Início » Colunas » Coluna do Verchai » Tudo das oitavas de final da Liga dos Campeões

Tudo das oitavas de final da Liga dos Campeões

Fernando Verchai

Vice da última Liga dos Campeões, Manchester City praticamente selou a classificação às quartas da atual edição com goleada fora de casa.

uefa champions league 2020/21

(Reprodução)

Na semana passada aconteceram os primeiros jogos de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões: o Manchester City praticamente selou sua classificação para as quartas de final ao vencer o Sporting por 5 a 0 jogando fora de casa; o Liverpool abriu boa vantagem em relação à Internazionale de Milão ao vencer por 2 a 0 fora de casa; o PSG largou na frente do Real Madrid no confronto mais esperado destas oitavas de final, vencendo por 1 a 0 na França com gol decisivo de Kylian Mbappé nos minutos finais; e o Bayern de Munique arrancou um empate por 1 a 1 com o Salzburg na Áustria, depois de ter saído atrás no placar, e levou a decisão para a Alemanha. As partidas de volta destes quatro duelos acontecem entre os dias 8 e 9 de março. Nesta semana aconteceram os outros quatro confrontos de ida das oitavas de final desta Liga dos Campeões, e só o Chelsea conseguiu vencer e encaminhar a classificação: Villarreal x Juventus, Benfica x Ajax e Atlético de Madrid x Manchester United empataram e deixaram tudo em aberto para as partidas de volta, que acontecem entre os dias 15 e 16 de março.

Chelsea supera o atual campeão francês em Stamford Bridge e encaminha classificação:

Na terça-feira (22) o Chelsea, que terminou a fase de grupos na vice-liderança do Grupo H, recebeu o Lille, que liderou o Grupo G, no Stamford Bridge, pela primeira partida das oitavas de final da Liga dos Campeões. Sem preocupação com o gol marcado fora de casa, que já não é mais utilizado como critério de desempate pela UEFA, o Chelsea buscava uma boa vitória em casa para ter mais tranquilidade na volta, que vai acontecer na França no dia 16 de março, e conseguiu. A equipe comandada pelo alemão Thomas Tuchel se lançou ao ataque desde os primeiros minutos e, contando com uma grande atuação de outro alemão, o meia-atacante Kai Havertz, não demorou para abrir o placar. Com Lukaku no banco de reservas, o alemão de 22 anos roubou a cena e, depois de duas chances de marcar, conseguiu balançar as redes após cobrança de escanteio gerado por ele mesmo, após bela jogada que terminou em grande defesa do goleiro Léo Jardim. No segundo tempo, o Lille tentou controlar mais a posse de bola e pressionar a saída de bola do Chelsea, mas foi assim que N’Golo Kanté escapou da marcação e arrancou desde o campo de defesa até deixar Christian Pulisic em ótimas condições na área para marcar o segundo dos Blues. Sem força para reagir, o Lille não conseguiu mudar o placar e vai precisar se superar na partida da volta, ao lado da torcida para tentar arrancar uma classificação para as quartas de final.

Também na terça-feira (22), a Juventus visitou o Villarreal na Espanha e comemorou o empate por 1 a 1, apesar de ter saído na frente do placar no primeiro tempo. Foi logo aos 32 segundos que, em lançamento do lateral Danilo, Dusan Vlahovic dominou no peito entre dois marcadores e girou de forma impressionante para bater cruzado e marcar um golaço. No entanto, o atual campeão da Liga Europa pouco se abalou com o gol sofrido. Controlando a posse de bola e saindo para o ataque de forma bem organizada, o Villarreal criou as melhores chances de gol desde o primeiro tempo e conseguiu alcançar o gol de empate no segundo tempo, em uma bela assistência de Capoue para Dani Parejo, que apareceu de surpresa na área da Juve e não desperdiçou a chance. Pouco antes dos 30 minutos do segundo tempo, ainda, Rabiot chegou com as travas da chuteira nas pernas de Chukwueze de forma temerária e recebeu apenas o cartão amarelo, o que causou a revolta dos jogadores e dos torcedores do Submarino Amarelo. Apesar da pressão, o Villarreal não conseguiu a vitória em casa e sofreu com os contra-ataques da Juventus. Com o empate por 1 a 1, o confronto ficou totalmente aberto para a partida de volta, que acontece em Turim, na Itália, no dia 16 de março.

Atlético de Madrid perde chance de abrir vantagem em casa, sofre empate do Manchester United no fim e deixa definição em aberto para a volta, em Old Trafford

Nesta quarta-feira (23) o Atlético de Madrid recebeu o Manchester United no Wanda Metropolitano para um dos confrontos mais aguardados destas oitavas de final da Liga dos Campeões e perdeu uma grande chance de sair de campo com uma vitória. Aproveitando um belo cruzamento de Renan Lodi, João Felix abriu o placar para os Colchoneros ainda aos 7 minutos do primeiro tempo, mas, apesar da superioridade, os comandados de Diego Simeone não conseguiram aproveitar as chances que tiveram de aumentar o placar. No segundo tempo o Manchester United conseguiu equilibrar as ações ofensivas do confronto e, em uma infelicidade do zagueiro Reinildo Mandava, que escorregou ao tentar se antecipar em passe de Bruno Fernandes, Anthony Elanga saiu na cara do gol e bateu no cantinho, sem chances de defesa para Oblak. O Atlético de Madrid pressionou pela vitória nos minutos finais, mas Griezmann parou no travessão na melhor chance de marcar, e não evitou o empate por 1 a 1. Com isso, a definição ficou para a volta, que acontece em Old Trafford, na Inglaterra.

Também na quarta-feira (23) o Benfica recebeu o Ajax no Estádio da Luz como azarão no confronto contra os atuais bicampeões holandeses, mas conseguiram fazer uma grande partida ao lado da torcida. O Ajax saiu na frente com um belo gol de Tadic após grande jogada coletiva, mas o Benfica pressionou e buscou o empate depois que o artilheiro da Liga dos Campeões, Sébastien Haller, marcou contra quando tentava ajudar na defesa. Só que ele também apareceu lá na frente, ainda no primeiro tempo, para colocar o Ajax de novo em vantagem aproveitando rebote do goleiro Vlachodimos. E o time holandês seguiu controlando a posse de bola e criando as melhores oportunidades, mas o Benfica foi valente, conseguiu se defender bem e explorou os contra-ataques para responder: Rafa Silva saiu rápido desde o campo de defesa e serviu Gonçalo Ramos, que teve espaço para soltar o pé da entrada da área e, no rebote do goleiro Remko Pasveer, o ucraniano Yaremchuk voltou a deixar tudo igual no placar. O empate por 2 a 2 prevaleceu e a decisão ficou para a partida da volta, marcada para acontecer no dia 15 de março na Holanda.

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.