Início » Colunas » Coluna do Verchai » Eliminatórias Sul-Americanas: confira tudo sobre a última rodada

Eliminatórias Sul-Americanas: confira tudo sobre a última rodada

Fernando Verchai

Visando confirmação de recorde de pontos nas Eliminatórias Sul-Americanas, líder Brasil visita a Bolívia na altitude de La Paz.

tite abraçando gabriel jesus em seu primeiro jogo na seleção contra o equador

(Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Líder das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar, a Seleção enfrenta a Bolívia, nesta terça-feira (29), às 20h30 (de Brasília). O jogo acontece no Estádio Hernando Siles, na altitude de La Paz. Globo e Sportv transmitem ao vivo.

Com quatro pontos de vantagem sobre a vice-líder Argentina, o Brasil ainda não tem confirmado o título simbólico da competição devido ao jogo pendente contra os argentinos, pela sexta rodada, mas a primeira posição poderá ser sacramentada em caso de vitória nesta noite.

A Seleção Brasileira também pode confirmar o título simbólico em caso de empate ou mesmo de derrota em La Paz, mas, neste caso, precisaria de um tropeço da Argentina tivesse um resultado igual nesta última rodada, diante do Equador.

Além disso, neste caso, a Seleção Brasileira, que soma 42 pontos nas 16 rodadas que disputou até aqui, não conseguiria, ao menos antes do clássico contra a Argentina, superar o recorde que foi alcançado pela Argentina de Marcelo Bielsa nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2002, de 43 pontos.

No entanto, o técnico Tite fez questão de minimizar o feito e destacou o fato de aquela mesma Seleção Argentina, comandada por Marcelo Bielsa, não ter conseguido sequer passar pela primeira fase da Copa do Mundo de 2002.

Em entrevista coletiva antes deste confronto com a Bolívia, Tite afirmou que seu principal foco é em voltar a jogar bem para continuar dando solidez ao trabalho que vem sendo feito. “Mais do que isso (conquista de recordes), o que vale é a construção, essa consolidação do trabalho.”

Além disso, o técnico da Seleção Brasileira também vai continuar fazendo modificações pontuais na equipe para não desgastar demais os jogadores e, principalmente, para ver como os jogadores que não tiveram tanta sequência sob o seu comando se saem.

Na última partida, Tite apostou em uma equipe “vertical”, como ele mesmo denominou, mas, para o duelo de hoje contra a Bolívia ele vai adotar uma postura de mais “contensão”, visando controlar o desgaste na altitude de mais de mais de 3,5 mil metros da cidade de La Paz.

Assim, o time que vai à campo conta com: Alisson; Alex Telles, Marquinhos, Éder Militão e Daniel Alves; Fabinho, Bruno Guimarães e Lucas Paquetá; Philippe Coutinho, Richarlison e Antony.

Peru, Colômbia e Chile lutam por uma única vaga na repescagem para a Copa do Mundo

Todas as partidas da última rodada das Eliminatórias Conmebol para a Copa do Mundo do Catar acontecem às 20:30 (no horário de Brasília) desta terça-feira (29). O SporTV 3 transmite, na TV fechada, a partida entre Peru e Paraguai que acontece no Estádio Nacional do Peru, em Lima. A Seleção Peruana chega para o confronto dependendo apenas de si para conseguir uma vaga na repescagem para a Copa do Mundo, que será disputada em partida única, pela 5ª colocada, contra uma seleção asiática.

Atualmente na quinta posição da tabela, o Peru tem 1 ponto de vantagem para a 6ª colocada, Colômbia, e 2 pontos em relação ao 7º colocado, Chile. Por esta razão, basta uma vitória para que o Peru confirme seu lugar na disputa da repescagem para ainda buscar uma vaga na Copa do Mundo. Do outro lado, jogando fora de casa, o Paraguai não tem qualquer pretensão nestas Eliminatórias, mas é de se destacar que a seleção comandada pelo argentino Eduardo Berizzo vem de uma vitória surpreendente sobre o Equador e pode voltar a surpreender, ainda que o Peru seja amplo favorito a vencer.

É com uma surpresa paraguaia no Peru que contam Colômbia e Chile, para que tenham chance de alcançar a vaga única para a repescagem. A Seleção Colombiana vai jogar fora de casa contra a lanterna Venezuela e, como precisa dos três pontos, dificilmente não vai conseguir a vitória.

Já o Chile se encontra em situação bem mais delicada. Depois da derrota elástica para a Seleção Brasileira no Maracanã, os chilenos vão ter um confronto duríssimo contra o Uruguai nesta terça-feira. É verdade que os uruguaios já estão garantidos na fase de grupos da Copa do Mundo do Catar, mas não é por isso que vão abrir mão de fazer uma partida competitiva, mas, pelo contrário, vão usar a necessidade do Chile como um teste para a disputa do Mundial no fim do ano.

Além disso, mesmo que a Seleção Chilena consiga vencer o Uruguai em casa, vai depender, ainda, que Colômbia e Peru não vençam para conseguir alcançar a quinta posição das Eliminatórias CONMEBOL e, assim, ficar com a vaga na repescagem.

Invicta, Seleção Argentina enfrenta o Equador fora de casa antes de clássico com o Brasil

A partida entre Brasil e Argentina, da 6ª rodada, que era para ter acontecido no ano passado na Arena Neo Química, mas foi interrompido poucos minutos após o apito inicial pela ANVISA, ainda não tem data nem local para acontecer, mas a FIFA determinou que o confronto precisa ser reagendado e vai acontecer. Enquanto isso, Brasil e Argentina estão próximos de definirem seus futuros nas Eliminatórias Sul-Americanas.

A Seleção Brasileira espera confirmar a primeira posição da tabela e a Argentina ainda tem a expectativa de tomar a liderança da competição. Para tanto, os argentinos precisam vencer o Equador jogando fora de casa, além de precisarem de um tropeço da Seleção Brasileira na Bolívia. Ambas as seleções (Argentina e Equador) já estão confirmadas na fase de grupos da Copa do Mundo do Catar e devem usar este confronto como um teste, mas, para a Argentina, além do sonho de buscar a liderança, resta, também, a luta pela manutenção da invencibilidade que sustentou até aqui. A seleção comandada por Lionel Scaloni tem 11 vitórias e 5 empates nas 16 rodadas disputadas até aqui e, mesmo que não alcance a Seleção Brasileira na tabela de classificação, ainda pode ultrapassar os 43 pontos alcançados nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2002 (para tanto precisa vencer o Equador e a partida atrasada contra a Seleção Brasileira).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.