Início » Esportes » Outros Esportes » Morre ex-presidente da Confederação de Desportos Aquáticos

Morre ex-presidente da Confederação de Desportos Aquáticos

Rogerio Jovaneli

Faleceu nesta quinta-feira (14), aos 82 anos, no Rio de Janeiro, Coaracy Nunes, que foi presidente por 30 anos (1988 a 2017) da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA).

Coaracy Nunes, ex-presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), faleceu nesta quinta no Rio de Janeiro (Foto: Sátiro Sodré/SS Press/CBDA)

O ex-dirigente, que é paraense de nascimento, viveu no Rio a maior parte de sua vida. Ele deixa a mulher Maria da Glória Nunes e duas filhas.

Coaracy Nunes estava internado há quase um mês em um hospital na Barra da Tijuca. Segundo detalhou a família ao site Globoesporte, ele era diabético, sofria de hidrocefalia e demência senil.

Ainda de acordo com o site esportivo do Grupo Globo, o hospital confirmou que Coaracy tinha COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus, mas chegou a negativar para o vírus em teste mais recente, segundo uma das filhas, Luciana Nunes. Porém, depois de uma cirurgia da semana passada, ele estava em coma, não acordou mais e acabou falecendo nesta quinta.

Depoimento da filha Luciana, por mensagem, ao Globoesporte:

“O Coaracy semana passada estabilizou clinicamente, chegando a negativar o COVID-19 e, na execução de tomografia para verificar a piora do nível de consciência, foi evidenciado um aumento dos hematomas subdurais bilaterais já existentes. Foi realizada uma cirurgia para alívio da pressão intracraniana na ultima quinta, mas, infelizmente, o Coaracy não despertou e constatou o que já esperávamos uma fase terminal do Alzheimer. Na manhã de hoje, dia 14 de maio, fez sua passagem de forma tranquila. Sinto-me privilegiada de ter o Coaracy como meu pai, mentor, amigo e de poder acompanhá-lo em toda sua trajetória como um homem realizador e amante incondicional do esporte. Um exemplo para meus filhos… e que seu carinho , sorriso, alegria, espontaneidade e empolgação inspire as pessoas de bem.”

Legado esportivo na CBDA

Em sua gestão na CBDA foram dez medalhas olímpicas conquistadas por modalidades aquáticas brasileiras: uma de ouro, três de prata e seis de bronze.

Gustavo Borges, Fernando Scherer (o “Xuxa”), Carlos Jayme, Edvaldo Valério, Cesar Cielo, Thiago Pereira e Poliana Okimoto foram os atletas que subiram ao pódio.

Prisão

Em abril de 2017, um mês depois de ter sido afastado da presidência da CBDA pela justiça, acusado pelo Ministério Público Federal em São Paulo de improbidade administrativa (participação em licitações fraudulentas para aquisição de itens esportivos a atletas que disputariam os Jogos Rio-2016), Coaracy Nunes e outros três ex-dirigentes da CBDA foram presos durante a operação “Águas Claras”, da polícia federal, contra esquema de desvios de recursos públicos repassados ao órgão.

As investigações da operação apontaram que aproximadamente R$ 40 milhões repassados à CBDA não foram aplicados nos esportes aquáticos.

Em 2019, Coaracy Nunes foi condenado em primeira instância a três anos de detenção e 11 anos e 8 meses de reclusão. O Tribunal Regional Federal de São Paulo (TRF-SP) aplicou-lhe multa de cerca de R$ 120 mil.

Após recorrer daquela decisão, o ex-dirigente aguardava a sentença em liberdade.

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa seção de Análises e Palpites.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.