Início » Colunas » Coluna do Verchai » Fim de semana teve Porto campeão e tropeço do Liverpool

Fim de semana teve Porto campeão e tropeço do Liverpool

Fernando Verchai

O fim de semana europeu teve o Porto confirmando o título português, tropeço do Liverpool na Premier League e a vitória do Atlético no clássico de Madri.

Porto confirma título português com vitória em clássico contra o Benfica

jogadores e treinador sergio conceicao comemoram título do porto do português 2021-2022

Jogadores comemoraram com técnico Sérgio Conceição o 30º título português do Porto, conquistado com vitória sobre o rival Benfica em pleno Estádio da Luz (Divulgação/FC Porto)

No último sábado (7) o Porto foi até o Estádio da Luz, em Lisboa, para enfrentar o Benfica em uma partida que poderia lhe valer o título antecipado do Campeonato Português. O Porto chegou para o clássico, válido pela penúltima (33ª) rodada do Campeonato Português, precisando de um simples empate para confirmar o título antecipado. Do outro lado, já confirmado na 3ª posição (sem chances de subir ou cair na tabela de classificação), o maior campeão português, o Benfica, dono de 37 troféus da Liga Portuguesa, precisava vencer jogando ao lado da torcida, para evitar que o Porto comemorasse a conquista do seu 30º título na casa do rival. Não deu. Depois de um primeiro tempo tenso, com marcação forte dos dois lados, Darwin Núñez conseguiu balançar as redes para o Benfica logo nos primeiros minutos da etapa final, mas, depois de uma longa análise do árbitro de vídeo, o gol acabou anulado por um impedimento muito ajustado. O Porto acordou depois do susto e o Benfica só conseguiu voltar a crescer na reta final do confronto, quando se lançou ao ataque em busca da vitória que evitaria o título do rival. Mas o Porto se segurou e, já nos acréscimos, em uma cobrança de escanteio que o Benfica lançou quase todos os seus defensores ao ataque, o zagueiro Pepe fez o corte e o atacante Pepê (ex-Grêmio) ficou com a sobra: depois de atravessar todo o campo, desde a defesa até a área adversária, o atacante brasileiro deixou o nigeriano Zaidu Sanusi na boa para marcar o gol da vitória do Porto. Com o 1 a 0, o Porto alcançou os 88 pontos, ficando a seis de distância do vice-líder, Sporting, e garantindo o título português com uma rodada de antecedência.

Agora, faltando apenas uma rodada para o fim do campeonato, apenas na parte de baixo da tabela de classificação ainda há alguma disputa (na parte de cima, o Porto é campeão, o Sporting, vice-campeão, tem vaga garantida na próxima Uefa Champions League, o Benfica, 3º colocado, vai para a Uefa Europa League, e Braga, 4º colocado, e Gil Vicente, 5º colocado, estão garantidos na próxima Uefa Europa Conference League): até o lanterna, Belenenses, ainda tenta escapar do rebaixamento, pois, tendo uma partida a menos que os principais concorrentes, está a apenas um ponto do penúltimo (17º) colocado, a dois pontos do antepenúltimo (16º) colocado (o qual, ao fim do campeonato, disputa a permanência na Primeira Divisão com o 3º colocado da Segunda Divisão), e a 5 pontos do 15º colocado (que é o primeiro fora da zona de rebaixamento). 

Atlético vence clássico contra o Real e fica perto da vaga na próxima Champions 

Neste fim de semana também aconteceram os jogos da 35ª rodada de La Liga, com destaque para o grande clássico da capital espanhola, entre Atlético de Madrid e Real Madrid, que aconteceu no domingo (8) no estádio Wanda Metropolitano. Com o título de La Liga já assegurado, o líder Real Madrid visitou o Atlético em seu estádio com um time misto, ou seja, com alguns jogadores que não vinham tendo oportunidade entre os titulares, como o atacante Luka Jovic e o zagueiro Jesús Vallejo. Quem se aproveitou disso foi o time da casa, que teve força máxima escalada pelo técnico Diego Simeone e conseguiu controlar bem a partida diante do rival. Precisando de um resultado positivo para assegurar a vaga que ocupa neste momento, com a 4ª posição de La Liga, para a próxima Uefa Champions League, o Atlético de Madrid controlou as ações ofensivas do clássico e perdeu várias chances de abrir o placar já nos primeiros minutos do confronto: a primeira com Ángel Corrêa e a outra, ainda antes dos 10’, com Yannick Carrasco. Aos poucos o Real foi encontrando sua organização ofensiva e passou a equilibrar o jogo, mas em um erro de Asensio na construção da jogada no meio de campo, Llorente ficou com a bola e acionou Matheus Cunha, que arrancou até ser derrubado por Jesús Vallejo dentro da área. Com auxílio do VAR, o árbitro marcou a penalidade, batida e convertida por Carrasco. Foi o gol que acabou dando a vitória simples, por 1 a 0, ao Atlético de Madrid. No segundo tempo a partida ficou ainda mais aberta, com chances de gol para os dois lados, mas o placar não saiu do 1 a 0. Com o resultado, o Atlético de Madrid colou no 3º colocado de La Liga, o Sevilla, e abriu 6 pontos de vantagem para o 5º colocado, Real Betis, que é o primeiro time fora da zona de classificação para a Uefa Champions League. Restando apenas 3 rodadas para o fim do campeonato, o Real Madrid está confirmado como campeão, com 81 pontos, e Barcelona (vice-líder com 69 pontos), Sevilla (3º com 65 pontos) e Atlético de Madrid (4º com 64 pontos) estão praticamente confirmados na próxima Uefa Champions League. O Real Betis, que passou grande parte do campeonato no G-4, perdeu para o Barcelona em casa no último sábado (7), em partida válida por esta 35ª rodada, e ficou bastante distante de uma vaga na principal competição europeia, mas deve confirmar uma vaga na Uefa Europa League ou, ao menos, na Conference League.

Liverpool tropeça, e Manchester City aumenta vantagem na Premier League

No Campeonato Inglês tivemos uma novidade na parte mais alta da tabela de classificação. Na luta pelo título, o Liverpool não conseguiu vencer o Tottenham em Anfield Road, mas apenas empatou por 1 a 1. Com o resultado, o Liverpool viu o Manchester City abrir 3 pontos de vantagem na liderança da Premier League após a vitória, conquistado no último domingo (8), no Etihad Stadium, sobre o Newcastle. Agora, o Liverpool precisa vencer um jogo da 33ª rodada, contra o Aston Villa (11º), reagendado para esta terça-feira (10), para alcançar o mesmo número de pontos do Manchester City, que entra em campo na quarta-feira (11) para fazer um duelo difícil, fora de casa, contra o Wolverhampton (8º). Depois disso, pela penúltima (37ª rodada), o Manchester City joga fora de casa contra o West Ham (7º), enquanto o Liverpool, também fora de casa, enfrenta o Southampton (15º). Na última rodada, o Manchester City recebe o Aston Villa em casa e o Liverpool, também em casa, enfrenta o Wolverhampton.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.