Início » Colunas » Coluna do Verchai » Prévia da sexta rodada do Campeonato Carioca

Prévia da sexta rodada do Campeonato Carioca

Fernando Verchai

Após quarta vitória consecutiva, a segunda em clássico, Fluminense busca liderança. Enfrenta a Portuguesa no Estádio Nilton Santos, pela Taça Guanabara.

Nilton Santos - Engenhão estádio do Botafogo no RJ

Fluminense enfrenta a Portuguesa no Estádio Nilton Santos, pela Taça Guanabara (Divulgação)

No último domingo (6), o Fluminense venceu um clássico com o Flamengo pela quarta rodada da Taça Guanabara e deu uma grande aliviada na pressão que se instalava sobre a equipe comandada por Abel Braga. Fluminense e Flamengo disputaram as últimas duas finais do Campeonato carioca, em 2020 e 2021, e o Rubro-Negro Carioca venceu as duas, se sagrando Tricampeão Estadual no ano passado. Neste ano, mais uma vez o Flamengo chega para a competição ostentando um amplo favoritismo e tendo o Fluminense como seu principal concorrente na busca pelo título, e a derrota no clássico foi um grande baque para a equipe comandada pelo português Paulo Souza, que já sofre a pressão. Pelo lado do Fluminense, porém, a pressão foi praticamente encerrada na quinta-feira (10), depois de mais uma vitória em clássico, que foi a quarta consecutiva na Taça Guanabara. O Fluminense enfrentou o Botafogo em território inimigo, no estádio Nilton Santos, mas como mandante, de forma que contou com o apoio da torcida para conquistar os três pontos diante do rival. Com uma atuação convincente, o Fluminense buscou a virada no segundo tempo, depois de ter saído atrás no placar na etapa inicial, e acabou com a invencibilidade do Botafogo. Com Felipe Melo ditando o ritmo do clássico e William “Bigode” desencantando ao marcar o gol de empate, o Fluminense mostrou estar ganhando forma sob o comando de Abel Braga e se coloca forte na busca pelo título estadual. Com as quatro vitórias consecutivas (depois da derrota decepcionante para o Bangu na estreia), o Fluminense assumiu a vice-liderança da Taça Guanabara, com apenas um ponto de distância do líder, Vasco, e tem boas chances de terminar esta 6ª rodada no topo da tabela de classificação. Isso porque o Vasco entra em campo apenas na segunda-feira (14), para fazer seu primeiro clássico de 2022, contra o Botafogo. O Fluminense, por sua vez, entra em campo já neste domingo (13), às 16 horas (de Brasília), atuando como mandante diante da Portuguesa no Estádio Nilton Santos. É verdade que a Portuguesa é a melhor classificada entre as equipes de menor expressão do Rio de Janeiro, ocupando a 5ª posição da tabela com 7 pontos somados nas 5 rodadas disputadas. No entanto, levando em consideração o ótimo momento do Fluminense e o fato de a Portuguesa ter perdido as duas partidas que fez, até aqui, contra os grandes do Rio de Janeiro (Flamengo e Vasco), a expectativa é de que o Tricolor das Laranjeiras consiga mais um resultado positivo e assuma a liderança, ainda que temporária, da Taça Guanabara.

Sem convencer com a vitória magra da última rodada, sobre o modesto Audax, Flamengo tenta manter proximidade dos líderes:

O Flamengo segue sem conseguir convencer os torcedores. Desde a saída de Jorge Jesus, que era pedido de volta depois da saída do Benfica, nenhum técnico consegue convencer os torcedores sob o comando do Flamengo, que se mantém praticamente o mesmo de 2019 e, ainda por cima, com muitos reforços importantes desde então. Com o atual técnico, o também português Paulo Souza, não está sendo diferente. Com apenas três partidas no comando, as ideias do técnico já estão ficando claras, assim como a insatisfação dos torcedores com elas. Tudo o que os rubro-negros gostariam de ver era um time intenso, se lançando para o ataque e fazendo valer a qualidade individual de seus jogadores. No entanto, as mudanças táticas feitas por Paulo Souza, com três zagueiros e variações no meio de campo, dificultam o entendimento dos jogadores dentro de campo, e a demora para que o time engrene, se é que vai engrenar, irrita os torcedores. A derrota no clássico para o Fluminense intensificou ainda mais a pressão, e a vitória magra da última rodada, por 2 a 1, sobre o Audax Rio, um time que está em sua primeira temporada na elite do Campeonato Carioca, não ajudou em nada. Pelo contrário, o time foi vaiado ao deixar o gramado na última partida e Paulo Souza foi bastante criticado pelos torcedores: “burro” ele ouviu das arquibancadas. Agora, enfrentando o lanterna Nova Iguaçu pela 6ª rodada, em partida que acontece às 19 horas (de Brasília) deste domingo (13), no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, com o Flamengo como mandante, a vitória é obrigação para o Rubro-Negro, e não deve aliviar em nada a pressão mesmo que ela venha. Apenas uma goleada com futebol plástico tiraria um sorriso dos torcedores e dariam uma aliviada na pressão sobre o técnico português, mas, apesar da campanha ruim até aqui, o Nova Iguaçu possui uma equipe qualificada e deve dificultar bastante a partida.

Outros jogos:

A 6ª rodada da Taça Guanabara começa às 15:30 (no horário de Brasília) deste sábado (12), com a partida entre Bangu e Resende no estádio de Moça Bonita, em um confronto direto na luta por vaga na Taça Rio (concedida aos clubes que terminam entre a 5ª e a 8ª posição da Taça Guanabara). Também no sábado (12), às 18 horas (de Brasília), o Volta Redonda, penúltimo colocado, recebe o Madureira no Estádio Raulino de Oliveira precisando da vitória para se afastar da parte mais baixa da tabela de classificação, enquanto o Tricolor Suburbano espera somar pelo menos um ponto para seguir próximo da zona de classificação para a Taça Rio. No domingo (13), às 15:30 (no horário de Brasília), o Audax Rio (9º colocado com 4 pontos) enfrenta o Boavista (6º colocado com 6 pontos) no Estádio Municipal de Angra dos Reis. E, por fim, na próxima segunda-feira (14), Vasco e Botafogo fazem a partida mais esperada e encerram a 6ª rodada da Taça Guanabara.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.