Guarani vence Ponte e complica classificação do Corinthians

Rogerio Jovaneli
Rogerio Jovaneli

Paulista
GUA3
2PON

Fechando a décima rodada do Campeonato Paulista na noite desta segunda (16), o Guarani saiu de uma desvantagem de 2 a 0 para uma vitoria de virada, por 3 a 2, sobre a rival Ponte Preta, no clássico de Campinas, para lamento do Corinthians, que vê a classificação ainda mais distante.

Isso porque o Bugre abriu cinco pontos de vantagem em relação ao time de Tiago Nunes no grupo D (16, contra 11).

Tiago Nunes, técnico do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr./Ag.Corinthians)

Restam apenas seis pontos em disputa, nas últimas duas rodadas do estadual, que, diga-se, não se sabe quando serão disputadas, já que o Paulista e outros estaduais foram paralisados em virtude da pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

O Bragantino, que goleou o Água Santa, lidera o grupo D com 17 pontos e já está nas quartas de finais do Paulista.

Para se classificar, o Corinthians precisa vencer os dois jogos que restam, contra o rival Palmeiras, em Itaquera, e Oeste, fora de casa.

Não só isso. O Timão ainda por cima tem que torcer para que o Guarani perca os seus dois jogos, contra Botafogo de Ribeirão Preto (fora) e São Paulo (em casa).

Caso o Guarani conquiste um empate nos dois jogos que fará, além de vencer Palmeiras e Oeste, o time corintiano também teria que tirar uma desvantagem no quatro gols de saldo (hoje, está 6 a 2 para o time de Campinas).

Mas se a situação do Guarani é confortável, a vida da rival Ponte Preta é complicadíssima.

A Macaca está ameaçada de rebaixamento, ocupando a lanterna na classificação geral, com sete pontos.

Como foi o clássico do Brinco de Ouro

Cumprindo determinação do Ministério Público (SP), o Brinco de Ouro não teve torcida, por conta da pandemia do coronavírus.

A Ponte Preta chegou a abrir 2 a 0 no primeiro tempo, com Alisson, de cabeça, aos 41, e Roger, de pênalti, aos 46.

Mas na etapa final o Guarani virou, com gols de Júnior Todinho, aos 10, Juninho, empatando, aos 35, e com Thallyson marcando já aos 43 minutos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *