Palmeiras leva susto, mas vence Paulista nos pênaltis

Rogerio Jovaneli
Rogerio Jovaneli

Após 12 anos de jejum, o Palmeiras volta a ser campeão paulista ao superar o Corinthians nos pênaltis, após um tenso empate por 1 a 1 no tempo normal. Decisivo, Weverton pegou dois pênaltis e foi o grande herói da conquista.

Luiz Adriano, autor do gol do Verdão com bola rolando, de cabeça, no comecinho do segundo tempo, tinha tudo para ser ele o dono do protagonismo maior, mas no último lance Gustavo Gómez foi imprudente e fez pênalti em Jô, que marcou e deixou tudo mais dramático no Allianz Parque, onde o Verdão já havia amargado derrota para o arquirrival em 2018.

Mas dessa vez, não, pela maior precisão palmeirense na disputa de penalidades.

Como foi a disputa de penais

Weverton pegou a primeira cobrança de Michel, mas depois Bruno Henrique teve a sua batida defendida por Cássio.

Depois, Avelar marcou e deixou o Corinthians na frente, 1 a 0. Raphael Veiga também acertou a sua cobrança e deixou tudo igual.

Na terceira cobrança corintiana, brilhou novamente a estrela de Weverton, que pegou penal de Cantillo, e Gustavo Scarpa pôs o Alviverde em vantagem, 2 a 1.

Sidcley foi preciso e empatou para o Corinthians. Então veio a cobrança de Lucas Lima, que foi perfeita: 3 a 2.

Jô voltou a marcar de pênalti, e na última cobrança alviverde o garoto Patrick de Paula definiu a disputa: 4 a 3 para o Palmeiras, campeão paulista de 2020.

De quebra, o Verdão ainda frustra os planos do Timão de chegar ao tetracampeonato estadual (venceu os três anteriores, em 2017, 2018 e 2019).

Como foi nos 90 minutos

Após um primeiro tempo equilibrado, novamente de poucas emoções e nada de gols, como na partida de ida, em Itaquera, o Palmeiras tirou o zero do placar da volta e de todo o confronto logo no comecinho do segundo tempo. 

O lateral-esquerdo Viña cruzou na área, Luiz Adriano levou a melhor no duelo contra o zagueiro corintiano Danilo Avelar e cabeceou com força e precisão, no canto de Cássio, que nada pôde fazer.

Com um paupérrimo repertório de ataque, mesmo em desvantagem o Corinthians não encontrava maneiras de chegar ao empate, mas aos 50 minutos, já com o jogo por acabar, Gustavo Gómez deu um carrinho atrasado em Jô dentro da área, fazendo o pênalti que resultou na igualdade do placar e na disputa de pênaltis.

Os cinco maiores campeões paulistas

Segundo maior vencedor do Campeonato Paulista, o Palmeiras chega ao seu 23º título, justamente com Vanderlei Luxemburgo como técnico, exatamente como foi na última conquista. Na época, em cima da Ponte Preta.

O Corinthians é o detentor do maior número de títulos do Paulista. Tem 30, agora sete a mais do que o Palmeiras. O Santos tem 22 e o São Paulo, que não vence o estadual desde 2005, tem 21 campeonatos. 

Corinthians – 30 títulos 

Palmeiras – 23  

Santos – 22 

São Paulo – 21 

Paulistano – 11

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa página betmotionbr no Instagram, com bônus, dicas e promoções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *