Corinthians e São Paulo empatam no Morumbi e ainda não deslancham em 2020

Redação Betmotion
Redação Betmotion

São Paulo joga melhor, mas, mais uma vez, tem dificuldade para balançar as redes.

(Foto: Divulgação – Paulo Pinto saopaulofc.net)

Neste sábado, pela sexta rodada do Campeonato Paulista, o São Paulo recebeu o Corinthians no Morumbi e teve considerável domínio no jogo, mas esbarrou na própria incompetência. Na primeira boa chance, Pablo ficou com a sobra na entrada da área, tentou aproveitar o momento, bateu mesmo desequilibrado e mandou pra fora. O Corinthians tentou equilibrar a posse de bola e colocou a bola no chão, mas o tricolor aproveitou para subir a marcação e Hernanes desarmou Víctor Cantillo já no campo de ataque. A bola ficou com Vitor Bueno, que viu a escapada de Alexandre Pato nas costas de Pedro Henrique e colocou o atacante na cara do gol. Na finalização, porém, Pato pegou muito mal na bola e Cássio fez a defesa sem qualquer dificuldade. Como os atacantes do São Paulo mais uma vez não funcionavam, Vitor Bueno tentou arriscar de fora da área, mas parou em boa defesa de Cássio. No rebote, Pablo até conseguiu colocar no fundo da rede, mas o gol foi invalidado por impedimento do atacante na hora da finalização de Vitor Bueno. Poucos minutos depois, em passe de Daniel Alves que furou as linhas do Corinthians, Pablo rolou de calcanhar para Hernanes, que tinha todo o espaço do mundo para finalizar, mas inexplicavelmente tentou ajeitar e acabou dando a chance de Camacho chegar para interceptar. O Corinthians acordou para o jogo no final do primeiro tempo e só não balançou as redes porque Boselli perdeu chance incrível cara a cara com o goleiro. O argentino recebeu cruzamento de Fagner com liberdade na grande área, dominou tirando Tiago Volpi da jogada, mas a bola escapou demais e, pressionado, Boselli pegou muito mal na bola e Volpi ficou com ela.

 

Cássio e Tiago Volpi brilham e partida não sai do zero.

O São Paulo voltou melhor do intervalo e Alexandre Pato perdeu a grande chance do jogo. O atacante recebeu lindo passe de Vitor Bueno nas costas da zaga, saiu cara a cara com Cássio, bateu de primeira, mas o goleiro corintiano conseguiu fazer a defesa e mandar a bola pela linha de fundo. O Corinthians respondeu em linda cobrança de falta de Luan da entrada da área. O camisa 7 bateu no capricho por cima da barreira, mandando no ângulo, mas Volpi foi bem demais para fazer a defesa e mandar pela linha de fundo. Tentando algo “fora da caixa” para surpreender, o zagueiro Bruno Alves arriscou de fora da área e também acertou o ângulo, mas Cássio também apareceu muito bem para espalmar pela linha de fundo.

 

Lance polêmico e ânimos exaltados no Morumbi.

O São Paulo se lançou em busca da vitória nos minutos finais do jogo, partiu para a blitz no campo do adversário e, já nos acréscimos, aos 47 minutos do segundo tempo, Igor Gomes foi derrubado na grande área. O meia encarou a marcação de Gil, deixou o zagueiro na saudade e foi atropelado na grande área por Camacho, que deu o tranco nas costas de Igor Gomes, levando-o ao chão e sequer tocando na bola. Na visão dos comentaristas de arbitragem da Globo e da ESPN, houve a penalidade, que não foi assinalada pelo árbitro. A partida terminou mesmo empatada em 0 a 0 e o clima esquentou no Morumbi após o apito final. Quando se dirigiam ao vestiário, já nos túneis do estádio, a arbitragem foi intimidada pelos dirigentes do São Paulo. A Polícia Militar precisou intervir para que Lugano, diretor de relações institucionais do tricolor, que estava bastante exaltado, não partisse para as vias de fato. Em sua súmula, o árbitro Douglas Marques das Flores relatou que foi xingado pelo uruguaio. Em entrevista, Lugano afirmou que “há incompetência, mas é muita coincidência”, e prosseguiu: “Desde que voltei ao Brasil, cada clássico com o Corinthians é um pênalti que não dão. É normal. Nesse aspecto eles têm muita influência. Corinthians e Flamengo, no Brasil, têm vantagem”. Concordando com Lugano, o coordenador técnico do São Paulo, Raí, afirmou que o clube tricolor está “sendo roubado dentro de casa, seja em clássico, seja com time ‘pequeno'”. “Se não é má vontade, com certeza é um erro grave de política” reclamou o coordenador técnico do São Paulo, que finalizou sua entrevista garantindo que o clube vai “até as últimas consequências, até que seja resolvido esse problema”.
Do outro lado, o presidente do Corinthians, Andrés Sánchez, rebateu os comentários são paulinos dizendo: “quando não ganha, o São Paulo sempre reclama”. “Mas tinha que ter expulsado o jogador na falta que fez em cima do Luan, né?”, finalizou Andrés Sanchez. O lance comentado pelo presidente, na verdade, deve ter sido o que envolveu uma entrada mais dura de Vitor Bueno em cima de Pedrinho, não de Luan. Já Tiago Nunes, técnico do Corinthians, preferiu minimizar as polêmicas da arbitragem e ressaltou a apresentação da sua equipe em um clássico importante apenas três dias após a dura eliminação na Pré-Libertadores.

 

Tabela do Campeonato Paulista e próximos jogos.

O empate no Morumbi não foi bom para nenhum dos times, mas principalmente para o São Paulo. Além de estar jogando ao lado de sua torcida, o tricolor criou mais oporunidades de gol e, não fosse pela falta de pontaria ou capricho para concluir as jogadas, teria saído com uma vitória até mesmo tranquila. E o torcedor são paulino vem sofrendo bastante com a ausência de gols mesmo com com muitas chances sendo criadas. Em 6 rodadas do Paulista até aqui, o tricolor paulista é o time que mais finalizou (114 vezes), mas balançou as redes apenas seis vezes. Como resultado, o São Paulo soma apenas 9 pontos, estando lado a lado com Mirassol (2º) e Inter de Limeira (1º) no grupo C, mas na terceira colocação exatamente por conta do saldo de gols.
Pelo grupo D, a vida do Corinthians também não é das mais tranquilas. O alvinegro da capital paulista é segundo colocado, um ponto atrás do Guarani (líder com 9 pontos), e lado a lado com o RB Bragantino, que chegou a oito pontos após a vitória por 3 a 0 sobre o Oeste neste sábado.
Na próxima rodada, no dia 22 de fevereiro, São Paulo e Corinthians jogam fora de casa precisando da vitória para se estabelecer na zona de classificação para o “mata-mata”. às 15 horas, o Corinthians visita o Água Santa, 3º colocado do grupo A com 5 pontos. No mesmo dia (22/02), um pouco mais tarde, às 16h30, o São Paulo vai até Barueri para encarar o Oeste, lanterna do grupo A com 4 pontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *