Partidas atrasadas encerram 1º turno da Premier League

Fernando Verchai
Fernando Verchai

Confronto direto com Leicester colocou um freio na esperança do Chelsea de se classificar para competições europeias

A inglesa Premier League é a principal liga nacional de futebol do mundo (Imagem: reprodução)

Nesta terça-feira (19), o Leicester recebeu o Chelsea no Kong Power Stadium para um confronto direto da parte mais alta da tabela de classificação. Jogando em casa, a equipe do Leicester City estava em busca da vitória para assumir a liderança, ainda que temporária, da Premier League. Do outro lado, o Chelsea precisava de um resultado positivo para voltar a se aproximar da zona de classificação para as competições europeias, mas faltou futebol para a equipe comandada pelo ídolo inglês Frank Lampard. Em entrevista coletiva após a partida, o próprio treinador do Chelsea afirmou que seu time parecia estar “fora de forma”, pois estava lento e sem confiança. E essa realmente foi a impressão que ficou para quem acompanhou a partida. O Leicester foi pra cima desde os primeiros minutos e abriu o placar ainda aos 6’ do primeiro tempo, com jogada ensaiada em cobrança de escanteio. James Maddison recebeu passe curto e devolveu para Marc Albrighton, que levou para o fundo e cruzou para a chegada de Harvey Barnes: o atacante furou o chute, mas a bola sobrou na entrada da área para Wilfred Ndidi marcar um belo gol. Mas o Leicester continuou pressionando mesmo depois de abrir o placar e conseguiu fazer o 2 a 0 ainda no primeiro tempo. Maddisson, que já tinha acertado o travessão em chute de fora da área, aproveitou belo lançamento de Albrighton nas costas da defesa do Chelsea e tocou no canto do goleiro Edouard Mendy para aumentar para o Leicester. A equipe comandada por Brendan Rodgers seguiu sobrando no segundo tempo e só não aumentou a conta porque Mendy fez algumas boas defesas. O Chelsea até melhorou depois que Timo Werner e Hakim Ziyech entraram em campo. Foi com assistência de Ziyech e finalização de Werner que o Chelsea conseguiu balançar as redes no fim da partida, mas o gol foi anulado por impedimento do atacante alemão. Com isso, o Chelsea permaneceu estacionado nos 29 pontos, ocupando a 8ª posição com um jogo a mais e quatro pontos a menos que o Tottenham, que na 5ª posição é o último time na zona de classificação para as competições europeias. Já o Leicester City alcançou a terceira vitória consecutiva na Premier League a se isolou na liderança, com 38 pontos em 19 rodadas.

Manchester United pode retomar liderança

Nesta quarta-feira, o Manchester City recebeu o Aston Villa em casa e passou sufoco, mas conseguiu arrancar uma vitória por 2 a 0, com gols de Bernardo Silva e Gundogan, ambos na reta final do primeiro tempo. Com o resultado, o Manchester City saltou para o topo da tabela, com os mesmos 38 pontos do Leicester City, mas com vantagem no saldo de gols. Mas, assim como o Leicester City, o Manchester assumiu a liderança temporária da Premier League porque, agora na 3ª posição vem o Manchester United, que tem apenas um ponto a menos e ainda joga nesta quarta-feira (20), já às 17:15 (horário de Brasília). A partida que pode levar o time de Ole Gunnar Solskjaer de volta para a liderança do Campeonato Inglês vai contar com a transmissão da ESPN Brasil em TV fechada. Quem enfrenta o possível líder do primeiro turno é o Fulham, que ocupa a 18ª posição e, como está quatro pontos atrás do primeiro time fora da zona de rebaixamento, precisa desesperadamente somar pelo menos um ponto nesta partida em casa. O problema é que o Manchester United, que também vai entrar em campo com sede de conquistar os três pontos para terminar o primeiro turno no topo da Premier League, está sem perder há doze rodadas. A última derrota dos Red Devils foi na 7ª rodada, diante do Arsenal. Desde então foram nove vitórias e três empates pelo Campeonato Inglês. E como o fator casa não vem tendo grande relevância nesta temporada, por conta da ausência dos torcedores nos estádios (em razão da pandemia), o Manchester United deve conquistar uma vitória curta sobre o Fulham, assim como foi em sua última vitória (1-0), sobre o Burnley.

Arsenal volta a vencer e termina primeiro turno vivo na luta por um lugar em competições europeias

Na última segunda-feira (18) o Arsenal encerrou as partidas válidas pela 19ª rodada do Campeonato Inglês (Premier League), com exceção da partida entre Aston Villa e Everton, que foi adiada por conta de um surto de casos da Covid-19 no elenco do Villa. E em sua última partida do primeiro turno, o Arsenal voltou a vencer, embalou uma invencibilidade de cinco jogos e se estabeleceu entre as equipes que provavelmente vão ter alguma chance de classificação para as competições europeias. Atualmente na 10ª colocação, porém, os Gunners está lá no final da fila ao fim do primeiro turno, mas a partida desta segunda-feira em seu estádio Etihad foi bastante animadora para os seus torcedores, e interessante para aqueles que gostam de acompanhar o futebol inglês e fazer suas apostas no betmotion.com. Isso porque o Arsenal fez 3 a 0 pra cima do Newcastle, dando mais um banho de água fria nas expectativas do rival. A equipe comandada por Mikel Arteta foi superior desde os primeiros minutos de jogo, mas foi só no segundo tempo que desencantou, com dois gols do craque gabonês Pierre Aubameyang e um do jovem inglês Bukayo Saka. Com o resultado, o Arsenal diminuiu para seis pontos a distância da zona de classificação para a Liga Europa, e mandou o Newcastle, que não vence há sete rodadas (tendo sido derrotado nas últimas três), de vez para a parte baixa da tabela de classificação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *