Juventus e Napoli farão final da Copa da Itália na quarta-feira

Rogerio Jovaneli
Rogerio Jovaneli

Com empates em casa, Juventus e Napoli se classificaram e farão a final da Copa da Itália (ou Coppa Italia) na próxima quarta-feira (17), às 16h (de Brasília), no Estádio Olímpico de Roma. RAI (canal 203 da NET e da Claro TV) e DAZN transmitem.

(Reprodução: Twitter/Napoli)

Na sexta-feira (12), jogando em na sua Allianz Stadium, em Turim, mas sem presença de torcedores, a Juventus avançou no torneio ao empatar por 0 a 0 com o Milan (na ida, no San Siro, empate com gols, 1 a 1) em partida que também marcou a volta do futebol italiano.

A “Vecchia Signora” teve a chance de marcar no primeiro, de pênalti, mas a estrela Cristiano Ronaldo desperdiçou. Já o Milan, que poderia aproveitar o erro para se impor emocionalmente no jogo, levou uma ducha de água fria com a expulsão de Rebic logo em seguida, o que praticamente pôs fim a qualquer chance de classificação.

Espina salva, Mertens faz história e Napoli elimina Inter

Se na primeira semifinal o gol fora de casa foi decisivo para a classificação da Juventus, na outra semi, no estádio San Paolo, em Napoles, o time da casa contou com ótima atuação do seu goleiro Espina – que fez várias grandes defesas ao longo da partida – e gol histórico de Dries Mertens, o do suficiente empate por  1 a 1, para igualmente avançar à decisão contra a rival do norte da Itália, comandado por Maurizio Sarri, técnico que ganhou projeção na carreira ao comandar justamente o time do sul.

O primeiro gol do jogo foi da visitante Internazionale. Eriksen cobrou escanteio na direção do gol e contou com leve desvio de Di Lorenzo na primeira trave para vencer Ospina.

Àquela altura, tudo igual no placar agregado, afinal na ida, em Milão, os napolitanos haviam vencido por 1 a 0 em pleno Estádio Giuseppe Meazza.

A Inter era superior, mas acabou levando o empate fatal, ainda na etapa inicial. Ospina lançou bem Insigne, que arrancou em velocidade, com o sistema defensivo dos nerazzurri exposto, levou a melhor e deu passe para Mertens, livre, finalizar com precisão e decretar o que seria o definitivo placar do confronto de volta.

View this post on Instagram

🏅CIRO THE L E G E N D 🌟

A post shared by SSC Napoli (@officialsscnapoli) on

Foi o gol de número 122 de “Ciro” Mertens, como é chamado carinhosamente o belga, com a camisa napolitana, deixando para trás o eslovaco Marek Hamsik e se tornando o maior goleador da história da tradicional equipe do sul da Itália.

Ambas as partidas das semifinais da Copa da Itália contaram com homenagens aos profissionais de saúde antes da bola rolar.

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa página betmotionbr no Instagram, com bônus, dicas e promoções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *