São Paulo faz 3 a 0 e despacha Flamengo. Inter é eliminado

Fernando Verchai
Fernando Verchai

Nesta quarta-feira (18) foram definidos os semifinalistas da Copa do Brasil. Um deles é o São Paulo, que pela terceira vez consecutiva derrotou o Flamengo, agora no Morumbi, por 3 a 0 (5 a 1 no agregado do confronto de quartas de finais).

São Paulo vence de novo Flamengo, agora no Morumbi, e avança às semifinais da Copa do Brasil (Foto: Miguel Schincariol/saopaulofc.net)

Assim, o Tricolor paulista manteve invencibilidade diante do Rubro-Negro, que chegou a oito jogos. A última derrota foi há mais de 3 anos, na 11ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2017. Já no Morumbi, local do jogo de ontem, o São Paulo não perde para o Flamengo desde 2011. De quebra, o São Paulo faturou mais 7 milhões de reais com a classificação para as semifinais, o que não conseguia desde 2015.

Do outro lado, o Flamengo manteve a freguesia (do clube e, também, do atual treinador) e foi eliminado mais cedo do que o esperado da Copa do Brasil. Certamente, ficou deixou uma pulga bem incômoda atrás da orelha dos torcedores. Sofrendo constantemente com lesões (e, mais recentemente, com convocações para seleções) neste ano, o Flamengo não tem conseguido encantar como fez em 2019 e, pela primeira vez desde abril de 2018, chegou à quarta partida sem vitória.

Por outro lado, é preciso lembrar que Rogério Ceni (que ainda não conseguiu vencer o São Paulo como treinador) acabou de completar 1 semana no comando do Flamengo e já disputou três partidas, duas delas pelas quartas de final da Copa do Brasil. Isso sem se falar dos vários desfalques que a equipe vem tendo jogo após jogo.

Para enfrentar o São Paulo nessa quarta-feira, por exemplo, o Rubro-Negro não tinha nenhum de seus artilheiros disponíveis (Pedro e Gabigol ficaram de fora), além de outras ausências relevantes. Mesmo assim, Rogério Ceni foi a campo com um esquema bastante ofensivo, com De Arrascaeta na armação, Michael pela esquerda, Vitinho na direita e Bruno Henrique mais centralizado. O Flamengo conseguiu controlar a posse de bola e teve um bom volume ofensivo, mas encontrou dificuldade para abrir espaço na defesa são paulina e criar boas oportunidades de gol.

Foi então que brilhou a estrela de Daniel Alves, que apareceu para fazer boa jogada pela direita, logo no comecinho do segundo tempo, e fazer lindo cruzamento na área para Luciano, que esbanjou aproveitamento com um simples tapa na bola para tirar de Diego Alves e abrir o placar para o São Paulo.

São Paulo vence de novo Flamengo, agora no Morumbi, e avança às semifinais da Copa do Brasil (Foto: Miguel Schincariol/saopaulofc.net)

Pouco depois, em um cochilo da defesa rubro-negra, Reinaldo cruzou da esquerda e Luciano testou pro fundo da rede para fazer o segundo dele e do São Paulo.

O Flamengo teve a chance de descontar quando a bola tocou no braço do são-paulino Brenner, em cruzamento na área, e o juiz, com a ajuda do VAR, apitou o pênalti. Na cobrança, Vitinho mandou a bola por cima do gol e, nos minutos finais, o São Paulo ainda marcou o terceiro gol com Pablo, que aproveitando recuou ruim de William Arão e não perdoou, decretando o placar final de 3 a 0.

Grêmio se classifica e será o adversário do São Paulo

Assim como o São Paulo, o Grêmio garantiu classificação e os dois times se enfrentarão nas semifinais da Copa do Brasil. A equipe de Renato Portaluppi fez 2 a 0 na partida de volta contra o Cuiabá (gremistas já haviam vencido por 1 a 0 no Mato Grosso), com dois gols de Diego Souza.

