Início » Esportes » Futebol Internacional » Champions League » Champions: Tottenham e Valencia tentam reverter desvantagens

Champions: Tottenham e Valencia tentam reverter desvantagens

Fernando Verchai

Nessa terça-feira, às 17 horas, O RB Leipzig recebe o Tottenham na Red Bull Arena para definir quem avança às quartas de final da principal competição europeia de clubes.

Na primeira partida, na Inglaterra, os Spurs tiveram muita dificuldade para jogar, não conseguiram se impor em casa e acabaram derrotados pelos alemães, que garantiram a vitória por 1 a 0 com Timo Werner, em cobrança de pênalti.

Brasileiro Lucas em ação pelo Tottenham, na derrota para o Red Bull Leipzig, no jogo de ida, em Londres (foto: reprodução/site do Tottenham)

Com o resultado conquistado fora de casa, o RB Leipzig chega para a decisão em casa com a vantagem do empate. E antes mesmo de o primeiro jogo acontecer o “FiveThirtyEight”, site parceiro dos canais ESPN, especializado em estatísticas, colocava o RB Leipzig com 64% de chances de classificação. Agora, tendo a vantagem do empate e jogando ao lado de sua torcida, o RB Leipzig do jovem técnico Julian Nagelsmann tem tudo para avançar às quartas de final e já marcar seu nome na história do clube.

O treinador e seu jovem elenco já quebraram barreiras ao avançar às oitavas de final da Liga dos Campeões, algo que o Leipzig nunca havia conseguido. Agora, com grandes chances de classificação jogando em casa, é difícil imaginar que a equipe alemã vá deixar a vaga escapar.

“Cada um de nós se esforçará até o limite amanhã. Não é sempre que você joga contra o Tottenham nas oitavas de final da Liga dos Campeões e tem a chance de avançar para as quartas de final”, falou o técnico Julian Nagelsmann em entrevista coletiva nesta segunda-feira.

E é por conta deste favoritismo que o Betmotion retorna apenas 1.53 para cada dólar apostado em uma vitória do time alemão e apenas 1.10 em sua classificação.

Como chega o Tottenham para a decisão:

Se de um lado o RB Leipzig está totalmente focado em confirmar o favoritismo e avançar na Liga dos Campeões, o Tottenham mais uma vez tenta surpreender na competição.

Na temporada passada, o time de Londres conseguiu reverter o 1 a 0 sofrido em casa, vencendo o Ajax (time sensação naquela temporada) por 3 a 2 na Holanda. O atacante brasileiro Lucas Moura, autor dos três gols da vitória sobre o Ajax, estará em campo para tentar brilhar mais uma vez e dar a inesperada classificação ao Tottenham.

No entanto, o momento da equipe inglesa não é nada bom. O Tottenham fez quatro partidas desde a derrota para o RB Leipzig no primeiro jogo das oitavas de final e não venceu nenhum, tendo sido eliminado nos pênaltis pelo Norwich City na Copa da Inglaterra.

A última vitória dos Spurs aconteceu no dia 16 de fevereiro, pela Premier League, sobre o Aston Villa. Naquela oportunidade, Son Heung-min balançou as redes duas vezes e foi decisivo para garantir os três pontos. Mas o sul-coreano, principal jogador do time na temporada, fraturou o braço no fim da partida com o Aston Villa e não se recuperou a tempo de ajudar o Tottenham no jogo dessa terça-feira.

O técnico José Mourinho também não conta com Harry Kane, que se machucou no fim do ano passado e só deve retornar aos gramados na próxima temporada. Com isso, as chances de reação do Tottenham ficam ainda menores e, por consequência, apostar em sua classificação fica muito mais lucrativo. O Betmotion praticamente sextuplica a quantia investida em uma improvável vitória do Tottenham.

Para Mourinho, a vaga às quartas de final ainda está indefinida. “Estamos perdendo por 1 a 0 na eliminatória e temos uma segunda parte para jogar. Vamos com tudo o que temos. Tudo pode acontecer e somos muito positivos”, comentou o técnico português em entrevista coletiva.

Valência x Atalanta

Também nessa terça-feira, o Valência recebe o Atalanta na Espanha, no Estádio Mestalla, em busca de uma virada quase impossível. Isso porque na partida de ida, na Itália, o Atalanta não tomou conhecimento do time espanhol e venceu pelo placar elástico de 4 a 1.

Este gol marcado fora de casa, porém, manteve uma pequena luz de esperança para o Valência, que precisará de “apenas” três gols para se classificar. Sem o gol fora, o Valência teria de fazer cinco, mas a missão ainda é muito difícil. É por isso que apostar em uma improvável classificação do time espanhol chega a ser quase irresistível (8.80 de retorno para cada dólar apostado no Betmotion).

E para ficar ainda mais tentador, aqui vão algumas razões para confiar em uma virada do Valência: 1) fator casa (em 17 jogos no Mestalla, o Valência perdeu apenas uma vez, chegando a triunfar sobre o Barcelona por 2 a 0 pelo Campeonato Espanhol); 2) Ritmo de jogo (desde a derrota por 4 a 1 pelo jogo de ida das oitavas de final, o Valência disputou três partidas pelo Campeonato Espanhol, enquanto o Atalanta jogou apenas uma vez pelo Italiano, há mais de uma semana); 3) o retorno de Rodrigo Moreno (principal atacante da equipe espanhola, Rodrigo voltou aos gramados na última sexta-feira e está a disposição do técnico Albert Celades para a partida decisiva).

Análise do jogo de ida:

O time espanhol apresentou um bom repertório no primeiro jogo, mas sua postura aguerrida mesmo jogando fora de casa deu espaços para o Atalanta, que não deixou de aproveitar as oportunidades. O argentino Papu Gómez teve muita liberdade para armar as jogadas, Ilicic apareceu muito bem pelos lados do campo, principalmente nas costas do lateral-esquerdo José Gayá, que costuma apoiar bastante o ataque do Valência, e Hans Hateboer foi decisivo marcando dois gols na vitória por 4 a 1.

Pelo lado dos espanhóis, foram os erros que chamaram a atenção dos espectadores mais atentos. O volante Kondogbia estava muito sobrecarregado na marcação no meio de campo e Dani Parejo, que deveria ser o principal armador da jogadas ofensivas da equipe, errou muitos passes, inclusive no campo de defesa. Para piorar, o centroavante uruguaio Maxi Gómez desperdiçou pelo menos duas chances claras de balançar as redes. O Valência cresceu no jogo depois das entradas de Kévin Gameiro (atacante) e do russo Denis Cheryshev, autor do gol que manteve os valencianos vivos na disputa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.