Vettel e Ferrari anunciam não continuidade para 2021

Rogerio Jovaneli
Rogerio Jovaneli

O tetracampeão mundial de Fórmula 1 Sebastian Vettel não chegou a um acordo com a Ferrari para renovação de contrato e o piloto alemão deixará a escuderia italiana no fim da temporada 2020, anunciaram as partes nesta terça-feira (12).

Atualmente com 32 anos, Vettel chegou à Ferrari em 2015 após quatro títulos de Fórmula 1 pela equipe Red Bull, entre 2010 e 2013. Como piloto da Ferrari, o alemão disputou 102 corridas e obteve 14 vitórias, além de 54 pódios e dois vice-campeonatos.

Temporada 2020, que sequer começou devido à crise da COVID-19, será a última de Vettel pela escuderia Ferrari (Foto: Instagram/Ferrari)

Manifestação de Vettel:

“Meu relacionamento com a escuderia Ferrari vai terminar no fim de 2020. Para obter os melhores resultados possíveis no esporte, é vital que todas as partes trabalhem em perfeita harmonia. Eu e o time percebemos que não havia mais o desejo em comum de seguirmos juntos após o fim desta temporada. Questões financeiras não tiveram peso para essa decisão conjunta. Essa não é a forma que penso para tomar certas decisões e nunca será”, pronunciou-se Vettel, negando que desacerto financeiro na negociação tenha pesado para a não renovação do atual contrato, que termina no fim da temporada 2020, que sequer pôde ser iniciada ainda devido à pandemia do novo coronavírus.

Em seu anúncio, o alemão aproveitou para refletir sobre o atual momento do mundo, em plena pandemia, e sobre o futuro:

“O que vem acontecendo nesses últimos meses faz com que reflitamos sobre quais são realmente as prioridades na vida. As pessoas precisam usar a imaginação e adotar um novo olhar sobre uma situação que mudou. Particularmente, vou refletir mais sobre o que realmente importa quando chegar o momento no futuro”, projetou.

E finalizou agradecendo à equipe italiana e a seus fãs apaixonados:

“A escuderia Ferrari ocupa um lugar especial na Fórmula 1 e eu espero que consiga todo o sucesso que merece. Finalmente, quero agradecer à toda a família Ferrari e todos os “tifosi” pelo mundo por todo o apoio que me deram ao longo dos anos. Meu objetivo imediato é finalizar meu longo relacionamento com a Ferrari na esperança de compartilhar mais alguns momentos bonitos juntos para adicionar a todos os que já tivemos até aqui.”

Ferrari também fala em decisão em comum acordo

Em seu comunicado, a Ferrari também faz questão de dizer que foi uma decisão em comum acordo.

“A Scuderia Ferrari e Sebastian Vettel decidiram em conjunto não estender o contrato além do prazo de validade atual para o final da temporada 2020.”

Futuro de Vettel e da Ferrari

Renault e McLaren são apontadas como possíveis destinos de Vettel, analisa o Globoesporte, site esportivo do Grupo Globo, detentor dos direitos das corridas de Fórmula 1.

Já para a Ferrari a página esportiva cogita três nomes: o do australiano Daniel Ricciardo, da Renault, o do italiano Antonio Giovinazzi, piloto da equipe Alfa Romeo, e até o do espanhol Carlos Sainz, atualmente na equipe McLaren. Nesse último caso, Ricciardo poderia ir para o lugar do espanhol na McLaren, avalia o GE.

O Grande Prêmio, site especializado em cobertura de automobilismo, vê a saída de Vettel como uma forma de a Ferrari valorizar o então segundo piloto Charles Leclerc, o “queridinho” da equipe para o futuro, que tem apenas 22 anos e com quem a escuderia já firmou acordo até 2024.

O Grande Prêmio lembra, ainda, que embora tenham bom relacionamento, nas pistas Vettel e o jovem Leclerc já se enroscaram, como no GP Brasil de 2019, quando se chocaram e acabaram ambos tendo que abandonar aquela corrida.

View this post on Instagram

Sebastian's Words via @scuderiaferrari

A post shared by Sebastian Vettel (@vettelofficial) on

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa seção de Análises e Palpites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *