Início » Colunas » Coluna do Verchai » Atlético de Madrid x Manchester United

Atlético de Madrid x Manchester United

Fernando Verchai

Duelo entre espanhóis do Atlético de Madrid e ingleses do Manchester United é um dos principais destaques das oitavas de final da Liga dos Campeões.

wanda metropolitano estádio do atlético de madrid

Wanda Metropolitano recebe Atlético de Madrid x Manchester United nesta quarta-feira, pelas oitavas da Champions League (Divulgação/ManUtd)

Na semana passada aconteceram os primeiros jogos de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões: o Manchester City praticamente selou sua classificação para as quartas de final ao vencer o Sporting por 5 a 0 jogando fora de casa; o Liverpool abriu boa vantagem em relação à Internazionale de Milão ao vencer por 2 a 0 fora de casa; o PSG largou na frente do Real Madrid no confronto mais esperado destas oitavas de final, vencendo por 1 a 0 na França com gol decisivo de Kylian Mbappé nos minutos finais; e o Bayern de Munique arrancou um empate por 1 a 1 com o Salzburg na Áustria, depois de ter saído atrás no placar, e levou a decisão para a Alemanha. As partidas de volta destes quatro duelos acontecem entre os dias 8 e 9 de março.

em destaque a bola champions league 2021-22

(Divulgação/Uefa)

Antes disso, já nesta semana, acontecem os outros quatro confrontos de ida das oitavas de final desta Liga dos Campeões. Nesta terça-feira (22), às 17 horas (de Brasília), o Chelsea recebe o Lille no Stamford Bridge, em Londres, e a Juventus enfrenta o Villarreal no Estádio El Madrigal, na Espanha, e, no mesmo horário (17h) de quarta-feira (23), o Benfica recebe o Ajax no Estádio da Luz, em Lisboa, e o Manchester United enfrenta o Atlético de Madrid no Wanda Metropolitano, na Espanha, em mais um dos principais confrontos destas oitavas de final da competição mais importante da Europa.

Prévia de Atlético de Madrid x Manchester United:

Às 17 horas (de Brasília) desta quarta-feira (23), a TNT transmite na TV fechada a partida entre Atlético de Madrid e Manchester United, que vai ser disputado na capital da Espanha, no Estádio Wanda Metropolitano (a volta, marcada para o dia 15 de março, acontece na Inglaterra, em Old Trafford).

Os Red Devils têm a vantagem de fazer a partida decisiva ao lado da torcida por terminar a fase de grupos na liderança do Grupo F, somando 11 pontos nas 6 rodadas disputadas (3 vitórias, 2 empates e 1 derrota). Já o Atlético de Madrid, que se classificou para estas oitavas de final no sufoco, terminando na vice-liderança do Grupo B com apenas 7 pontos somados (2 vitórias, 2 derrotas e 1 empate), vai precisar fazer valer o apoio da torcida já nesta primeira partida para ter alguma vantagem na partida da volta, na Inglaterra. Passando talvez pelo seu pior momento sob o comando do Atlético de Madrid, Diego Simeone quase ficou fora das oitavas de final, mas conseguiu a classificação na última rodada da fase de grupos, tendo sido a equipe classificada com menos pontos somados (7) e com o menor número de gols marcados (7). Neste momento os Colchoneros ocupam apenas a 5ª posição do Campeonato Espanhol, com o mesmo número de pontos, mas uma partida a menos, em comparação ao 4º colocado, Barcelona. Ainda assim, levando em consideração o ótimo elenco que Diego Simeone tem em suas mãos, o Atlético de Madrid é apontado com um leve favoritismo pelos sites de apostas, tendo odd de 2.45 para sua vitória aqui na Betmotion, contra 3.10 para vitória do Manchester United. No entanto, apesar de encontrar grande dificuldade para encontrar o seu melhor equilíbrio e estar suando para se manter na zona de classificação para a Liga dos Campeões na Premier League, o Manchester United tem elenco para lutar por título de qualquer competição que disputa. Além disso, é de se considerar a evolução da equipe sob o comando do alemão Ralf Rangnick, apesar de algumas oscilações. Desde que o novo comandante assumiu os Red Devils, foram 15 partidas, 8 vitórias, 6 empates e apenas uma derrota. Esta derrota, porém, foi em um confronto direto com o Wolverhampton na busca pela 4ª posição da Premier League, e um dos vários empates culminou na eliminação da equipe na 4ª fase da Copa da Inglaterra, nos pênaltis, diante do Middlesbrough, que disputa a Segunda Divisão Inglesa. Nota-se, portanto, a instabilidade do Manchester United. De qualquer forma, a equipe inglesa está invicta a nove partidas, vem de duas vitórias consecutivas e espera conseguir um bom resultado nesta partida fora de casa para ter tranquilidade na volta, ao lado da torcida, e voltar a disputar as quartas de final da Liga dos Campeões depois de duas temporadas sem conseguir avançar para esta fase da competição.

Prévia de Benfica x Ajax:

Às 17 horas (de Brasília) desta quarta-feira (23), o Benfica recebe o Ajax no Estádio da Luz para a partida de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, com transmissão do Space na TV fechada (além do “HBO Max”, que transmite em streaming todas as partidas da Liga dos Campeões).

O Benfica chega para este confronto, que vale vaga nas quartas de final da competição mais importante da Europa, em seu melhor momento desde a saída de Jorge Jesus. Apesar da derrota recente, no fim do mês passado, para o Sporting na final da Taça da Liga de Portugal, o Benfica conseguiu uma boa recuperação na Liga Portuguesa: venceu quatro e perdeu apenas uma das últimas sete rodadas que disputou. No entanto, ainda sem vencer os principais concorrentes na competição (o atual líder, Porto, e o vice-líder, Sporting), o Benfica não deu amostras de que pode fazer um confronto equilibrado com o Ajax nestas oitavas de final da Liga dos Campeões. Bem diferente do Benfica, o Ajax vem em um trabalho sólido do técnico Erik Ten Hag, que está em sua quinta temporada à frente do clube, atual líder e bicampeão da Eredivisie (o Campeonato Holandês). O Ajax se classificou para estas oitavas de final com 100% de aproveitamento na fase de grupos, em um grupo que tinha Sporting (vice-líder) e Borussia Dortmund, que acabou indo para a Liga Europa por terminar na 3ª posição. O Ajax conta com jogadores do mais alto escalão internacional, como o experiente Tadic, que esteve na campanha de semifinal do Ajax na Liga dos Campeões 2018/19, além do brasileiro Antony e do artilheiro da atual edição da Liga dos Campeões, com 10 gols, o marfinense Sébastien Haller.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.