Início » Colunas » Coluna do Verchai » Como fica a Premier League após CAS recolocar City na Champions

Como fica a Premier League após CAS recolocar City na Champions

Fernando Verchai

Corte Arbitral do Esporte reverte decisão da UEFA

No dia 14 de fevereiro deste ano, a UEFA (União das Associações Europeias de Futebol) anunciou que o Manchester City estava banido de participar de suas competições (Liga dos Campeões e Liga Europa) por duas temporadas, e ainda teria de pagar 30 milhões de euros em multas. De acordo com a entidade europeia, o clube inglês “mascarou” o tamanho de sua receita com patrocínios (entre 2012 e 2016), a fim de burlar o “fair-play” financeiro e, assim, ficar liberado para a contratação de novos jogadores. Os Cityzens, no entanto, entenderam que a decisão da UEFA foi injusta: “o clube salientou a necessidade de ser encontrado um órgão independente que pudesse considerar de forma imparcial as evidências irrefutáveis que dão razão ao Manchester City em seu posicionamento” publicou em seu site oficial. Por conta disso, o clube recorreu da decisão da UEFA junto à CAS (Corte Arbitral do Esporte), tida como a máxima instância desportiva. E, finalmente, nesta segunda-feira (13/07), o tribunal sentenciante anunciou sua decisão sobre o caso. A CAS entendeu que não ficou evidenciada qualquer fraude financeira cometida pelo Manchester City e anulou a condenação da UEFA no que dizia respeito ao banimento do clube das duas próximas edições da Liga dos Campeões e da Liga Europa. Por outro lado, a CAS afirmou que o Manchester City não colaborou com a UEFA durante as investigações e, por conta disso, manteve a pena de multa, mas a diminuiu de 30 para 10 milhões de euros.

Em sua sentença, o tribunal afirmou: “A decisão da CAS enfatiza que a maioria das alegadas infrações reportadas pelo Comitê de Controle Financeiro da Uefa não aconteceram ou prescreveram. Como as acusações com respeito a qualquer financiamento desonesto com capital próprio eram claramente mais graves do que obstruir as investigações, não era apropriado impor o banimento na participação das competições de clubes da UEFA ao Manchester City”.

Decisão da CAS já coloca o Manchester City na próxima Liga dos Campeões

Com a anulação do banimento do Manchester City das competições europeias da UEFA, a equipe de Pep Guardiola já está garantida na próxima edição da Liga dos Campeões, uma vez que é segunda colocada na Premier League e já não pode ser ultrapassada por ninguém.

(Reprodução: Instagram/Manchester City)

O Manchester City soma 72 pontos, está há 21 do Liverpool (1º) e 12 à frente do Chelsea (3º), sendo que, faltando três jogos para o fim da competição, apenas nove pontos podem ser conquistados pelas equipes. Sendo assim, além do Manchester City, o Liverpool também já está garantidos na próxima Liga dos Campeões. Com isso, restam apenas duas vagas disponíveis, e pelo menos sete times possuem chances de buscar a classificação direta à principal competição europeia. Neste momento, Chelsea (3º) e Leicester City (4º) ocupam as duas vagas restantes, mas ambos ainda podem ser ultrapassados na tabela e, assim, ficar fora da próxima Liga dos Campeões.

Manchester United tropeça e perde chance de subir para terceiro

Com gol nos acréscimos, o Southampton arrancou empate por 2 a 2 com o Manchester United em pleno Old Trafford (Reprodução: Twitter do Southampton)

Nesta segunda-feira (14/07), o Manchester United recebeu o Southampton no estádio Old Trafford para a partida que marcou o encerramento da 35ª rodada da Premier League. Como Chelsea (3º) e Leicester (4º) já tinham sido derrotados na rodada, uma vitória levaria o Manchester United à terceira colocação na tabela. E para buscar esta vaga, Ole Solskjaer manteve o 4-3-3 que havia lhe rendido quatro vitórias consecutivas: com De Gea no gol; Wan-Bissaka, Lindelof, Maguire e Luke Shaw na defesa; Matic, Pogba e Bruno Fernandes no meio; Greenwood, Martial e Rashford no ataque. No entanto, quem saiu na frente no placar foi o Southampton, ainda no começo do primeiro tempo, quando Pogba perdeu a bola ao tentar sair jogando na frente da área. Com a defesa do Manchester toda exposta, Nathan Redmond não teve dificuldade para invadir a área e deixar Stuart Armstrong na boa para fazer o 1 a 0. Depois de sofrer o primeiro gol, os Red Devils se lançaram com força máxima em busca do empate e da virada, que não demoraram à sair. Rashford recebeu passe açucarado de Martial para deixar tudo igual no placar e, ainda no primeiro tempo, o próprio Martial fez linda jogada e bateu no ângulo para colocar o Manchester United na frente: 2 a 1. Com a vitória parcial, o time da casa diminuiu o ritmo na etapa complementar e a partida esfriou, mas, no fim, a conta foi cara para o time de Solskjaer. Exatamente no último minuto dos acréscimos, em cobrança de escanteio, Michael Obafemi aproveitou desvio na área e chegou antes de Lindelof para tocar pro fundo da rede: 2 a 2 placar final.

Reta final de Premier League reserva luta intensa por vaga na Liga dos Campeões

Abrindo a 36ª rodada da Premier League nesta terça-feira (14/07), o Chelsea (3º colocado com 60 pontos) recebe o lanterna e já rebaixado Norwich City no Stamford Bridge. Uma vitória dos Blues praticamente garante a equipe de Frank Lampard entre as quatro melhores colocadas, mas ainda restarão dois jogos difíceis (contra Liverpool fora, e Wolverhampton em casa). Já o Manchester United, com o empate desta segunda-feira, chegou aos mesmos 59 pontos do Leicester City, que foi goleado pelo Bournemouth (18º) na última rodada, mas segue atrás do adversário, na quinta colocação, por ter menos vitórias dentro da competição. No entanto, o primeiro critério de desempate é o confronto direto, no qual os Red Devils levam vantagem por terem vencido no primeiro turno, jogando em casa. Mas o confronto direto só pode ser utilizado como critério de desempate quando as duas partidas entre as equipes já foram disputadas, e Manchester United e Leicester City ainda tem uma partida para jogar, válida pela última rodada (38º) da Premier League e marcada para o dia 26 de julho. Caso os dois times cheguem para o confronto com o mesmo número de pontos, o empate é favorável ao Manchester United, que fica à frente do adversário na tabela por conta da vitória no primeiro turno. Até lá, porém, ainda restam duas rodadas, e o calendário do Leicester City é cruel: joga em casa contra o Sheffield (7º) na próxima rodada e, depois, vai até Londres para encarar o Tottenham (8º). O Manchester United, por sua vez, joga fora de casa contra o Crystal Palace (14º) e, na penúltima rodada, recebe o West Ham (16º) em sua casa.

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa página betmotionbr no Instagram, com bônus, dicas e promoções.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.