Início » Colunas » Coluna do Verchai » Veja os jogos e situação dos times para o início da Champions

Veja os jogos e situação dos times para o início da Champions

Fernando Verchai

Com jogos das chaves E, F, G e H, começa nesta terça (6) a fase de grupos da Champions League. Na quarta (7), acontecem as partidas pelas chaves A a D.

Champions League

Barcelona cai em grupo da Champions com Bayern e Inter

Confira, neste post, dias e horários dos jogos e também como chegam os principais clubes para a fase de grupos da competição.

Os jogos desta terça (6) de Champions League:

13h45:

Dínamo Zagreb x Chelsea (grupo E)
Borussia Dortmund x Copenhague (grupo G)

16h:

Red Bull Salzburg x Milan (grupo E)
RB Leipzig x Shakhtar Donetsk (grupo F)
Celtic x Real Madrid (grupo F)
Sevilla x Manchester City (grupo G)
Benfica x Maccabi Haifa (grupo H)
PSG x Juventus (grupo H) 

Partidas da quarta-feira (6) de Champions:

13h45:

Ajax x Rangers (grupo A)
Eintracht Frankfurt x Sporting (grupo D)

16h:

Napoli x Liverpool (grupo A)
Atlético de Madrid x Porto (grupo B)
Club Brugge x Bayer Leverkusen (grupo B)
Barcelona x Viktoria Plzen (grupo C)
Inter de Milão x Bayern de Munique (grupo C)
Tottenham x Olympique de Marseille (grupo D)

Como chegam os principais clubes para o início (pra valer!) da Champions

Manchester City 

Eles podem não ter o troféu da Champions na galeria, mas o time de Pep Guardiola estabeleceu o padrão em todo o continente europeu nos últimos anos e as primeiras indicações são de que a contratação de Erling Haaland só aumenta a eficácia do time, oferecendo um caminho mais direto para o gol, combinando com o estilo de Pep. A única e pequena preocupação para o time pode ser que a janela de transferências deste verão os tenha deixado como um jogador de primeira linha do futebol mundial no ataque, mas essa afirmação pode não proceder diante dos resultados da equipe.

Real Madrid 

Os detentores do título esperam a passagem mais serena do seu grupo, o que deve dar a Carlo Ancelotti uma ideia da facilidade. Aurelien Tchouameni pode preencher a falta de Casemiro de forma que o brasileiro não faça tanta falta. De fato, sem querer insultar desnecessariamente três equipes sólidas do Grupo F, o Real poderia muito bem usar essa competição para colocar em campo alguns outros talentos, mantendo seus veteranos Luka Modric, Toni Kroos e Karim Benzema na reserva para que eles permaneçam bem até o final do ano. 

Liverpool 

Um meio-campo atormentado por lesões, com várias opções que podem ser muito velhas ou muito jovens para fazer grandes contribuições, deixam os nervos à flor da pele em Liverpool, principalmente os de um desprotegido como Trent Alexander-Arnold. Tudo isso parece um alerta crescente do que o time precisa fazer para melhorar e focar em bons resultados na competição, mas se o elenco estiver totalmente em forma, os jogadores de Jurgen Klopp não devem ter problemas em passar por um Grupo A competitivo. 

Paris Saint Germain 

O PSG naturalmente se verá no topo da lista de candidatos ao título, mas esse verão europeu trouxe algo que se aproxima de uma conquista para o gigante mais feliz da Europa, nomear Christophe Galtier e conseguir dar liga a um elenco recheado de estrelas que parecia quebrado. A volta de Neymar jogando de forma impressionante, Messi recuperando sua boa forma, Mbappé fazendo o que lhe foi atribuído e Vitinha dando equilíbrio ao time, mostra o quão bem chega a equipe francesa na competição. A questão é se, no final do torneio, eles estarão preparados para fazer o trabalho sem bola que os torna campeões.  

Bayern de Munique 

Eles podem ter sido colocados no grupo da morte, mas não se pode esperar que eles possam cair nessa fase diante de um grupo como esse. O clube chega na competição para conquistar o título de sua maior ambição, já que o campeonato alemão não parece ser um grande desafio para a equipe. Agora o grupo de atacantes de Julian Nagelsmann que conta com Sadio Mané, parece estar atingindo níveis ainda melhores na era pós-Robert Lewandowski.   

