Dirigente da CBF cita Alemanha e vê futebol no Brasil em junho

Rogerio Jovaneli
Rogerio Jovaneli

Para o secretário-geral da CBF, Walter Feldman, o retorno da Bundesliga no último fim de semana sinaliza que é possível a volta do futebol no Brasil já em junho.

Secretário-geral da CBF, Walter Feldman (Foto: Mauro Horita / reprodução do site da CBF)

“Parar foi necessário e voltar é possível. Esse é o grande aprendizado com o retorno do alemão… a Alemanha é uma ótima sinalização”, disse o dirigente à agência de notícias Reuters.

Nesta terça (19), o País registrou o seu maior número de mortes de COVID-19 em 24h: foram preocupantes 1.179. Os estados de São Paulo e do Rio de Janeiro registraram recordes de óbitos diários, com 324 e 227, respectivamente.

Feldman reconhece que este mês em especial tem sido duro no combate à doença no País, mas crê num “abrandamento” da situação no mês seguinte.

“Maio é o período mais dramático da doença e vamos ver as portas que vão se abrir em junho. O aprofundamento da crise, agora, significa que logo em seguida deve vir o abrandamento”, afirmou, otimista.

“Podemos ter, sim, só jogos com portões fechados. Em países a epidemia vai e volta, tem novas ondas. Aglomerações mesmo só com vacina e controle absoluto”, analisou.

Feldman aposta em flexibilização de autoridades de saúde para volta do futebol

Coincidentemente, bem no dia de recorde de mortes pelo novo coronavírus presidentes de Flamengo (Rodolfo Landim) e Vasco (Alexandre Campello) posaram sorridentes para fotos ao lado do presidente Jair Bolsonaro e do filho Flávio, após se reunirem em Brasília para tratar justamente sobre a situação dos clubes, ensaiando uma volta aos treinos para posteriormente retomarem os campeonatos, suspensos desde março.

Feldman mencionou à Reuters a volta dos clubes aos treinamentos e uma possibilidade de “flexibilização de autoridades de saúde” como fatores que possibilitariam, segundo ele, o retorno da bola rolando no Brasil em junho.

“Dependendo da curva da doença aqui no país… mais um mês ou um mês e meio após o pico. Maio abre portas, junho abre outras adicionais e não duvido que em junho, com a volta dos treinos, protocolo sustentado e possibilidade de flexibilização das autoridades de saúde, o futebol possa voltar com restrições”, projetou.

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa seção de Análises e Palpites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *