Seleção faz 2 a 0 no Uruguai; Alemanha leva 6 a 0 da Espanha

Fernando Verchai
Fernando Verchai

Na partida mais aguardada desta terça-feira (17) de 4ª rodada das Eliminatórias sul-americanas à Copa de 2022, a Seleção Brasileira conseguiu fazer uma partida sólida em Montevidéu e venceu o Uruguai por 2 a 0.

Richarlison marcou um dos gols da vitória da Seleção por 2 a 0 sobre o Uruguai, em pleno Centenário, em Montevidéu (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

O jogo teve como principais desfalques Neymar, pela Seleção Brasileira, e Luis Suárez pela uruguaia, mas não perdeu em nada no quesito força de vontade. Tanto uruguaios quanto brasileiros batalharam muito dentro de campo e outros nomes foram decisivos para a partida.

Do lado uruguaio, Cavani fez partida apagada e acabou sendo o destaque negativo, sendo expulso no segundo tempo, após solada completamente desnecessária em Richarlison. Já pelo lado brasileiro, Éverton Ribeiro esbanjou categoria e, vestindo a camisa 10, ditou o ritmo que a seleção de Tite precisava para sair de campo com a vitória.

No entanto, foi o coletivo do Brasil que fez a diferença: com assistência de Gabriel Jesus, Arthur abriu o placar no primeiro tempo, em batida de fora da área, que desviou na zaga antes de entrar, e já na etapa final, em cruzamento de Renan Lodi, Richarlison fez de cabeça, decretando a vitória da Seleção Brasileira por 2 a 0, que segue com campanha sólida, com quatro vitórias nas quatro rodadas disputadas até aqui, liderando as Eliminatórias de forma isolada, com 12 pontos, contra 10 da segunda colocada, Argentina.

Argentina vence, também segue 100% e na cola do Brasil

A propósito, os comandados de Lionel Scaloni seguem igualmente invictos, após vitória fora de casa por 2 a 0 sobre o Peru nesta terça, em Lima.

(Reprodução: Instagram AFA Selección Argentina)

Nicolas González e Lautaro Martínez marcaram na primeira parte da etapa inicial, e a Argentina não teve problemas para sair de campo com os 3 pontos. Agora, são três vitórias e um empate até aqui da seleção de Messi, vice-líder, com dois pontos a menos do que o rival Brasil.

Os demais jogos da 4ª rodada das Eliminatórias

A rodada desta terça das Eliminatórias sul-americanas começou às 18h com um espetáculo do Equador e uma superação da Venezuela. No Estádio Casa Blanca, em Quito, o time equatoriano pisou fundo no acelerador e não tomou conhecimento da Colômbia. Arboleda, Mena, Estrada e Arreaga fizeram quatro gols para o Equador só no primeiro tempo. De pênalti, James Rodríguez descontou para os colombianos nos acréscimos. Mas não parou por aí e no segundo tempo Gonzalo Plata e Pervis Estupiñán decretaram a goleada equatoriana por 6 a 1 sobre a Colômbia, que ficou na 7ª colocação da tabela, estacionada com 4 pontos. Já o Equador chegou aos 9 pontos e vem firme na 3ª posição.

No outro jogo das 18h, a Venezuela superou o Chile jogando em casa, no Estádio Olímpico da capital (Caracas). Luis Del Pino Mago abriu o placar para os venezuelanos logo no começo do jogo, mas Arturo Vidal deixou tudo igual para os chilenos ainda aos 14 minutos do primeiro tempo. Com o Chile levemente superior, a partida seguiu tensa até os minutos finais do segundo tempo, quando Yeferson Soteldo apareceu em jogada pela ponta direita e cruzou na medida para Salomón Rondón, que só teve o trabalho de testar pro fundo da rede para marcar o gol da vitória venezuelana. Foi a primeira vitória da Seleção Venezuelana na competição, a saiu da penúltima (9ª) para ocupar a antepenúltima (8ª) posição da tabela. Na 6ª colocação com 4 pontos, o Chile está longe do seu melhor equilíbrio.

Outra seleção que conseguiu somar pontos pela primeira vez nas Eliminatórias foi a boliviana. Mesmo jogando fora de casa contra o invicto Paraguai, a Bolívia conseguiu fazer uma boa partida e terminou o primeiro tempo na frente. Os paraguaios até abriram o placar com Ángel Romero, de pênalti, mas Marcelo Moreno deixou tudo igual em gol de cabeça e Boris Cespedes virou para os bolivianos pouco antes do intervalo. No segundo tempo, porém, a seleção paraguaia conseguiu recuperar o prejuízo, ao menos em parte, buscando o empate com Romero Gamarra. O resultado não foi bem o que os paraguaios esperavam, mas serviu para manter a seleção na 4ª colocação, invicta com três empates e uma vitória nas quatro rodadas disputadas até aqui. A Bolívia, por sua vez, segue na 10ª e última posição da tabela, mas agora soma o mesmo 1 ponto do Peru (9º).

Definições da Uefa Nations League

Nesta terça-feira, a seleção espanhola recebeu a Alemanha no Estádio Olímpico de Sevilla, em partida que valia a primeira posição do grupo 4 e consequentemente a classificação às semifinais da Uefa Nations League. Era esperada uma partida dura e equilibrada, mas o que se viu foi um verdadeiro passeio dos espanhóis: com três gols de Ferrán Torres, um de Álvaro Morata, outro de Rodri Hernández e mais um de Mikel Oyarzabal, a Espanha goleou a Alemanha por 6 a 0 e garantiu seu lugar na próxima fase da competição, deixando os alemães de fora.

Pelo grupo 3, a França venceu a Suécia por 4 a 2, em Paris e se manteve invicta. A atual campeã do mundo já havia obtido a sua classificação antecipadamente no último sábado, após bater Portugal, por 1 a 0, em Lisboa. A equipe de Cristiano Ronaldo, que se despediu do torneio com um triunfo fora de casa por 3 a 2 sobre a Croácia, terminou em segundo na chave e está fora das semifinais.

Últimas vagas saem nesta quarta

-> Aposte aqui no site do Betmotion

Nesta quarta-feira (18) serão definidas as outras duas seleções (dos grupos 1 e 2) que avançam à fase final da competição europeia. Na liderança do grupo 1, com 9 pontos, a Itália depende apenas de si para se classificar, sem depender de outro resultado. Basta vencer a lanterna, Bósnia, fora de casa. Com 8 pontos, em segundo na chave, a Holanda precisa vencer a Polônia (3ª colocada), igualmente fora de casa, e torcer por pelo menos um empate da Itália para se classificar às semifinais.

Pelo grupo 2, a líder Bélgica, com 12 pontos, recebe no estádio Den Dreef a segunda colocada da chave, Dinamarca, que tem 10 pontos, para um confronto direto para definir quem avança e quem fica pelo caminho na Liga das Nações. Pela vantagem de dois pontos, obviamente a Bélgica tem a vantagem do empate para garantir o seu lugar nas semifinais da competição, além de jogar em casa. Será uma tarefa difícil para a visitante Dinamarca.

Aposte no Betmotion:

Para apostas nas partidas das Eliminatórias sul-americanas, da Nations League e nos demais eventos, acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa página betmotionbr no Instagram, com bônus, dicas e promoções.

*Com informações adicionais de Rogerio Jovaneli

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *