Início » Colunas » Coluna do Verchai » São Paulo e Palmeiras voltam a definir título

São Paulo e Palmeiras voltam a definir título

Fernando Verchai

São Paulo e Palmeiras reeditam final do Campeonato Paulista de 2021 e decisão pode não ser no Allianz Parque.

Paulistão

Neste fim de semana aconteceram as partidas únicas das semifinais do Campeonato Paulista. O Palmeiras foi o primeiro a garantir uma vaga na final. O Verdão enfrentou o Red Bull Bragantino no Allianz Parque no último sábado (26) e saiu na frente do placar logo nos primeiros minutos do confronto: depois de cruzamento de Gustavo Scarpa, Gustavo Gómez desviou dentro da área e Murilo apareceu livre para empurrar para o fundo da rede ainda aos 2 minutos do primeiro tempo. Pouco depois, em jogada de contra-ataque, Scarpa recebeu de Dudu para fazer o segundo do Palmeiras, mas o gol foi anulado por impedimento. Logo na sequência veio a resposta do Bragantino, também através de cruzamento: Helinho levantou na área em cobrança de falta e, após um bate-rebate, Léo Ortiz desviou de cabeça para Léo Realpe, também de cabeça, mandar para o fundo da rede. Depois do empate a partida ficou tensa e mais equilibrada, mas, aos poucos, através de Dudu e Raphael Veiga, o Palmeiras voltou a se impor no campo de ataque. Foi em uma jogada que começou com Raphael Veiga recebendo de Dudu na área que o Verdão voltou a ficar em vantagem no placar: Raphael Veiga bateu rasteira para o meio da área e Dudu apareceu para desviar para o gol. Ainda no primeiro tempo, Gustavo Gómez aproveitou cruzamento de Scarpa para fazer mais um para o Palmeiras, mas o gol foi anulado por impedimento. No segundo tempo o Bragantino se lançou um pouco mais ao ataque, apostou em uma marcação pressão que deu certo pelo cansaço palmeirense, mas não conseguiu balançar as redes. Sem contar com seu principal jogador, o camisa 7 Artur, o Bragantino fez o que pôde para buscar pelo menos um empate, mas, quando chegou com perigo, parou em uma grande atuação de Marcelo Lomba, que substituiu o goleiro Weverton, convocado pela Seleção Brasileira. O Palmeiras conseguiu se defender bem para manter a vitória por 2 a 1 e, além dos gols anulados, poderia ter “matado” o jogo nos minutos finais, em um contra-ataque que terminou com Wesley recebendo de Gabriel Verón livre de marcação na área e parando na trave. De qualquer forma, a equipe comandada por Abel Ferreira foi melhor no contexto geral do confronto com a ótima equipe da Red Bull e conseguiu a classificação justa para a final do Campeonato Paulista (a terceira consecutiva do Palmeiras, campeão em 2020, sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, e vice-campeão no ano passado).

São Paulo mostra maior solidez com Rogério Ceni e passa, sem grandes sustos, pelo Corinthians de Vítor Pereira

Neste domingo (27) foi a vez do clássico Majestoso movimentar a semifinal do Campeonato Paulista. Dono de uma campanha melhor até então, o São Paulo teve a vantagem de fazer a partida única da semifinal no Morumbi, contando com o apoio da torcida para buscar a classificação à final. Apesar de ter conseguido terminar a primeira fase do Campeonato Paulista na frente do São Paulo pelo saldo de gols, o Corinthians foi ultrapassado pelo Tricolor na classificação geral depois do empate com o Guarani nas quartas de final, quando o Timão conseguiu avançar depois de disputa por pênaltis. O São Paulo encontrou resistência diante do São Bernardo nas quartas de final, mas conseguiu uma vitória elástica, por 4 a 1, e, com isso, levou a decisão da semifinal para o Morumbi. Foi sob os olhares da torcida tricolor que a equipe de Rogério Ceni conseguiu vencer o Corinthians e, mais do que isso, convencer que realmente era o melhor concorrente para o Palmeiras na final do Campeonato Paulista. Ainda se adaptando ao comando do português Vítor Pereira, que chegou ao clube no início deste mês, o Corinthians teve dificuldade para levar perigo à meta do São Paulo, que, por sua vez, era mais presente no campo de ataque. Aos poucos o gol do Tricolor Paulista foi amadurecendo e aconteceu pouco antes do fim do primeiro tempo: Wellington escapou da marcação, recebeu de Rodrigo Nestor na entrada da área e acertou um belo chute, no ângulo, sem qualquer chance de defesa para Cássio. No segundo tempo, sem muita alternativa, o Corinthians se lançou ao ataque e acabou se expondo demais para as investidas do São Paulo, que ampliou o placar em uma bela jogada de contra-ataque: Alisson começou o lance lá no campo de defesa, depois a bola passou por Rodrigo Nestor, Luciano, Igor Gomes e, por fim, Calleri, que rolou na marca do pênalti para Alisson chegar batendo firme para fazer o 2 a 0. Mesmo com um esquema mais ofensivo, o Corinthians teve dificuldade para criar chances de balançar as redes, e só conseguiu fazer o gol de honra porque o goleiro Jandrei, aos 41 minutos do segundo tempo, tentou sair driblando e acabou entregando a bola para Jô, que não perdoou. No entanto, não foi o suficiente para o Corinthians evitar a derrota e a eliminação do Campeonato Paulista.

São Paulo e Palmeiras reeditam a final do Campeonato Paulista:

Assim como no ano passado, a decisão do título estadual está entre São Paulo e Palmeiras. No ano passado, sob o comando do argentino Hernán Crespo, o São Paulo venceu por 2 a 0 no Morumbi, depois de empatar sem gols fora de casa, e conquistou o título, mas, desta vez, o técnico Abel Ferreira espera conseguir o troféu que lhe falta sob o comando do Palmeiras. Para tanto, o Verdão vai ter a vantagem de fazer a partida de volta ao lado da torcida, mas ainda não se sabe se vai ser no estádio do Palmeiras. Em razão da realização de um show no Allianz Parque no próximo domingo (03/04), data para a qual estava marcada a partida de volta da final, o Palmeiras tenta adiantar a partida de volta da final para o sábado (02/04), mas o São Paulo já se declarou contra esta decisão. Por enquanto, a Federação Paulista de Futebol ainda não definiu uma solução para o primeiro embate entre São Paulo e Palmeiras. O certo é que a primeira partida da final será no Morumbi na próxima quarta-feira (30), às 21:40 (no horário de Brasília), com transmissão gratuita do Youtube pelo canal do Paulistão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.