Euro e Copa América adiadas afetam novo Mundial de Clubes

Rogerio Jovaneli
Rogerio Jovaneli

Como consequência da mudança do período de disputa da Eurocopa e Copa América para junho e julho de 2021, anunciado nesta terça (17) – inicialmente, ambos começariam em 12 de junho deste ano -, a Fifa se viu obrigada a adiar o novo Mundial de Clubes, que seria disputado na China, país onde surgiu o novo coronavírus, e justamente no período onde agora serão destinados aos torneios de seleções.

O adiamento da Euro e da Copa América se deveu à pandemia que afetou o calendário do futebol mundial e a circulação pública de fãs.

O novo Mundial formatado pela Fifa prevê a presença de 24 times, sendo oito deles da Europa e seis da América do Sul. Ele seria disputado de 17 de junho a 4 de julho de 2021.

O torneio passaria a ser quadrienal, e não mais anual, em substituirá a versão atual de sete equipes (os campeões continentais, mais o representante do país-sede).

A reformulação visa tornar a competição mais atraente, tanto do ponto de vista esportivo quanto do financeiro.

A princípio, o Flamengo, campeão da Libertadores de 2019, é o único time já garantido no novo Mundial. Mas os critérios de definição de participantes ainda são discutidos.

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa seção de Análises e Palpites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *