Premier League não voltará antes de 1º de junho

Rogerio Jovaneli
Rogerio Jovaneli

O retorno da Premier League, a mais badalada liga nacional de futebol do mundo, não ocorrerá antes de 1º de junho. Nem mesmo com portões fechados.

O mesmo vale para quaisquer esportes profissionais, aponta documento de 50 páginas intitulado “Nosso plano para reconstruir: A estratégia de recuperação de COVID-19 do governo do Reino Unido”, que, como o nome sugere, trata-se de um conjunto de medidas iniciais do governo britânico para afrouxar o lockdown ali.

Em uma segunda etapa dos planos do governo, mas só a partir de 1º de junho, aí, sim, inclui: “permitir que eventos cultural e esportivo aconteçam com portões fechados para transmissão, enquanto evita o risco de contato social em larga escala”. Trata-se de uma possibilidade a ser analisada até lá, conforme o controle da pandemia do novo coronavírus, que causa a doença COVID-19.

Durante o anúncio desta segunda, o próprio primeiro-ministro Boris Johnson se disse a favor da realização de eventos esportivos sem presença de público.

Ainda sobre o documento divulgado, ele afirma que a reabertura de locais que atraem grandes multidões, como áreas esportivas, “só pode ser totalmente possível significativamente mais tarde, dependendo da redução no número de infecções.”

(Reprodução: BBC)

Também nesta segunda, ocorre debate entre os clubes da Premier League sobre o chamado “Projeto Recomeço”, ainda sem consenso, tanto sobre a forma de disputa das partidas – há opiniões divididas sobre jogar em campos neutros, uma sugestão apresentada -, quanto sobre a definição da data do retorno do campeonato.

Paralisada desde 13 de março, a temporada 2019-2020 do Campeonato Inglês ainda tem 92 partidas a serem disputadas. O Liverpool é o líder, com larga vantagem. Tem 82 pontos, contra 57 do vice Manchester City.

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa seção de Análises e Palpites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *