San-São é destaque do fim de semana

Fernando Verchai
Fernando Verchai

Equipes sonham com títulos, mas temem temporada frustrante

Na última temporada (2020), que ainda sequer acabou (falta a disputa da final da Copa do Brasil), Santos e São Paulo ficaram muito próximos de entregar títulos aos torcedores e, consequentemente, tirar um grande peso das costas, fazendo as pazes com os torcedores. No entanto, ambos sofreram com os problemas causados por direções incompetentes e bateram na trave, mas ficaram sem nenhum troféu. Neste sábado (06), às 19 horas, o São Paulo recebe o Santos no Morumbi para uma partida que, efetivamente, não vale muito, mas que pode ser muito importante para dar confiança ao trabalho dos novos técnicos. O confronto vai ser transmitido com exclusividade pelo canal Premiere, em pay-per-view.

2020 e 2021 do São Paulo:

O São Paulo foi o time que mais tempo permaneceu no topo da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, chegando a abrir sete pontos de vantagem para o segundo colocado. A equipe de Fernando Diniz ficou invicta por dezesseis rodadas, impressionou pelo estilo moderno de praticar o futebol e encerrou o ano de 2020 com o título nacional encaminhado, o qual acabaria com uma seca de quase dez anos sem erguer um troféu. Antes que o ano encerrasse, porém, e o presidente Leco passasse a direção do clube tricolor para o recém-eleito Julio Casares, o São Paulo fez a partida de volta da semifinal da Copa do Brasil, empatou sem gols com o Grêmio e não avançou à final por ter perdido por 1 a 0 na ida. Então chegou 2021, Julio Casares assumiu o comando e tratou logo de fazer algumas mudanças fora das quatro linhas: o então diretor de futebol, Alexandre Pássaro (responsável por contratações importantes no atual elenco tricolor, incluindo a do veterano Daniel Alves), foi substituído, assim como o diretor de relações internacionais, Diego Lugano. O único daqueles que “seguravam o rojão” fora das quatro linhas que permaneceu, em um primeiro momento, foi o diretor-executivo Raí. Contudo, tanto ele como o técnico Fernando Diniz cederam à pressão depois que o São Paulo chegou à sexta partida seguida sem vitória. O tricolor começou 2021 com derrota por 4 a 2 para o RB Bragantino, partida na qual Fernando Diniz passou do ponto com o meia Tchê Tchê, que acabou expulso. Depois vieram derrotas para o Santos e para o Atlético Goianiense, além da goleada do Internacional por 5 a 1 e outros dois empates, com Athletico Paranaense e Coritiba. O São Paulo despencou na tabela de classificação e por pouco garantiu uma vaga direta na fase de grupos da Libertadores deste ano. Hernán Crespo teve um intervalo de três dias entre o último jogo da temporada 2020, pelo Campeonato Brasileiro, e o primeiro da temporada 2021, pelo Campeonato Paulista. Sem tempo para descanso, o São Paulo estreou no estadual diante do Botafogo de Ribeirão Preto com um time bem semelhante àquele que encerrou o Campeonato Brasileiro, mas, apesar de toda a pressão aplicada no primeiro tempo, a primeira partida de Crespo no comando tricolor terminou empatado em 1 a 1: Dudu colocou o Botafogo na frente e Arboleda deixou tudo igual. Na última quarta-feira (03), porém, a história foi completamente diferente. A pressão são paulina resultou em uma goleada de 4 a 0 sobre a Inter de Limeira: gols de Gabriel Sara, Pablo, Luciano e Joao Rojas. Agora, Hernán Crespo busca se provar em um clássico diante do Santos e uma coisa é certa: a equipe não deve ter muitas mudanças em relação aos últimos jogos e carrega um certo favoritismo para o clássico.

2020 e 2021 do Santos:

Depois de um relâmpago brilhante (chamado Jorge Sampaoli) que passou pela Baixada Santista, os torcedores não tinham grandes expectativas. O ano de 2020 começou sem contratações por conta das dívidas e com a diretoria sendo até investigada por conta da má administração. Mesmo em meio a muitos problemas, o técnico Cuca conseguiu organizar a equipe dentro de campo, com Marinho sendo o principal destaque ofensivo e Lucas Veríssimo conduzindo o bom andamento da defesa. Enquanto o Santos avançava às quartas de final da Libertadores, passando pela LDU (que tirou o São Paulo na fase de grupos) nas oitavas, o Conselho Deliberativo do Santos e seus sócios aprovavam o impeachment do então presidente José Carlos Peres, que teve as contas de 2018 e 2019 reprovadas pelo Conselho Fiscal e era investigado por irregularidades financeiras. Dentro de campo, porém, o Santos conseguiu passar pelo Grêmio nas quartas de final e pelo gigante Boca Juniors na semi, vencendo o rival histórico por 3 a 0 na Vila Belmiro. Foi só na final que o Santos decepcionou, quando não conseguiu fazer funcionar seu futebol rápido e ofensivo, e acabou sendo derrotado por 1 a 0 pelo Palmeiras, com gol de Breno Lopes no último minuto dos acréscimos do segundo tempo. Ainda assim, Cuca conseguiu garantir o Santos na Libertadores 2021 ao terminar o Campeonato Brasileiro na 8ª posição da tabela. No entanto, o Peixe vai ter que jogar a fase preliminar da Libertadores: já na próxima terça-feira (09), faz a primeira partida, fora de casa, contra o Deportivo Lara, pela 2ª fase eliminatória. Se avançar, o Santos ainda vai precisar passar por uma terceira fase para conseguir um lugar na fase de grupos da competição mais cobiçada da América do Sul. Portanto, a clássico deste sábado com o São Paulo vai ser um grande teste para o técnico Ariel Holan, que vai fazer apenas a sua primeira partida sob o comando santista. Para a estreia, o argentino ainda não conta com o meia Carlos Sánchez e o camisa 9, Kaio Jorge, que se recuperam de lesão, e nem com o atacante Marinho, que segue fora por ter testado positivo para a Covid na semana passada. Ademais, Luan Peres, Pará, Felipe Jonatan, Alison, Lucas Braga e Soteldo devem aparecer entre os titulares, pois voltaram aos treinos normalmente na última terça-feira (02). De qualquer forma, o Santos ainda é uma incógnita neste início de temporada, pois mais uma vez vai precisar peneirar alguns jovens diamantes nas categorias de base para manter uma boa regularidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *