Início » Colunas » Coluna do Verchai » Real pode abrir quatro pontos em relação ao Barcelona no Espanhol

Real pode abrir quatro pontos em relação ao Barcelona no Espanhol

Fernando Verchai

Barcelona empata com Atlético de Madrid em casa e estaciona na segunda colocação.

Nessa terça-feira (30/06) o Barcelona recebeu o Atlético de Madrid no Camp Nou, pela 33ª rodada do Campeonato Espanhol, e decepcionou os torcedores blaugranas. O time catalão entrou em campo diante de um de seus maiores rivais precisando da vitória em casa para chegar aos 72 pontos e assumir a liderança, uma vez que o Real Madrid soma 71 pontos. E o Barcelona conseguiu sair na frente em cobrança de escanteio de Lionel Messi que Diego Costa mandou contra o próprio patrimônio, mas o Atlético logo empatou em cobrança de pênalti de Saul. No segundo tempo, também de pênalti, Messi voltou a colocar o Barcelona na frente e alcançou, de quebra, a marca de 700 gols na carreira (são 27 só na atual temporada, sendo o artilheiro do Espanhol com 22). No entanto, o Atlético de Madrid fez jogo duro na Catalunha e conseguiu arrancar um empate em outra penalidade. Por conta dos três pênaltis marcados a partida acabou com muita polêmica. Os principais jornais da Catalunha afirmaram que o Barcelona está sendo prejudicado na competição: “o segundo pênalti do Atlético devia ser repetido” apontou o “Mundo Deportivo” por conta de uma pequena invasão de dois jogadores colchoneros no momento da cobrança. Mesmo assim, apesar de os lances decisivos darem margem à diversos tipos de interpretação, não houve um erro claro da arbitragem que favorecesse qualquer dos lados e pode-se dizer que o 2 a 2 foi justo. Este foi o terceiro empate do Barcelona em seis jogos que aconteceram desde a volta do Campeonato Espanhol (“pós” pandemia). Com isso, o time comandado por Quique Setién desde janeiro deste ano não só perdeu a vantagem de dois pontos que tinha em relação ao Real Madrid quando a competição voltou, como caiu para a segunda colocação. Atualmente o Barcelona está um ponto atrás dos merengues, que ainda vão entrar em campo, nesta quinta-feira (02/07), pela 33ª rodada.

Vida fácil para o Real Madrid?

É verdade que o Barcelona tem decepcionado seus torcedores já faz algum tempo. Não que um empate diante do Atlético de Madrid de Diego Simeone seja um resultado frustrante, mas este resultado custou dois pontos que seriam importantíssimos para os catalães, principalmente depois do empate com o Celta de Vigo, 17º colocado no Espanhol, este sim bastante desanimador. E esta sequência sem brilho teve seu preço. Isso porque o Real Madrid não titubeou desde a volta da competição espanhola: foram cinco jogos e cinco vitórias, incluindo um 3 a 0 diante do Valência. Foi assim que o time comandado por Zinédine Zidane desbancou o Barcelona e assumiu o topo da tabela de “La Liga”. Agora, um ponto à frente do rival e com um jogo a menos, o Real Madrid pode aumentar para quatro pontos a vantagem em relação ao segundo colocado. No entanto, o discurso do técnico merengue é cauteloso: “estamos um ponto à frente, apenas isso” afirmou Zidane em entrevista coletiva nessa quarta-feira (01/07). E apesar da situação confortável na tabela, o Real Madrid não deve e nem pode relaxar. Nesta quinta-feira a partida será contra o Getafe, que se encontra na sexta colocação e ainda briga por vaga na Liga dos Campeões. Na última rodada, o Getafe conquistou uma vitória importante diante do Real Sociedad, que acabou ficando para trás na busca por classificação na Liga Europa. 

Benzema, um dos destaques do ataque do Real Madrid (Reprodução: Twitter/Real Madrid FC)

E como se não bastasse o forte adversário que o Real Madrid terá de superar nesta quinta-feira, Zinédine Zidane não conta com Eden Hazard para a partida. O belga esteve presente em todos os jogos do Real desde a volta do Campeonato Espanhol, mas, como foi muito exigido na última partida (diante do Espanyol) e também foi alvo de pancadas, o jogador será poupado pela comissão técnica para que não volte a se machucar. A probabilidade, portanto, é de que Vinícius Junior retorne ao time titular, ao lado de Karim Benzema e Isco.

A caminhada rumo ao título:

Depois que o casamento entre Real Madrid e Cristiano Ronaldo chegou ao fim, a equipe da capital espanhola passou por maus bocados. A primeira temporada sem a “Fera” (2018/19) quase foi um desastre completo. O Real Madrid foi eliminado logo nas oitavas da Liga dos Campeões, não teve sucesso na Copa do Rei e acabou o Campeonato Espanhol apenas na terceira colocação (quase 20 pontos atrás do Barcelona). É provável que a situação só não tenha sido pior por conta do retorno de Zinédine Zidane ao comando técnico da equipe merengue. Na atual temporada, a caminhada também foi complicada. Mesmo com a chegada de um nome de peso para o ataque (o ex-Chelsea Eden Hazard), o Real Madrid custou a embalar. Mas Zidane conseguiu fazer com que alguns medalhões (como Marcelo, Modric e Benzema) retomassem a confiança e o Real Madrid cresceu. Até a eliminação para o Real Sociedad nas quartas de final da Copa do Rei, o time merengue ficou 21 jogos sem perder e assumiu a liderança do Campeonato Espanhol. Ainda antes da paralisação por conta da pandemia, porém, o Real Madrid foi derrotado pelo Levante e viu o Barcelona assumir a ponta da tabela. No meio daquela mesma semana, o Real Madrid perdeu para o Manchester City em pleno Santiago Bernabéu, no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões. Parecia que tudo estava se perdendo naquele momento, mas ainda havia uma chance. O jogo seguinte foi exatamente contra o Barcelona, novamente no Santiago Bernabéu, pelo Campeonato Espanhol. O clássico valia a liderança da competição e Vinícius Júnior marcou o primeiro da vitória do Real por 2 a 0. No entanto, no último jogo antes da paralisação, diante do Real Betis, o time de Madrid perdeu e voltou a ver o Barcelona assumir a liderança da competição nacional. Mas foi só a bola voltar a rolar, três meses depois, que não demorou para o Real Madrid voltar a liderança. Agora o time de Zinédine Zidane depende apenas de si para voltar a conquistar o título espanhol. Depois do jogo contra o Getafe, que acontece nesta quinta-feira, o Real Madrid terá pela frente o Athletic Bilbao (7º colocado) já no domingo (05/07), fora de casa. Este pode ser o jogo mais difícil da equipe merengue, que depois recebe o Alavés em casa (08/07), além de Granada (10º) fora (12/07), Villarreal (5º) em casa (15/07) e, por fim, Leganés (19º) fora (19/07).

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa página betmotionbr no Instagram, com bônus, dicas e promoções.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *