futebol feminino participou do segundo Campeonato Mundial de Futebol Feminino, realizado nos Estados Unidos. A equipe chegou à final, onde enfrentou a seleção norte-americana em um jogo histórico, que terminou em empate em 0 a 0. Na decisão por pênaltis, no entanto, a seleção brasileira acabou perdendo por 5 a 4, ficando com o vice-campeonato.

Em 2004, a seleção brasileira de futebol feminino participou dos Jogos Olímpicos de Atenas, onde conquistou a medalha de prata, após perder para a seleção norte-americana na final por 2 a 1. Nesse torneio, a seleção brasileira protagonizou um dos jogos mais emocionantes da história do futebol feminino, ao vencer a seleção alemã por 4 a 1, nas semifinais.

Em 2007, a seleção brasileira de futebol feminino participou da Copa do Mundo de Futebol Feminino, realizada na China. A equipe chegou novamente à final, mas acabou sendo derrotada pela seleção alemã por 2 a 0, ficando novamente com o vice-campeonato.

Em 2011, a seleção brasileira de futebol feminino participou da Copa do Mundo de Futebol Feminino, realizada na Alemanha. A equipe chegou às quartas de final, mas acabou sendo eliminada pela seleção dos Estados Unidos, em um jogo emocionante que terminou empatado em 2 a 2, mas foi decidido nos pênaltis.

Em 2012, a seleção brasileira de futebol feminino participou dos Jogos Olímpicos de Londres, onde conquistou a medalha de prata, após perder novamente para a seleção norte-americana na final por 2 a 1. Nesse torneio, a equipe protagonizou outro jogo épico, ao vencer a seleção francesa por 2 a 1, nas semifinais, com dois gols da craque Marta.

Em 2015, a seleção brasileira de futebol feminino participou da Copa do Mundo de Futebol Feminino, realizada no Canadá. A equipe chegou às oitavas de final, mas acabou sendo

Quem são as convocadas da Seleção 2023?

  • Goleiras:

Lorena, Luciana e Natasha

  • Zagueiras:

Kethellen, Antonia, Rafaelle, Tainara

  • Laterais:

Letícia, Tamires e Fe Palermo

  • Meia:

Duda, Gaby Portilho, Angelina, Duda Santos, Adriana, Duda Sampaio, Ary Borges, Kerolin e Luana

  • Atacantes:

Debinha, Beatriz, Geise e Giovana

  • Técnica:

Pia Sundhage

A jogadora mais experiente do time é a Marta. Vamos saber mais sobre ela:

Marta Vieira da Silva, mais conhecida simplesmente como Marta, é uma jogadora de futebol brasileira considerada uma das melhores do mundo em sua posição. Ela nasceu em 19 de fevereiro de 1986 em Dois Riachos, Alagoas, Brasil.

Marta começou sua carreira em sua cidade natal, jogando futebol com meninos em um time local. Aos 14 anos, ela se mudou para a cidade de Recife para jogar em um time profissional feminino. Ela então passou a jogar em vários times no Brasil antes de se juntar ao Umeå IK, um time da Suécia, em 2004. Com o Umeå, ela ganhou a Liga dos Campeões da UEFA Feminina em 2004 e 2005, além de três campeonatos suecos.

Em 2009, Marta se transferiu para o Los Angeles Sol, nos Estados Unidos, onde jogou por apenas uma temporada antes de se juntar ao FC Gold Pride, também nos EUA, em 2010. Com o FC Gold Pride, ela venceu a Liga Profissional Feminina dos EUA em 2010 e foi nomeada Jogadora Mais Valiosa da liga pela terceira vez consecutiva.

Marta jogou por vários outros times nos EUA e na Europa, incluindo o Western New York Flash, o Tyresö FF, o FC Rosengård e o Orlando Pride. Ela também jogou pela seleção brasileira de futebol feminino, participando de quatro Copas do Mundo e três Olimpíadas. Marta foi eleita a melhor jogadora do mundo pela FIFA seis vezes consecutivas, de 2006 a 2010, e novamente em 2018, tornando-a a jogadora mais premiada da história do futebol feminino.

Além de suas realizações no campo, Marta é conhecida por seu ativismo fora de campo. Ela é uma defensora dos direitos das mulheres e das minorias e frequentemente usa sua plataforma para aumentar a conscientização sobre questões sociais. Em 2021, ela foi nomeada embaixadora da boa vontade da ONU Mulheres.

Marta continua jogando futebol profissionalmente aos 37 anos e ainda é considerada uma das melhores jogadoras do mundo. Sua carreira inspirou muitas jovens jogadoras de futebol em todo o mundo e ajudou a aumentar a visibilidade e o reconhecimento do futebol feminino em geral.

Siga o Betmotion nas redes sociais

betmotion - entre para ganhar - logo verde

Gostou deste agenda de futebol? Deixe o seu comentário e acesse a área de apostas esportivas do Betmotion. Aproveite, também, para nos seguir nas redes sociais:

Twitter

Instagram

Facebook

Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *