Início » Esportes » Futebol Internacional » Por Champions, presidente do PSG cogita jogar fora da França

Por Champions, presidente do PSG cogita jogar fora da França

Rogerio Jovaneli

A decisão do governo francês de proibir a disputa de esportes coletivos no país, incluindo o futebol, criou um problemão para o Paris Saint-Germain.

Nasser Al Khelaifi, presidente do Paris Saint-Germain (Reprodução: site do PSG)

Virtual campeão da Ligue 1, com larga vantagem sobre o segundo colocado Olympique de Marseille (12 pontos e um jogo a menos), o time parisiense viu o Campeonato Francês correr o risco de ser cancelado (não se sabe se encerrado sem campeão, como o Holandês). E o primeiro-ministro Edouard Philippe foi categórico: “A temporada 2019-2020 de esportes profissionais, especialmente a do futebol, também não poderá ser retomado.”

Não bastasse isso, como consequência do iminente encerramento da Ligue 1, também a situação se complica em relação à disputa da Champions, uma vez que o time de Neymar, Mbappé e companhia, classificados que estão para as quartas de final, estaria impedido de jogar em casa, na França, devido à determinação do governo do país. Como fazer, então?

Pois bem, o presidente do Paris Saint-Germain, o magnata catariano Nasser Al Khelaifi, disse que se preciso for o time mandará seus jogos fora da França.

“É claro que respeitamos a decisão do governo francês, mas planejamos competir na Liga dos Campeões em acordo com a Uefa, onde e quando ela acontecer. Se não for possível jogar na França, nós jogaremos no exterior, sujeitos às melhores condições para nossos jogadores e à segurança de todos os nossos funcionários”, declarou o dirigente.

Uefa já trabalha por permissão especial

Justamente para que o PSG e mesmo o Lyon, caso também avance na Champions (venceu a Juventus por 1 a 0 no duelo de ida, pelas oitavas) não precisem mandar seus jogos na Champions League fora do território francês, a Uefa já trabalha para obter junto ao governo daquele país uma permissão extra. A informação é do comentarista do Grupo Globo Paulo Vinicius Coelho.

“Há um trabalho político da Uefa nesta direção”, afirmou no seu blog hospedado pelo site Globoesporte.

Embora não oficializado, segundo revelou o jornal italiano La Gazzetta dello Sport, a Uefa planeja finalizar toda a Liga dos Campeões no mês de agosto, com a final disputada no dia 29, em Istambul, na Turquia.

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa seção de Análises e Palpites.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.