Após interdição, políticos do Equador garantem jogo do Fla

Rogerio Jovaneli
Rogerio Jovaneli

O Flamengo foi informado por autoridades de Guayaquil de que o estádio Monumental estava inabilitado para o jogo de logo mais contra o Barcelona local, às 17h15 locais (19h15 de Brasília), pela Libertadores. No entanto, a situação mudou e a partida está confirmada.

Pedro, esperança de gols do desfalcado Flamengo, durante treinamento no Equador (Foto: divulgação/Flamengo)

Cronologia dos fatos:

1) O ge, entre outros veículos esportivos brasileiros, noticiaram sobre a decisão de autoridades sanitárias da cidade equatoriana sobre a interdição do estádio Monumental, palco do jogo, após o surto de Covid-19 (nove pessoas do Flamengo infectadas, sendo sete jogadores). Em entrevista no hotel do Flamengo, Carlos Luis Salvador, diretor de saúde e higiene de Guayaquil, afirmou: “Hoje, o estádio Monumental está inabilitado. Ao menos neste estádio hoje não haverá jogo de futebol entre Barcelona e Flamengo. Enviamos uma carta para a Conmebol”.

Autoridades sanitárias do Equador chegaram a falar que o estádio Monumental, palco de Barcelona de Guayaquil e Flamengo, estava inabilitado (Reprodução: Twitter/Barcelona SC)

2) Marcos Braz, vice de futebol do Rubro-Negro, confirmou e deu a seguinte declaração, segundo noticiado pelo site do Grupo Globo: “Disseram que o estádio não está mais apto a receber uma partida de futebol. Vamos aguardar o comunicado oficial da Conmebol para voltarmos ao Brasil.”

3) Então, entra em cena a prefeita de Guayaquil, Cynthia Viteri, que escreveu em caixa alta no Twitter: “O ESTÁDIO MONUMENTAL NÃO ESTÁ INABILITADO”. E na mesma mensagem acrescentou: “Estamos aguardando o pronunciamento do Ministro da Saúde para definir se a partida de hoje ocorre ou não. Seguiremos o protocolo que o Ministério indicar.”

4) E pouco depois a prefeitura de Guayaquil emitiu um comunicado, ratificando: “Esclarecemos que o Estádio Monumental não está inabilitado pelo COE Cantonal. Aguardamos o pronunciamento do Ministro da Saúde para apurar se o jogo de hoje será ou não.”

5) O UOL Esporte publicou notícia sobre bastidores de uma possível pressão da Conmebol para a manutenção do jogo (leia aqui). Segundo o site esportivo, a entidade que comanda o futebol sul-americano “apelou ao governo federal do Equador para tentar evitar o adiamento do jogo. Depois que autoridades locais decidiram interditar o estádio em Guayaquil, membros da confederação sul-americana entraram em contato com a Federação Equatoriana para pedir ajuda”.

Segue o UOL: “Contatos foram feitos com o governo federal alegando que todos os protocolos de segurança estão sendo seguidos, com os profissionais do Flamengo contaminados isolados e com a garantia de que todos que estariam no estádio deram negativo para exames recentes de PCR. O martelo será batido pelo Ministério da Saúde.”

6) Informa o site de O DIA (aqui): “Conmebol e autoridades equatorianas chegaram a um acordo para execução do jogo. “O jogo está confirmado”, também  noticiou o ge (aqui).

Vale lembrar: o Flamengo teve nove casos confirmados de infecções pelo vírus da Covid-19: sete jogadores (os laterais Isla, Matheuzinho e Filipe Luís, o meio-campista Diego Ribas e os atacantes Bruno Henrique, Michael e Vitinho), além do chefe do departamento médico do clube, Márcio Tannure, e do ex-jogador Juan, integrante do departamento de futebol.

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa página betmotionbr no Instagram, com bônus, dicas e promoções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *