Fifa pode punir Corinthians caso não pague dívida neste mês

Rogerio Jovaneli
Rogerio Jovaneli

O Corinthians tem até o fim deste mês para pagar 1 milhão de dólares (R$ 5,3 milhões hoje) e evitar sofrer punição da Fifa.

O valor é referente à segunda de quatro parcelas pela compra no ano passado do zagueiro Bruno Méndez junto ao Montevideo Wanderers, pequeno time do Uruguai, que custou um total de 3,5 milhões de dólares (cerca de R$ 18,5 milhões na cotação atual).

Anunciado pelo Corinthians em fevereiro do ano passado, o zagueiro uruguaio Bruno Méndez tem contrato com o Corinthians até 31 de dezembro de 2023 (Reprodução: Instagram)

O Corinthians quitou apenas a primeira parcela de US$ 1 milhão, deixando de arcar com o compromisso na segunda, vencida em junho de 2019, e na terceira parcela, cujo vencimento se deu em dezembro do ano passado. Ambas têm igualmente valor de 1 milhão de dólares cada, enquanto a última parcela, a vencer agora em 30 de junho, é de 500 mil dólares (2,6 milhões de reais hoje).

Então, o Montevideo Wanderers acionou a Fifa pelo calote corintiano na segunda e terceira parcelas, e a entidade deu prazo até junho deste mês para o Timão pagar ao menos a segunda parcela de US$ 1 milhão.

Caso o clube não pague, a primeira sanção da Fifa imposta ao Corinthians será de multa e proibição de que inscreva novos jogadores nos campeonatos. Por exemplo, para o Brasileirão 2020, quando começar, mesmo que contrate atletas, o clube estaria impedido de inscrevê-los na competição.

Posteriormente, caso a Fifa siga cobrando pelo pagamento da dívida, e o Corinthians não resolvendo a pendência, aí o clube pode sofrer novas sanções, como, por exemplo, a perda de pontos, como ocorreu no caso do Cruzeiro, sendo punido pela entidade com menos seis pontos na Série B. A última sanção é o rebaixamento de divisão.

Jovem zagueiro atuou pouco e já fala em sair do Corinthians

Anunciado pelo Corinthians em fevereiro do ano passado, o jovem zagueiro uruguaio Bruno Méndez firmou contrato com o Corinthians até 31 de dezembro de 2023.

Porém, o baixo aproveitamento em pouco mais de um ano de Timão (disputou apenas 13 jogos) já fez o jogador de 20 anos pedir à diretoria alvinegra para ser emprestado, segundo afirmou em entrevista à Rádio 1010 AM, do Uruguai.

“Quero ter continuidade. A gente é jovem e quer jogar. Não descarto ir emprestado a uma outra equipe. Já conversei com o clube. Este semestre me serviria para ver se eu teria os minutos que desejava, mas veio a parada”, declarou, segundo repercutiu o site Globoesporte.

A preocupação do jovem zagueiro é seguir do radar da seleção uruguaia, daí a preocupação com o pouco aproveitamento no Corinthians.

“Jogar na seleção principal foi divino, mas no momento não pensei nisso, quis me concentrar. Agora é uma recordação linda, mas já passou e quero estar lá outra vez. Obviamente que sonho em jogar a Copa do Mundo, mas primeiro tenho que ver a realidade e buscar mais minutos onde quer que seja. Assim, posso me mostrar”, analisou a situação.

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa seção de Análises e Palpites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *