Início » Esportes » Futebol Nacional » Federações pressionam CBF por volta dos estaduais em maio

Federações pressionam CBF por volta dos estaduais em maio

Rogerio Jovaneli

Em reunião por videoconferência nesta terça-feira (28) com federações estaduais, o presidente da CBF, Rogério Caboclo, e o secretário-geral Walter Feldman ouviram apelos pela volta do futebol já para maio (permissão para treinos e mesmo partidas oficiais).

“Paraná e Santa Catarina querem voltar aos jogos dia 16 de maio”, revelam Nadja Mauad e Raphael Zarko no site Globoesporte.

A Federação Catarinense der Futebol é uma das que mais pressiona pela volta do futebol em maio, segundo o Globoesporte (Foto: Márcio Cunha/Chapecoense – divulgação/site da FCF)

Segundo a publicação, a Comissão Nacional de Clubes também se reuniu nesta terça e, por decisão unânime, decidiu pelo fim de férias dos atletas.

Também ficou estabelecida a previsão de volta das atividades para a maioria dos clubes em 2 de maio. Alguns, já no feriado de 1º de maio (sexta-feira).

Cenário mudou com troca de ministro da Saúde

Sobre a reunião entre a Confederação Brasileira de Futebol e federações estaduais, o UOL Esporte noticiou que, mesmo diante de toda a pressão, a CBF respondeu que aguarda parecer das autoridades, dizendo para que cada entidade avalie com órgãos de saúde de seu estado a possibilidade da liberação.

Segundo o UOL, a pressão pelo retorno dos estaduais no mês que vem não é unanimidade entre as federações. “Longe disso.”

Ainda de acordo com o portal, a CBF até então mantinha a posição de seguir a recomendação da equipe do então ministro Luiz Henrique Mandetta, vetando bola rolando antes de junho. “Com as alterações na pasta em Brasília, o cenário mudou”, revela o site.

De todo, na reunião a CBF se comprometeu a apresentar protocolo base de prevenção a ser seguido pelos clubes, adaptado a cada realidade local.

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa seção de Análises e Palpites.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.