Início » Esportes » Tênis » COVID-19: sede do US Open vira hospital improvisado em NY

COVID-19: sede do US Open vira hospital improvisado em NY

Rogerio Jovaneli

O Centro Nacional de Tênis USTA Billie Jean King, complexo no Queens, em Nova York, onde é disputado o Grand Slam US Open, será convertido em hospital improvisado para ajudar a cidade a aumentar a quantidade de leitos para atender pacientes com o novo coronavírus (COVID-19).

Complexo de tênis em Nova York onde é disputado o US Open sediará hospital temporário para ajudar a cidade na crise do novo coronavírus (Foto: Mike Lawrence/USTA)

Até segunda, a cidade de Nova York, epicentro da COVID-19 nos Estados Unidos, registrou mais de 43 mil casos e acima de 900 mortes.

No estado de Nova York, o mais afetado do país, são 76 mil casos e mais de 1.500 mortes.

Os EUA já registraram 3.400 mortes e mais de 164 mil casos confirmados. Esses números são atualizados dia a dia.

O hospital improvisado terá 350 leitos para infectados que não precisem ir para UTI do sobrecarregado Hospital Elmhurst, no Queens.

Centro Nacional de Tênis USTA Billie Jean King, complexo de tênis de Nova York onde é disputado o US Open, transformado em hospital improvisado para oferecer leitos para pacientes com COVID-19 (Divulgação: USTA)

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa seção de Análises e Palpites.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.