Barcelona 

O Barcelona parece ter uma boa perspectiva na competição. A equipe possui um elenco talentoso e Xavi pode alcançar um bom nível de entrosamento da equipe até o final de novembro. Os resultados do início da temporada sugerem que pode ser difícil e é por isso que o time vai precisar tirar proveito dos confrontos contra a Inter e contra o modesto Viktoria Plzen, pois contra o Bayern parece improvável que o Barça possa conseguir sair com resultados positivos e conquistar a liderança do grupo. 

 

Atlético de Madrid 

 Com base na qualidade do elenco e seu atual conjunto em campo, a equipe chega para ser um dos classificados, seu grupo é aquele do qual eles devem conseguir a classificação sem muitos sustos ao longo do caminho. No entanto, o time de Diego Simeone precisa acordar e conquistar os resultados dentro da sua forma defensiva de jogar antes que seja tarde demais para o time reagir.

Milan 

Eles certamente entram no Grupo E cheios de jogadores que têm algo a provar. Fikayo Tomori e Olivier Giroud deixaram o Chelsea, o primeiro, antes de ter a chance de mostrar que é um defensor excepcional, enquanto Rafael Leão vem sendo destaque na equipe. O sorteio da fase de grupos foi cruel com o clube no ano passado, mas desta vez foi bem mais gentil, será realmente um choque se o time italiano não conseguir a classificação. 

Inter de Milão 

O clube se mostrou um adversário difícil para o Liverpool na última temporada e, mantendo Milan Skriniar, eles se perfilam como candidatos à classificação deste ano com um grupo mais forte e experiente. A realidade, no entanto, é que eles podem ter se encontrado involuntariamente em um mata-mata direto contra o Barcelona, já que o Bayern desponta como o possível primeiro colocado, sendo assim, Simone Inzaghi espera que os anos de experiência de sua equipe possam prevalecer no confronto.

Juventus 

A Velha Senhora do futebol italiano dificilmente vem como uma das grandes forças para fazer uma boa campanha, para deixar as coisas mais difíceis, a equipe agora tem Angel Di Maria e Federico Chiesa lesionados e não conta mais com Paulo Dybala que foi para a Roma. Haverá muita pressão sobre Dusan Vlahovic para fazer gols e levar a Juve a conquistar as vitórias necessárias para a classificação, mas terá uma tarefa difícil contra o Benfica e outra indigesta contra o PSG.

Chelsea 

A temporada não começou muito boa para Todd Boehly e Thomas Tuchel, ainda montando seu elenco para 2022-23 muito depois de iniciar a temporada. O Grupo E não ficará sem desafios para o Chelsea, o time pode encarar grandes desafios nessa fase da competição e os resultados na Premier League mostram isso. Então a questão é se Tuchel pode redescobrir o conjunto defensivo do início de seu reinado, se ele conseguir, não há nada que possa limitar a equipe.  

Tottenham 

Seu grupo não tem times melhores do que eles, embora nenhum seja consideravelmente inferior, essa está se tornando uma temporada em que Antonio Conte pode superar seus problemas na Champions League. Certamente a contratação de Richarlison lhe dá profundidade em sua linha de frente que poucos de seus antecessores no Tottenham tiveram. O clube pode provar seu favoritismo em seis jogos em que se espera que sejam favoritos e Harry Kane deve ser capaz de arcar com a função criativa da equipe levando facilmente à classificação. 

Borussia Dortmund 

O rápido retorno de Erling Haaland ao Signal Iduna Park é a história de destaque do grupo de Dortmund. Mesmo sem Sebastien Haller, o clube possui um elenco capaz de passar confiança no segundo lugar nesse grupo, atrás do Manchester City, mas suas oscilações na última temporada na fase de grupos podem dar esperança ao Sevilla que é seu principal rival na disputa pela vaga. 

Ajax 

É ser otimista demais esperar uma grande participação do Ajax na competição, o time que vinha com tudo para fazer uma boa campanha perdeu Noussair Mazraoui, Andre Onana, Ryan Gravenberch, Sebastien Haller, Lisandro Martinez, Nicolas Tagliafico, Perr Schuurs e Antony, dessa forma será difícil para a equipe se recompor a tempo e a história sugere que os gigantes holandeses vão precisar de um breve período para se reagrupar antes de desafiar os gigantes europeus novamente. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.