Início » Esportes » Guerra tira Rússia da Copa e gera outras sanções esportivas

Guerra tira Rússia da Copa e gera outras sanções esportivas

Rogerio Jovaneli

A decisão da Rússia de entrar em guerra contra a Ucrânia e de invadir o país gerou uma série de sanções esportivas à nação comandada por Vladimir Putin.

imagem de campo - fifa e uefa suspendem futebol da rússia

Devido à guerra, Fifa e Uefa suspendem futebol russo de competições (Reprodução: Fifa.com)

A Fifa, por exemplo, impôs uma suspenção à Federação de Futebol da Rússia (RFU). A seleção está fora das Eliminatórias e, consequentemente, perde a chance de disputar a Copa do Mundo do Catar, no fim do ano.

A seleção russa disputaria no próximo dia 24 jogo contra a Polônia, pelas semifinais da repescagem da classificatória da Uefa. Agora, não mais, e os poloneses já estão automaticamente classificados para a decisão da vaga. Enfrentará o classificado do confronto entre Suécia e República Tcheca.

Todas as sanções esportivas impostas à Rússia

Futebol

Fifa e Uefa impuseram sanções ao futebol russo, proibido de disputar quaisquer competições por ela geridas. Por isso, os russos estão fora do próximo Mundial de futebol.

Já nas competições de clubes, o Spartak Moscou, único clube do país vivo em torneio da Uefa, foi excluído da Europa League. Disputaria as oitavas de final contra o RB Leipzig, que, assim, já está classificado para a próxima fase.

BM Champions League - apostar Betmotion

Devido à guerra, a entidade europeia tirou a final da Champions League da Rússia. Ela seria disputada em 28 de maio na Gazprom Arena (Estádio Krestovsky), em São Petersburgo. Agora, será no Stade de France, em Saint-Denis, Paris.

Inclusive, a Uefa rescindiu o contrato de patrocínio que tinha com a então parceira Gazprom, empresa estatal russa do ramo da energia e gás natural.

Também a seleção feminina russa de futebol foi punida e não poderá mais disputar a Eurocopa, a ser realizada a partir de julho, na Inglaterra.

A Federação Russa de Futebol promete recorrer à Corte Arbitral do Esporte (CAS), a última instância do direito desportivo, contra as sanções da Fifa e da Uefa.

Comitê Olímpico Internacional

bandeiras olímpicas e da rússia

Entidades impõem diversas sanções ao esporte da Rússia devido à invasão da Ucrânia (Imagem: reprodução)

Para os Jogos Paralímpicos de Inverno Pequim 2022, atletas russos e da Belarus só poderão participar do evento sob bandeira neutra.

O Comitê Olímpico Internacional (COI), entidade que rege o esporte olímpico, fez diversos pedidos e recomendações em função da guerra.

Por exemplo, mudança de sede para eventos programados para serem disputados em solo russo, bem como a proibição de uso da bandeira e de hino da Rússia (também da Belarus) durante as competições.

Fórmula 1

A Federação Internacional do Automóvel (FIA) retirou do calendário 2022 o Gande Prêmio da Rússia. A corrida ocorreria em setembro.

E mais: Nikita Mazepin, piloto russo da equipe Haas, só poderá participar da temporada sob bandeira neutra. Nada de bandeira da Rússia.

A própria equipe americana anunciou que abandonará as cores da bandeira russa de seu carro na pré-temporada de 2022. Correrá com um “branco liso”, em vez do azul e vermelho, cores do patrocínio da Uralkali, exportadora de fertilizantes russa.

Tênis

A Federação Internacional de Tênis (ITF) excluiu as federações russa e bielorrussa de tênis de seus torneios, como Copa Davis e a versão feminina BJK Cup. A ITF também cancelou todas as competições que seriam sediadas na Rússia e em Belarus.

Até segunda ordem, jogadores russos (como Daniil Medvedev, que recentemente se tornou o número 1 do ranking da ATP, ultrapassando o sérvio Novak Djokovic) e bielorrussos que disputarão os circuitos ATP e WTA e Grand Slams não poderão jogar sob as bandeira de seus países. Competirão como atletas individuais, neutros, mais ou menos como ocorre em competições olímpicas.

Vôlei

Por decisão da Federação Internacional de Voleibol (FIVB), o Mundial de Vôlei masculino foi tirado da Rússia. O torneio tem previsão de início em agosto.

Além disso, todas as seleções, clubes e árbitros da Rússia e da Belarus estão suspensos de todas as competições internacionais e continentais de quadra, areia e neve.

Atletismo

A Federação Internacional de Atletismo (World Athletics) suspendeu atletas da Rússia e de Belarus, que, assim, não poderão disputar o Mundial Indoor, em março, na Sérvia.

Hóquei no gelo

A Federação Internacional de Hóquei no Gelo (IIHF) suspendeu todas as equipes internacionais e de clubes da Rússia e de Belarus de competir em eventos da organização.

A decisão afeta vários torneios, incluindo o Mundial masculino, previsto para maio, na Finlândia. A Rússia também não poderá mais sediar o Campeonato Mundial Júnior, em 2023.

Rugby

Até novo aviso, Rússia e Belarus estão suspensas de todas as atividades internacionais de rugby. Decisão da World Rugby.

Beisebol e softbol

Competições internacionais da Confederação Mundial de Softbol e Beisebol não poderão contar com atletas russos ou bielorrussos.

Judô

A Federação Internacional de Judô (IJF) suspendeu o cargo de presidente honorário da organização de Vladimir Putin.

Faixa preta da modalidade, Putin, de 69 anos, é praticante assíduo do esporte e coautor de um livro intitulado “Judô: História, Teoria, Prática”.

* Texto do Betmotion Blog, com acréscimo de informações de CNN Brasil, ge e GZH Esportes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.