Atacante Son, do Tottenham, inicia serviço militar na Coreia

Rogerio Jovaneli
Rogerio Jovaneli

Um dos grandes astros do Tottenham, o atacante sul-coreano Son apresentou-se nesta segunda (20) ao Corpo de Fuzileiros Navais daquele país para iniciar o seu treinamento obrigatório básico militar de três semanas.

Son, à esquerda com uniforme do Tottenham, e à direita de blusa de capuz verde, boné e calça pretos e máscara, servindo aos fuzileiros navais da Coreia do Sul (Reprodução: Instagram/montagem Betmotion)

Na Coreia do Sul, todos os homens fisicamente aptos – mesmo atletas, como, por exemplo. Heung-min Son (seu nome completo) – têm de servir ao exército por aproximadamente dois anos.

Aos 27 anos, sua idade atual, Son completará seu treinamento militar enquanto a Premier League segue paralisada devido à pandemia do novo coronavírus.

O jogador já conseguiu liberação do serviço obrigatório em 2018 por ter comandado a seleção na conquista da medalha de ouro nos Jogos Asiáticos daquele ano.

Son deverá passar por uma versão reduzida do treinamento padrão, sendo submetido a aulas de disciplina, simulações de combate, incluindo exercícios químicos, biológicos, radiológicos e nucleares.

No início do mês, um representante do exército local revelou à agência Reuters que o jogador do Tottenham será exposto a gás lacrimogêneo, passará por corridas em meio ao fogo e terá que marchar por 30 quilômetros, carregando peso, durante as suas três semanas de treinamento militar na Coreia do Sul.

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa seção de Análises e Palpites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *