Covid-19: morre a campeã mundial de basquete Ruth de Souza

Rogerio Jovaneli
Rogerio Jovaneli

A Covid-19 vitimou a campeã mundial de basquete Ruth de Souza, que não resistiu às complicações da doença e faleceu nesta terça-feira (13), aos 52 anos.

Entre outros títulos, a ex-pivô conquistou o ouro no Pan de Havana 1991, bem como o Mundial de 1994. Nesses times jogavam estrelas como Hortência e Paula.

ruth recebendo medalha de ouro de fidel castro no pan 1991

Campeã pela Seleção, Ruth recebeu das mãos de Fidel Castro a medalha de ouro do Pan de Havana 1991 (Foto: Acervo CBB)

Rutão, como era conhecida, também disputou a Olimpíada de 1992, em Barcelona, a primeira da Seleção feminina.

Ela estava internada desde o fim do mês passado, na UTI de um hospital de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, onde morava.

“Perdi uma amiga, com uma história de vida de muitos desafios, mais jamais perdeu sua doçura e sempre com seu jeito humilde e eficiente na convivência em grupo. Dia muito triste para mim. Ruth fazia parte da minha família e sempre recebida com carinho, como merecia. Que ela faça esta passagem com muita luz”, declarou Magic Paula, companheira de seleção e também de clube, em Piracicaba, onde Ruth jogou boa parte da carreira.

A Confederação Brasileira de Basquete lamentou o falecimento da importante atleta brasileira. “É com dor e profundo pesar que a CBB informa o falecimento da campeã mundial e do Pan, Ruth! O nosso sorriso mais bonito. A nossa guerreira. Ruth combateu o bom combate e nos deixou nesta terça, aos 52 anos. Obrigado, obrigado, eternamente obrigado!”

Leia também:

Jogo das Estrelas: Time Brabo, de Alex Garcia, é campeão

Flamengo bate São Paulo no basquete e fatura bi da Super 8

Betmotion é o novo parceiro da temporada 2020/2021 do NBB

banner bônus de boas vindas com a embaixadora do Betmotion, a atacante Cristiane

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *