Filipe Luis recorda: “Nos treinos o Salah era como Messi”

Rogerio Jovaneli
Rogerio Jovaneli
Messi vs Salah em jogo da Champions

Salah não brilhou pelo Chelsea nos jogos, mas nos treinos era nível Messi (Foto: David S. Bustamante/Soccrates/Getty Images)

Reportagem do site da ESPN lembra a passagem apagada de Mohamed Salah no Chelsea. O egípcio é ídolo e estrela do Liverpool, de Jürgen Klopp.

“Nos treinos o Salah era como Messi. É uma pena não ter jogado mais com ele”, revelou Filipe Luís, sobre o ex-companheiro.

O hoje lateral-esquerdo do Flamengo e o craque dos Reds fizeram parte dos Blues da temporada 2014-15, A declaração foi dada no início deste ano ao jornal Daily Mail.

Liverpool e Chelsea se enfrentam nesta quinta-feira (4), às 17h15 (de Brasília), em Anfield, pelo Campeonato Inglês. A ESPN Brasil transmite ao vivo.

Oscar, outro brasileiro que fez parte daquele grupo do Chelsea, fez coro a Filipe Luís: “A gente até brincava que o Salah era o Messi dos treinos, porque ele ia muito bem, mas na hora do jogo, parecia que não encaixava”.

“Na época, era muito difícil para ele jogar. Tinham jogadores na posição que vinham muito bem no clube, vinham jogando”, finalizou o meia ao site da ESPN, em entrevista feita em setembro.

tv banner betmotion promo champions 2020/2021

Concorrência pesada e necessidade de mais tempo de maturação

Com a camisa dos Blues, Salah disputou apenas 19 jogos oficiais, sendo titular em dez, só que ele só atuou a partida toda em duas oportunidades. Teve média de 46 minutos por jogo, marcando apenas dois gols, contra Arsenal e Stoke City, em 2014, lista o site da ESPN.

Verdade que naquele Chelsea a concorrência era dura para o então jovem atleta, de 21 anos, vindo do Basel, da Suíça.

Ele disputava posição, por exemplo, num grupo que tinha caras do porte de um Eden Hazard, do já citado neste post meia brasileiro, Oscar, André Schürrle, campeão do mundo com a seleção alemã, além dos badalados atacantes Fernando Torres e Samuel Eto’o.

José Morais, auxiliar de José Mourinho, técnico dos Blues na oportunidade, comentou à ESPN em maio de 2019: “Era a primeira experiência dele em uma grande equipe da Europa. Precisou de algum tempo de adaptação e maturação. Quando ficou mais maduro, foi para frente.”

“Veio um menino fisicamente ainda não preparado, mentalmente não preparado, social e culturalmente perdido”, defendeu-se o próprio Mourinho em 2018.

Do Chelsea para o futebol italiano e depois para o vitorioso Liverpool

Antes de ser contratado pelo Liverpool, por 42 milhões de euros, em 2017, Salah ainda passou por Fiorentina e Roma, esta última a equipe onde o egípcio melhor rendeu, com 34 gols em 83 jogos, chamando a atenção dos Reds e de outros grandes clubes europeus.

De acordo com a reportagem do site da ESPN, Salah já marcou 118 gols em quase quatro temporadas pelo Liverpool, período no qual ganhou os títulos da Premier League 2019/2020, da Champions League 2018/2019 e Mundial de Clubes 2019.

Leia também:

Oitavas da Champions League: surpresas e próximos duelos

Copa do Brasil: com Flu de olho, Grêmio e Verdão iniciam final

VAR e equilíbrio marcam Brasileirão 2020 em meio à pandemia

banner bônus de boas vindas com a embaixadora do Betmotion, a atacante Cristiane

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *