Início » Colunas » Coluna do Verchai » Novidades na preparação da Seleção para o Mundial do Catar 

Novidades na preparação da Seleção para o Mundial do Catar 

Fernando Verchai

Na busca pelo Hexa no Mundial do Catar, a Seleção conta com uma nova tecnologia, um anel inteligente para controlar o sono e acelerar a recuperação dos atletas. A ideia é conseguir monitorar e adaptar os jogadores às melhores condições físicas antes e durante a Copa do Mundo no fim do ano.

vinicius junior chegando na granja comary ct da seleção brasileira

(Foto: Lucas Figueiredo)

Tendo um intervalo bem curto entre os jogos na Copa do Mundo, a comissão técnica da Seleção adere à nova tecnologia para monitorar tempo também a qualidade do descanso dos atletas.

Uma das já diversas peculiaridades da Copa do Mundo do Catar é a de que ela é mais curta que as edições anteriores. Em vez de um mês para a realização, a Copa desse ano terá somente 28 dias e isso significa menos tempo de descanso e treinamento para os atletas entre a realização das partidas. Conseguindo passar em primeiro no grupo, a Seleção Brasileira terá curtos dois dias de preparação para disputar as oitavas de final, por exemplo.

Nova tecnologia

Sabendo disso a Seleção Brasileira procura cuidar de cada aspecto que possa acelerar a recuperação física dos jogadores e vem dando atenção para uma questão de grande importância, o sono. Para conseguir realizar um acompanhamento mais efetivo e individualizado dos atletas convocados, a CBF decidiu obter uma nova ferramenta tecnológica para conseguir chegar ao seu objetivo, um anel inteligente. 

É algo novo e a equipe de fisiologia certamente está animada com sua aplicação, o objeto é pequeno e leve, possui sensores na parte interna que monitoram frequência cardíaca, temperatura corporal e outros fatores que permitem auferir não apenas o tempo, mas também a qualidade do sono de quem usa o anel.

Promoção de aniversário

“Dormir é fundamental para a recuperação, para a liberação de hormônios importantes para a reconstituição muscular e o reequilíbrio mental e cognitivo dos atletas. O ideal é que o jogador passe por todas as fases do sono, que são: leve, moderado, profundo e REM.”  Explicou Guilherme Passos, fisiologista da Seleção.

Jogadores satisfeitos e a importância da adoção

Os jogadores que são convocados com certa frequência receberam autorização para levar o anel para casa e utilizar enquanto estão em seus clubes. Dessa forma a Seleção terá a possibilidade de fazer um acompanhamento contínuo desses atletas e monitorar como chegarão na competição. 

A comissão técnica ainda fez questão de destacar a importância educativa da adoção do aparelho. Pois quando estão utilizando o acessório, os jogadores passam a prestar mais atenção e cuidar melhor da qualidade do seu sono.

“O anel me obrigou a ser mais disciplinado. Nunca dormi mal, mas, com a rotina, a gente não consegue controlar tanto. Agora tenho a disciplina. Ah, essa noite sei que dormi oito horas no mínimo, que é ideal. Essa noite dormi sete, preciso melhorar, me organizar melhor para levar os filhos na escola. Comecei a me organizar e isso me ajuda no dia a dia, no trabalho. É importante acordar saudável e bem para ir treinar, estar disposto no dia a dia. Me acrescentou muito.” Disse Fred, jogador do Manchester United.

Os dados que são coletados ficam disponíveis em tempo real através de um aplicativo que pode ser acessado pela comissão de Tite e também pelos jogadores em seus smartphones.

“Eu costumo ver quanto tempo dormi em alta intensidade, o sono profundo mesmo. E você consegue ver o gráfico do sono no mês, é legal para caramba.” Falou Bruno Guimarães, do Newcastle.

Membros da comissão técnica da Seleção explicam que os tratamentos tecnológicos com botas de compressão ou câmaras frias não possuem efetividade se os atletas não conseguirem dormir bem. O novo dispositivo é somente uma parte da estratégia da comissão para garantir um melhor descanso e recuperação dos jogadores.

“Adotamos estratégias de higiene do sono. O que fazer para não atrapalhar o descanso? Quarto fechado, não deixar a luminosidade entrar, temperatura correta, não usar tablet, smartphone ou televisão, que é o mais difícil para essa nova geração. Tudo isso vai ajudar o atleta a conseguir dormir melhor. Não só em termos de volume, mas também a qualidade do sono ser boa.” Comentou o preparador físico Fábio Mahseredjian.

A comissão técnica de Tite até mesmo já visitou o hotel onde a Seleção ficará hospedada no Catar afim de verificar a qualidade e também a maciez dos colchões das camas, bem como o controle de luminosidade pelas cortinas, detalhes necessários para garantir um boa noite de descanso dos atletas.

Esses detalhes podem parecer descartáveis do ponto de vista do torcedor, mas são de extrema importância e podem fazer a diferença na busca pelo título e esses profissionais sabem bem disso, sabem também o grau de importância na adoção de novas tecnologias para gerar resultados rápidos e eficientes. Por exemplo, na Copa de 2018, o lateral-esquerdo Marcelo se queixou de dores fortes nas costas no final da fase de grupos, segundo o médico da Seleção, o problema possivelmente foi causado pelo colchão do atleta durante a estadia. 

“E tem mais um agravante: na fase de classificação, dois jogos nossos serão às 22h. Os atletas que jogarem irão conseguir dormir por volta das 5h. O jogo vai acabar meia-noite, até sair do estádio, chegar no hotel, conseguir se alimentar e ir para a cama, vai ser 5h. Aí existem estratégias que já estamos discutindo, de colocar o treino e o almoço do dia seguinte mais tarde.” Afirma o preparador físico da Seleção. 

Treino com novidades no time titular 

No segundo dia de treinos na França, Tite montou a seleção brasileira que vai participar do amistoso contra Gana na próxima sexta-feira (23), no estádio Oceane, em Le Havre, às 15h30 (horário de Brasília.)

No treino o técnico colocou Éder Militão na lateral direita. O defensor já atuou como lateral na equipe do São Paulo e também no Porto, mas é zagueiro titular do Real Madrid e domina a posição, diante da falta de Daniel Alves que não vem bem e não deve ser convocado para a copa, essa é uma atualização importante no time. 

Já Danilo, que é o único lateral-direito entre os convocados, participou do treino no time reserva. Durante a coletiva no dia da convocação, o técnico Tite disse que poderia usar Militão ou Ibañez na posição, praticamente definindo os jogadores que devem ocupar a vaga na Copa. 

O time titular no treino da seleção foi: Alisson, Eder Militão, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Telles compondo a defesa. Casemiro, Lucas Paquetá e Neymar pelo meio. Vini Jr, Raphinha e Richarlison fechando o trio de ataque da Seleção.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.