Início » Colunas » Coluna do Verchai » Arsenal e Chelsea estão na final da Copa da Inglaterra

Arsenal e Chelsea estão na final da Copa da Inglaterra

Fernando Verchai

O maior campeão está de volta à final da FA Cup

Neste sábado, o Manchester City entrou em campo como favorito à estar na final e, inclusive, conquistar o título da FA Cup pela segunda vez consecutiva. No entanto, o Arsenal mostrou por que é o maior vencedor da competição (com 13 títulos) e despachou o atual campeão.

O Manchester City até controlou a posse de bola e pressionou o adversário, mas não conseguiu concluir as jogadas. O Arsenal, por sua vez, obteve total sucesso em sua proposta de jogo. O time de Mikel Arteta se fechava com cinco jogadores na linha de defesa, e outra linha de quatro jogadores na frente da zaga, o que congestionou a troca de passes do City e também possibilitou que a marcação dobrasse nas constantes investidas de Sterling e Mahrez pelos lados do campo. A arapuca estava armada, pois o time de Pep Guardiola adiantou sua linha defensiva até o seu campo de ataque, buscando encontrar algum espaço dentro da retranca adversária, mas acabou permitindo que o Arsenal explorasse as bolas longas. Para isso, Mikel Arteta já havia preparado dois jogadores de velocidade, cada um por um lado do campo: Nicolás Pepé e Pierre Aubameyang. O Arsenal fez chover lançamento para o campo de ataque e os velocistas do Arsenal tiveram diversas oportunidades de enfrentar a defesa no um contra um, e brilhou a estrela de Aubameyang. O atacante gabonês, artilheiro da equipe, chegou ao seu 25º tento na temporada, em 41 jogos, marcando os dois da vitória dos Gunners, que retornam à final da Copa da Inglaterra (FA Cup) após dois anos.

E esta classificação sobre o Manchester City pode ser importante para o Arsenal ganhar confiança, principalmente no sistema defensivo. O brasileiro David Luiz é quem melhor representa isso: tido como vilão na última partida contra o City por cometer um pênalti e ser expulso, fez partida impecável neste sábado. “Eu acho que estive trabalhando duro depois dos meus erros, eu assumi minha culpa. Eu fui maduro o suficiente para entender isso e fui também humilde para trabalhar mais pelo time” disse o zagueiro após a vitória na semifinal.

Manchester United perde primeira para o Chelsea na temporada e está fora da FA Cup

Neste domingo (19/07), um dia depois da surpreendente classificação do Arsenal sobre o Manchester City, foi a vez de Chelsea e Manchester United definirem a outra vaga na final. Tratava-se de um duelo entre os atuais terceiro e quinto colocados da Premier League, e um total de 20 títulos da FA Cup estava em batalha (8 dos Blues e 12 dos Red Devils). Além do maior número de títulos na competição, o Manchester United tinha a seu favor o fato de ter vencido as outras três partidas contra o Chelsea na temporada. Dentro de campo, porém, a partida era equilibrada. O Chelsea controlou teve mais volume ofensivo, o Manchester United contra-atacava o tempo todo. As coisas só começaram a complicar para os Red Devils quando os zagueiros Bailly e Maguire bateram cabeça ao tentarem interceptar um lançamento longo para Giroud. Eric Bailly teve que ser substituído e foi então que Solskjaer aproveitou para colocar mais ofensividade nos 12 minutos que foram dados de acréscimo (por conta das paralisações para hidratação). No entanto, quem balançou as redes foi o Chelsea: Giroud se adiantou à defesa em cruzamento de Azpilicueta e tocou na saída de De Gea.

Logo depois do gol a partida foi para o intervalo, mas foi como se o Manchester United não tivesse conseguido se recuperar do gol sofrido. Na primeira chegada ao ataque, Mason Mount experimentou de longe e De Gea aceitou mais uma vez, em uma grande falha. O Chelsea passou a controlar a partida à partir de então e ampliou o placar com gol contra de Maguire ao tentar cortar cruzamento. Nos minutos finais, Martial sofreu pênalti e, na cobrança, Bruno Fernandes descontou, mas não evitou a derrota do Manchester United por 3 a 1.

Arsenal e Chelsea fazem final da FA Cup

Neste primeiro momento, Arsenal e Chelsea voltam a se preocupar com a Premier League e suas buscas por vaga em competições europeias. O Chelsea pode já garantir vaga na Liga dos Campeões com uma vitória no próximo jogo, na quarta-feira (22), às 16h15, contra o campeão, Liverpool. Caso não consiga um resultado favorável, ainda assim o Chelsea vai para a última rodada, que acontece no próximo domingo (26/07), dependendo apenas de si para se manter na zona de classificação para a Liga dos Campeões. O Arsenal, por sua vez, entra em campo já na terça-feira (21), também fora de casa, contra o Aston Villa. Se não conseguir os três pontos, o Arsenal já pode começar a se focar na final da Copa da Inglaterra, pois vai para a última rodada da Premier League sem qualquer pretensão na competição.

Wembley, o palco da decisão da Copa da Inglaterra em 1º de agosto (Reprodução: Twitter/FA Cup)

Finalmente, no dia 1º de agosto (um sábado), Arsenal e Chelsea se encontram no Wembley para definir quem volta a conquistar o título da FA Cup. Os Blues foram os últimos a conquistar a competição, na temporada 2017/18, sobre o Manchester United na final, o qual acaba de deixar pelo caminho. Na temporada anterior (2016/17), foi o Arsenal quem ergueu o caneco, vencendo exatamente o Chelsea na final e se tornando o maior vencedor. Na semifinal daquela temporada, por incrível que pareça, o Arsenal também eliminou o Manchester City na semifinal.

Na temporada atual, os finalistas da Copa da Inglaterra se enfrentaram duas vezes, na Premier League, com uma vitória do Chelsea por 2 a 1 e um empate em 2 a 2. Apenas nesta última Mikel Arteta era o treinador do Arsenal, e a partida chamou a atenção pelo fato de os Gunners terem conseguido buscar o empate nos minutos finais mesmo com um jogador a menos.

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa página betmotionbr no Instagram, com bônus, dicas e promoções.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.