Foi a oitava vitória consecutiva do Grêmio e a 11ª partida sem perder, a melhor série invicta com Renato no comando, que leva o clube à semifinal da Copa do Brasil pelo segundo ano consecutivo. As partidas de ida e volta serão disputadas nos dias 23 e 30 de dezembro, respectivamente.

América-MG vence Inter nos pênaltis e pega Palmeiras

No dia 5 de fevereiro deste ano, quando o mundo era mundo e o América Mineiro entrava em campo pela 1ª fase da Copa do Brasil, ninguém diria que a equipe comandada por Lisca faria história. Principalmente depois que, naquela oportunidade, o América só avançou à 2ª fase porque tinha a vantagem do empate na partida única contra o Santos do Amapá.

Só que depois veio o Operário Ferroviário pela 2ª fase (vitória por 2 a 0 na partida única, fora de casa), a Ferroviária na 3ª fase (vitória por 1 a 0 em casa após empate sem gols na partida de ida) e, na 4ª e última fase, a Ponte Preta (vitória por 3 a 1 em casa após empate em 2 a 2 fora – 5 a 3 no agregado). Todos os adversários ficaram pelo caminho.

Até aí, qualquer um diria que os confrontos facilitaram essa caminhada, mas nas oitavas de final o Coelho superou o gigante Corinthians e deixou todos se perguntando o que seria da equipe mineira diante do Internacional. O América Mineiro chegou para sua estreia nas quartas de final da Copa do Brasil desacreditado, pois enfrentava o até então líder da Série A do Campeonato Brasileiro, mas de repente o argentino Eduardo Coudet deixou o comando do Colorado e Abel Braga assumiu a equipe às pressas, um dia antes da partida de ida, a qual o América venceu com gol do artilheiro Rodolfo.

O Inter, de Abel Braga, veio para a partida da volta depois de derrota por 2 a 0 para o Santos pelo Campeonato Brasileiro (e, consequentemente, queda da liderança da tabela), mas mostrou força e peso na camisa para vencer a partida dura desta quarta-feira com assistência de Thiago Galhardo e gol de Yuri Alberto no exato último minuto de jogo.

A decisão foi para os pênaltis, que terminou as cinco primeiras cobranças empatada em 4 a 4 (apenas Thiago Galhardo e Daniel Borges desperdiçaram, um para cada lado).

Nas alternadas, João Paulo e Juninho conferiram para o América e Praxedes manteve o Inter na disputa, mas Uendel mandou pra fora e deu a classificação ao Coelho. Lisca foi à loucura e certamente levou torcedores e diretores à mesma loucura com a classificação, que garantiu o América pela primeira vez em sua história na semifinal da Copa do Brasil e, de quebra, injetou mais 7 milhões de reais no seu capital.

O dinheiro pode ser importante para que a equipe se reforce para conseguir fazer uma boa campanha na Série A no ano que vem, uma vez que o América está entre os quatro melhores da Série B e tem tudo para retornar à elite do futebol brasileiro.

Agora, porém, após a comemoração, Lisca e sua equipe vão se preparar para enfrentar o gigante e rico Palmeiras, que não perde há nove jogos, é 5º colocado na Série A e também está nas oitavas da Libertadores.

O Palmeiras empatou em 2 a 2 com o Ceará nesta quarta-feira, mesmo com 19 desfalques na equipe e com o técnico fora por suspensão. O resultado garantiu a equipe de Abel Ferreira nas semifinais da Copa do Brasil por conta da vitória por 3 a 0 no primeiro jogo, no Allianz Parque, em São Paulo. Destaque para Raphael Veiga, que fez os dois gols desse empate com o Ceará e marcou oito nas últimas nove partidas que disputou, e fazem exatas nove partidas que o Palmeiras não sabe o que é perder.

Aposte no Betmotion:

Para apostas nas partidas da Copa do Brasil e nos demais eventos, acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa página betmotionbr no Instagram, com bônus, dicas e promoções.

* Com informações adicionais de Rogerio Jovaneli

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *