Coronavírus: Eurocopa e Copa América são adiadas para 2021

Rogerio Jovaneli
Rogerio Jovaneli

Já era esperado e agora é oficial: Eurocopa e Copa América estão adiadas para junho e julho de 2021, anunciaram Uefa e Conmebol nesta terça-feira (17). Os dois torneios de seleções começariam em 12 de junho deste ano. Ambas as decisões motivadas pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

 

Decisões sensatas

No caso da Euro, cuja edição de 2020 seria comemorativa dos 60 anos do torneio, ela seria disputada em 12 países diferentes. Portanto, em 12 sedes. Inviável em tempos de pandemia mundial de coronavírus.

Com o sensato adiamento, agora os países ganham preciosas datas para seus calendários, a fim de que suas ligas nacionais possam ser finalizadas (temporada 2019-2020), caso até lá, junho e julho (período anteriormente destinado à Euro), a COVID-19 esteja controlada ou perto disso.

O mesmo vale para os países sul-americanos. Impensável grandes deslocamentos de jogadores e comissões técnicas de seleções e mesmo do público até Argentina e Colômbia, sedes conjuntas da Copa América 2020, adiada para 2021.

“É uma medida extraordinária para uma situação inesperada e, portanto, responde à necessidade fundamental de evitar uma evolução exponencial do vírus; presente já em todos os países das Associações Membro da Confederação. Para a CONMEBOL não foi fácil tomar essa decisão, mas devemos sempre proteger a saúde dos nossos atletas e de todos os agentes que fazem parte da grande família do futebol sul-americano. Não tenham dúvida que o torneio de seleções mais antigo do mundo retornará com forças renovadas em 2021, pronto para fazer vibrar novamente o continente e o mundo inteiro com a paixão que sempre nos caracteriza”, declarou a Conmebol.

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa seção de Análises e Palpites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *