Início » Colunas » Coluna do Verchai » Manchester City defende liderança da Premier League

Manchester City defende liderança da Premier League

Fernando Verchai

Com Chelsea e Liverpool na cola, Manchester City tenta terminar primeiro turno na frente dos concorrentes na busca pelo título.

Atual campeão inglês, o Manchester City protagoniza uma bela corrida pelo título da atual edição da Premier League ao lado de Liverpool e Chelsea. Neste momento, os Citizens são líderes com 38 pontos, seguidos pelos Reds, que somam 37, e os Blues vem logo na 3ª posição com 36 pontos somados nas 16 rodadas disputadas até aqui. Os três gigantes fazem campanha tão fora da curva que o 4º colocado, o West Ham, soma apenas 28 pontos (10 a menos que o líder e 8 atrás do 3º colocado, Chelsea). O líder e atual campeão, Manchester City, tem 12 vitórias, 2 empates e outras 2 derrotas nas 16 rodadas disputadas, com 33 gols marcados (média superior a 2 por partida) e apenas 9 sofridos, ostentando a defesa menos vazada do campeonato, com média de pouco mais de um gol sofrido a cada duas partidas.

Surpreendentemente, não é no setor ofensivo que a equipe de Josep Guardiola mais se destaca, mas no defensivo. Boa parte deste sucesso no setor de defesa passa pelo zagueiro português Rúben Dias, de apenas 24 anos, que foi contratado no início da temporada 2020/21 junto ao Benfica. Normalmente atuando ao lado do espanhol Aymeric Laporte, com a segurança do goleiro Ederson e o suporte do versátil lateral João Cancelo, que ora joga na lateral-esquerda para Walker atuar na direita e ora ocupa a lateral-direita para Zinchenko ficar na esquerda, o Manchester City conseguiu encontrar o seu melhor equilíbrio defensivo. Não à toa supera as famosas retrancas inglesas, de Chelsea e Manchester United. Como Guardiola possui um elenco poderoso do meio de campo para a frente, desde o volante Rodri, passando por Kevin de Bruyne até Gabriel Jesus, que muitas vezes fica no banco de reservas, o Manchester City está firme e forte na busca pelo bicampeonato inglês. Nesta terça-feira (14), às 17 horas (de Brasília), o Manchester City recebe o Leeds United no Etihad Stadium, em partida válida pela penúltima (17ª) rodada do primeiro turno da Premier League, que vai ser transmitida com exclusividade pela ESPN no streaming do Star+. O time comandado por Marcelo Bielsa fez uma campanha de destaque na temporada passada e apresentou muita dificuldade ao Chelsea em sua última partida, tendo perdido por 3 a 2, e tudo isso serve de alerta para o Manchester City. Os comandados de Pep Guardiola sabem que vão precisar estar em seu melhor nível para alcançarem a sétima vitória consecutiva na Premier League e, assim, seguirem no topo da tabela de classificação (abrindo, ainda que temporariamente, 4 pontos de vantagem para o vice-líder, Liverpool, que entra em campo na rodada só na quinta-feira). “Temos que ajustar algumas coisas porque (o Leeds) é completamente diferente em comparação com outros oponentes nossos” foram as palavras de Guardiola em entrevista coletiva.

Manchester United abre 17ª rodada da Premier League podendo assumir um lugar no G-4

Lutando para assumir a 4ª posição da Premier League e retomar o seu lugar entre os maiores da Inglaterra, o Manchester United abre a 17ª rodada visitando o Brentford em Londres, no Brentford Community Stadium, às 16:30 (no horário de Brasília) desta terça-feira (14), com transmissão da ESPN Brasil na TV fechada. Neste momento os Red Devils ocupam a 5ª posição da tabela (que garante vaga na fase de grupos da Liga Europa), estando a apenas 1 ponto do 4º colocado, West Ham, que entra em campo na quarta-feira (15) para enfrentar o Arsenal (6º colocado) fora de casa. Desde a saída de Ole Gunnar Solskjaer, que deixou o comando técnico da equipe após duas derrotas consecutivas, que incluíram um clássico local com o Manchester City e uma goleada para o Watford, o Manchester United está invicto. Desde então foram 4 vitórias em 6 partidas disputadas, sendo duas delas pela Premier League e sob o comando do novo mandachuva, o alemão Ralf Rangnick. Estabeleceu-se no Manchester United o 4-3-3, com Cristiano Ronaldo, Jadon Sancho e Marcus Rashford formando a trinca ofensiva, Bruno Fernandes na armação e Fred e Mc Tominay na contenção. No entanto, é importante ressaltar que o atual adversário dos Red Devils passam por um grande momento e são uma das sensações desta Premier League, até porque já tiraram pontos de outros gigantes, como Arsenal (vitória por 2 a 0) e Liverpool (empate por 3 a 3). Além disso, em razão de um surto de Covid que a equipe agora comandada por Ralf Ragnick enfrenta, o Manchester pode ser obrigado a fazer mudanças para o confronto com o Brentford, que corre o risco de sequer acontecer (podend ser adiado para um outro momento, mais adequado).

Após nova derrota, Aston Villa visita o lanterna, Norwich City, buscando se reaproximar da zona de classificação para alguma competição europeia. Depois da perda do seu principal jogador, Jack Grealish, para esta temporada, o Aston Villa teve um péssimo início de temporada, que resultou na demissão do técnico Dean Smith. Steven Gerrard assumiu o time de Birmingham a dois pontos da zona de rebaixamento e, desde então, foram 3 vitórias e apenas duas derrotas (diante de Manchester City e, na última rodada, do Liverpool). Agora, na 13ª posição da tabela, o Aston Villa está tão distante da zona de rebaixamento como da zona de classificação para a Liga Europa (8 pontos). Coincidentemente, o próximo adversário do Aston Villa, o Norwich, que vai jogar ao lado de sua torcida, é comandado pelo seu ex-técnico, Dean Smith, e como o Steven Gerrard deve perder alguns jogadores pelo novo surto de Covid na Inglaterra, o lanterna deve ir em busca dos três pontos. A partida é às 16:45 (no horário de Brasília) desta terça-feira (14), no estádio Carrow Road, com transmissão do Fox Sports para a TV fechada, mas também corre o risco de ser adiado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.