PSG e Liverpool perto da vaga. Mbappé faz três em goleada

Fernando Verchai
Fernando Verchai

Com Neymar fora, Mbappé dominou o Camp Nou e encaminhou a classificação do Paris

A terça-feira (16) foi de abertura das oitavas de final da Liga dos Campeões. Logo de cara, o Barcelona recebeu o Paris Saint-Germain no Camp Nou para aquele que era tido como o jogo mais esperado desta fase da competição europeia, mas o que aconteceu foi um verdadeiro passeio da equipe parisiense.

Mbappé comemora um dos três gols que marcou na goleada do PSG sobre o Barcelona no Camp Nou

Mbappé consegue um hat-trick em goleada do PSG sobre o Barcelona em pleno Camp Nou (Foto: divulgação)

O Barcelona até chegou confiante para a partida depois da goleada por 5 a 1 sobre o Alavés pelo Campeonato Espanhol (La Liga) e, como o próprio lateral-esquerdo Jordi Alba havia admitido, aliviado pela ausência de Neymar, mas, mesmo assim, não conseguiu segurar a pressão do PSG. A equipe comandada pelo ex-zagueiro holandês, Ronald Koeman, até conseguiu controlar o jogo no meio de campo na primeira parte da etapa inicial. Com Pedri e De Jong dando apoio à Sergio Busquets na saída de bola e Lionel Messi recuando para organizar as jogadas de ataque, o Barcelona conseguiu ser perigoso. Aos 25’, O camisa 10 deu lindo lançamento para De Jong nas costas da defesa do PSG e o meia holandês acabou sendo derrubado por Kurzawa dentro da área. Na cobrança, é claro, Messi colocou o Barcelona na frente. Só que a equipe catalã mal teve tempo para comemorar, pois pouco mais de cinco minutos depois de abrir o placar sofreu o empate: Kurzawa recebeu lançamento em profundidade e mandou de primeira para o meio da área, onde Verratti, também de primeira, deu lindo passe para Mbappé, que deixou Lenglet na saudade antes de deslocar Ter Stegen com uma pancada de esquerda. O Barcelona respondeu ainda no primeiro tempo com uma arrancada de Griezmann em contra-ataque, mas o chute cruzado da entrada da área passou raspando a trave e saiu pela linha de fundo.

Quando o primeiro tempo acabou, esperava-se que Ronald Koeman trocasse o lateral-direito Sergiño Dest, que costuma chegar bem ao ataque, mas estava preso no campo de defesa por conta das descidas de Mbappé pela ponta esquerda e acabou tendo muita dificuldade na marcação. Além disso, o Barcelona também precisava retomar o domínio no meio de campo para voltar a controlar a partida, mas Koeman voltou para o segundo tempo com a mesma equipe e só substituiu o lateral depois que a partida já estava 3 a 1. Isso porque foi técnico do PSG, Mauricio Pochettino, quem tomou conta do meio de campo com a entrada de Ander Herrera logo na volta do intervalo. O goleiro Ter Stegen até tentou salvar o Barcelona com algumas grandes defesas, mas aos 20’ do segundo tempo Florenzi recebeu lindo lançamento de Paredes e deixou Mbappé na boa para decretar a virada do PSG. Logo na sequência, Moise Kean subiu livre de marcação na área em cobrança de falta de Paredes e testou pro fundo da rede para fazer o terceiro do PSG. E como não poderia deixar de ser, Mbappé decretou a goleada por 4 a 1 em pleno Camp Nou nos minutos finais do jogo, com uma linda batida colocada, no ângulo, sem chances de defesa. Com o resultado, o Paris Saint-Germain poderia até perder por 3 a 0 no Parque dos Príncipes, pela partida de volta (marcada para o dia 10 de março), que mesmo assim avançaria às quartas de final da Liga dos Campeões. No entanto, com o retorno de Neymar em vista, o Barcelona vai precisar se cuidar se não quiser sofrer outra goleada.

Liverpool aproveita erros do RB Leipzig e segue forte na busca pela sétima conquista

Também na terça-feira, o Liverpool foi até Budapest, na Hungria, para enfrentar o RB Leipzig na Puskás Arena, uma vez que a equipe alemã não pôde receber os Reds em seu estádio, na Alemanha, porque o país não está recebendo voos internacionais com o intuito de conter um novo surto com as variantes do coronavírus. No entanto, mesmo jogando tecnicamente fora de casa, o RB Leipzig tentou se impor diante do atual campeão da Premier League e só não conseguiu abrir o placar nos primeiros minutos porque a cabeçada de Dani Olmo parou na trave. Só que o ímpeto ofensivo do RB Leipzig abriu margem para o erro, pois o Liverpool passou a levar muito perigo nas jogadas em velocidade do trio Mané, Firmino e Salah. Na reta final do primeiro tempo, Robertson também tentou um golaço de muito longe depois que o goleiro Péter Gulácsi saiu para cobrir a zaga e cortou mal, mas a bola passou raspando o travessão e saiu. A imagem do goleiro Húngaro, porém, enroscado nas redes depois do susto, viralizou nas redes sociais mais do que se o gol tivesse saído. Mas o gol, na verdade, aconteceu apenas no segundo tempo, graças a um erro grotesco de Marcel Sabitzer na saída de bola: o camisa 7 recuou mal para o zagueiro e acabou deixando Salah na cara do gol, e o atacante egípcio não perdoou. Pouco antes de o Liverpool abrir o placar, vale mencionar, Alisson fez defesa fantástica para evitar que o RB saísse na frente quando Nkunku cara a cara com o goleiro brasileiro. No entanto, se o Liverpool conseguiu fazer uma partida impecável para espantar qualquer boato sobre uma crise, o RB Leipzig, atual semifinalista da Liga dos Campeões, abusou dos erros e pagou caro. Foi em uma falha do zagueiro Mukiele na hora de cortar lançamento longo de Curtis Jones que Mané saiu na cara do gol e esbanjou tranquilidade para fazer o segundo do Liverpool. Com a vitória por 2 a 0, os Reds podem até perder por um gol de diferença na volta, em Anfield, que mesmo assim avança às quartas de final. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *