Início » Colunas » Coluna do Verchai » Chelsea e United vão à Champions e Aston Villa escapa do rebaixamento

Chelsea e United vão à Champions e Aston Villa escapa do rebaixamento

Fernando Verchai

Liverpool, Manchester City, Manchester United e Chelsea, nesta ordem, completam o “Top 4” da Inglaterra na temporada 2019/20

(Reprodução: Twitter)

Neste domingo, às 12h, foi disputada a última rodada da Premier League e sobrou emoção aos fãs da competição inglesa. E para aqueles que costumam torcer para as equipes menos tradicionais ou de menor poderio financeiro, o dia não foi bom. A começar pela parte de cima da tabela, encabeçada pelo Liverpool, que voltou a vencer o Campeonato Inglês após 30 anos de seca, mas é o segundo maior vencedor da competição nacional (apenas 1 título atrás do Manchester United), sem se falar em seus 5 títulos europeus. Na segunda colocação, o Manchester City: uma equipe ainda sem sucesso internacional, é verdade, mas que está entre os clubes com maior força econômica e vinha de duas conquistas consecutivas da Premier League. Logo atrás, na 3ª colocação da tabela, o Manchester United: simplesmente o maior vencedor nacional e da Premier League. Por fim, na 4ª e última posição que garante vaga na próxima edição da Liga dos Campeões, o Chelsea: equipe forte no mercado de transferências europeu e com sucesso nacional e internacional. Todas estas equipes venceram na última rodada e estão garantidas na próxima edição da Liga dos Campeões (o Liverpool venceu o Newcastle fora de casa por 1-2, o Manchester City goleou o Norwich City em casa por 5-0, o Chelsea venceu o Wolverhampton em casa por 2-0 e o Manchester United venceu o Leicester City fora de casa por 0-2). As 4 (Liverpool, Manchester City, Manchester United e Chelsea) já estão planejando e investindo na próxima temporada, e devem movimentar bastante o mercado durante esta janela de transferências, em preparação para a Premier League e a Champions League 2020/21.

Leicester City perde confronto direto e não retorna à Liga dos Campeões, mas estará na Liga Europa

A última rodada da Premier League teve uma verdadeira decisão entre Leicester e Manchester United no King Power Stadium. O time da casa até controlou a posse de bola no início do jogo e tentou controlar as ações ofensivas, mas o Manchester United não havia entrado em campo para empatar. Os Red Devils não deram espaço ao adversário e apostaram nas jogadas em velocidade do seu trio de ataque (Rashford, Greenwood e Martial) para surpreender, o que equilibrou a partida. Ainda no primeiro tempo, Bruno Fernandes chegou a balançar as redes ao receber lindo lançamento de Pogba, mas estava impedido. O placar só foi aberto na metade do segundo tempo, quando o Leicester City precisou se expor e abriu espaços para o contra-ataque veloz do adversário. Vardy até tentou colocar o time da casa na frente, aproveitando cruzamento na área aos 15 minutos da etapa complementar, mas a cabeçada do artilheiro da Premier League parou no travessão. Pouco depois, em erro de Choudhury na saída de bola, Greenwood roubou na entrada da área e Bruno Fernandes precisou de apenas um toque para deixar Anthony Martial na cara do gol. O atacante francês foi mais rápido que a defesa e acabou sendo derrubado na área. Pênalti marcado, Bruno Fernandes na cobrança: gol (foi o 10º do meia português em 20 partidas com a camisa do Manchester United). O Leicester partiu para o tudo ou nada, mas não conseguiu furar o bloqueio dos Red Devils. Nos acréscimos, o goleiro Schmeichel tentou driblar na área, perdeu a bola e deixou o gol livre para Lingard decretar a vitória por 0-2 do Manchester United. Com os três pontos, a equipe de Solskjaer terminou a Premier League na 3ª colocação e está garantida na próxima edição da Liga dos Campões. Já o time de Brendan Rodgers acabou na 5ª colocação, fora da zona de classificação para a Liga dos Campeões, mas com vaga direta na fase de grupos da Liga Europa (2020/21).

Tottenham empata com Crystal Palace, mas conta com ajuda do Chelsea para se classificar à Liga Europa

Com chances de alcançar vaga em competição europeia, o Tottenham visitou o Crystal Palace no Selhurst Park motivado a vencer. Logo nos primeiros minutos, Lo Celso rolou para Harry Kane na área, que ajeitou com a perna esquerda e, com a direita, conseguir estufar a rede mesmo desequilibrado. O problema foi que o gol acabou acomodando a equipe do Tottenham, que acabou sofrendo o empate na segunda etapa: após um bate-rebate em cobrança de escanteio, Ayew tentou finalizar, mas pegou mal na bola e acabou deixando Schlupp na boa para marcar: 1 a 1, placar final. O empate levou o Tottenham aos mesmos 59 pontos do Wolverhampton, que acabou sendo derrotado pelo Chelsea, por 2-0, no Stamford Bridge. Portanto, a vaga foi definida no segundo critério de desempate. O primeiro, que é o confronto direto, manteve a disputa em igualdade, pois, em dois jogos entre as equipes, houve uma vitória para cada lado. Com isso, a definição da 6ª e última vaga à competições europeias aconteceu no saldo de gols, que foi favorável ao Tottenham (+14). O Wolverhampton, com saldo de gols de +11, terminou na 7ª colocação e, atualmente, está fora de qualquer competição continental. No entanto, caso o Chelsea vença o Arsenal na final da FA Cup, a equipe dos Wolves terá a sua chance de disputar a Liga Europa. Isso porque, como o Chelsea já está classificado à Liga dos Campeões, a vaga à Liga Europa que conquistaria com o título da Copa é “herdada” pela próxima equipe na tabela de classificação da Premier League (o 7º colocado). Na temporada passada, o Wolverhampton se classificou na competição europeia desta mesma forma.

Na parte de baixo da tabela, Watford e Bournemouth retornam à segunda divisão após 5 anos na Premier League

Na temporada 2014/15, Bournemouth e Watford conquistaram o tão desejado acesso à principal competição da Inglaterra: a Premier League. Desde então, as equipes conseguiram se firmar na elite nacional e até chegaram a fazer boas campanhas, mas a fase boa chegou ao fim. Ambas as equipes sofreram com mudanças no elenco e, apesar de terem buscado reforços no mercado de transferências, as novas contratações não funcionaram. Com isso, Watford e Bournemouth se juntaram ao Norwich na zona de rebaixamento e, na próxima temporada, irão disputar a EFL Championship. O Aston Villa conseguiu evitar este destino cruel na última rodada, graças ao empate em 1 a 1 com o West Ham.

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa página betmotionbr no Instagram, com bônus, dicas e promoções.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.