Dana White confirma retorno do UFC e ideia de “ilha da luta”

Rogerio Jovaneli
Rogerio Jovaneli

O presidente do UFC, Dana White, confirmou na sexta-feira (24) a volta da realização de eventos da organização em maio. Ao todo, serão três edições com portões fechados, sem permissão de presença de público, em Jacksonville, na Flórida (EUA), a começar pela edição 249 do UFC no dia 9, cujas lutas são praticamente previstas para o evento anteriormente marcado para 18 de abril, que foi cancelado.

Dana White, presidente do UFC (Foto: UFC)

Entre as mudanças, destaque para a inclusão no card principal do confronto Henry Cejudo e Dominick Cruz, válido pelo cinturão peso-galo, e do duelo peso-pesado entre o brasileiro Fabricio Werdum e Alexey Oleynik, luta que já estava prevista, só que ocorreria no UFC 250, que a princípio seria no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, no dia 9 de maio, antes da capital paulista descartar o evento por conta da pandemia do novo coronavírus.

Programação do UFC 249:

Card principal (23h, de Brasília):

Peso-leve: Tony Ferguson x Justin Gaethje
Peso-galo: Henry Cejudo x Dominick Cruz
Peso-pesado: Francis Ngannou x Jairzinho Rozenstruik
Peso-pena: Jeremy Stephens x Calvin Kattar
Peso-pesado: Greg Hardy x Yorgan De Castro

Card preliminar (19h30, de Brasília):

Peso-leve: Donald Cerrone x Anthony Pettis
Peso-pesado: Alexey Oleynik x Fabricio Werdum
Peso-palha: Carla Esparza x Michelle Waterson
Peso-médio: Ronaldo Jacaré x Uriah Hall
Peso-meio-médio: Vicente Luque x Niko Price
Peso-pena: Charles Rosa x Bryce Mitchell
Peso-meio-pesado: Ryan Spann x Sam Alvey

Depois, ainda em maio, a organização de MMA promoverá cards adicionais, em princípio nos dias 13 e 16 do mesmo mês.

Segundo informou o UFC, além de não abrir para a presença de público, os eventos de Jacksonville promete contar apenas com pessoal considerado “essencial” para a realização do evento. “Todos os atletas e funcionários deverão aderir a uma série de medidas de precaução, como participar de exames médicos avançados e verificações de temperatura, além de seguir as diretrizes de distanciamento social.”

A permissão para que as lutas ocorram na Flórida – o evento está regulamentado pela Comissão Estadual de Boxe daquele estado – vem de um decreto publicado recentemente pelo governador local Ron DeSantis, dando aval para a realização de esportes profissionais e produção de mídia entre os serviços essenciais na região, desde que, no caso dos esportes, sem público e atendendo a normas de higiene e distanciamento social.

Ilha da luta nos planos de Dana White

Em entrevista à ESPN americana, o todo poderoso do UFC Dana White voltou a falar sobre a chamada “ilha da luta”. Segundo ele, o local está sendo preparado para poder receber combates entre lutadores de fora dos Estados Unidos em junho.

“Vamos colocar um octógono na praia. Lá vai ter instalações de treinamentos para as pessoas, há hotéis e toda a ilha será construída, toda a infraestrutura será construída para o UFC fazer as lutas lá. A ‘ilha da luta’ deve começar a funcionar em junho. De 9 a 23 de maio, nós vamos fazer quatro shows. E a partir de junho nós podemos começar nossas lutas internacionais na ilha”, declarou o dirigente.

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa seção de Análises e Palpites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *