Corinthians e Palmeiras amargam eliminação antes do Derby

Fernando Verchai
Fernando Verchai

Timão fica no zero em Goiânia e está fora das oitavas de final da Copa do Brasil.

Mesmo precisando vencer por três gols de diferença para confirmar vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil, depois da derrota por 2 a 0 em São Paulo, o Corinthians optou por manter o padrão tático. O técnico Sylvinho levou a campo nesta quarta-feira (09), pela partida de volta da terceira fase da Copa do Brasil, no Estádio Antônio Accioly, praticamente a mesma equipe que fez a partida, apenas com mudanças no trio que ocupa o meio de campo: Camacho, Ramiro e Mateus Vital deram lugar à Gabriel, Víctor Cantillo e Roni. Além disso, Bruno Méndez substituiu Fagner (suspenso) na lateral-direita e João Victor fez dupla de zaga com Gil, ao invés de Raul Gustavo. O esquema (4-5-1), porém, foi mantido, com Luan mais à frente e uma forte marcação no meio de campo. Neste sistema, os pontas de lança, Gustavo Silva (o “Mosquito”) e Ángelo Araos, cumprem funções fundamentais para as chegadas ao ataque, mas ficam sobrecarregados pela ausência de um centroavante de ofício. Nesta última partida, contra o Atlético Goianiense, as melhores chances do Corinthians foram exatamente através das descidas destes jogadores pelos lados do campo, mas, na primeira, Bruno Méndez teve que aparecer na área para tentar completar o cruzamento (sem sucesso), e, na segunda, Gustavo Mosquito tentou resolver tudo sozinho e fez boa jogada, mas finalizou pressionado e mandou pra fora. Significa dizer que, de alguma forma, o sistema de jogo funcionou, mas foi pouquíssimo para uma equipe da expressão do Corinthians, principalmente quando consideramos o fato de precisar vencer por três gols de diferença. Mais uma vez Luan acabou ficando com uma função ingrata, permaneceu isolado demais dos companheiros e, quando aproximava para criar a jogada, não encontrava um companheiro mais à frente para chegar ao gol. Sem mudanças para o segundo tempo, o Corinthians tentou adotar uma postura mais ofensiva, com mais pressão pela recuperação da posse e chegadas mais incisivas no campo de ataque, mas o resultado não foi o esperado. A equipe de Sylvinho continuou devendo ofensivamente e acabou se expondo ainda mais no setor defensivo. Mateus Vital, Adson, Jô, Ramiro e Léo Natel entraram durante a etapa final, mas pouco mudou efetivamente na equipe corintiana, que acabou empatando sem gols fora de casa e está eliminada da Copa do Brasil.

 

Palmeiras é surpreendido em casa e perde a chance de levantar mais um título em 2021.

Depois da vitória simples, mas importante, por 1 a 0, sobre CRB, jogando fora de casa, o Palmeiras, atual campeão da Copa do Brasil, já era dado como certo nas oitavas de final nesta edição da competição. No entanto, a equipe ficou abaixo das expectativas e acabou sendo surpreendida pelo CRB mesmo jogando em casa nesta partida de volta da terceira fase. Logo aos cinco minutos do primeiro tempo, em uma bola mal cortada por Victor Luís, a defesa palmeirense ficou exposta e Diego Torres deixou Ewandro na boa para mandar para o fundo da rede. A partida mal havia começado e a vantagem que o Palmeiras construíra na primeira partida já não existia mais. Poderia ser dito que um momento de desatenção custou a classificação, mas, quando o CRB abriu o placar no Allianz Parque, ainda tinha uma partida inteira pela frente, e o Palmeiras estava com o time praticamente completo (com exceção de Gustavo Gómez e os convocados para a Seleção Olímpica, que não são unanimidade na equipe titular). Não significa dizer que Abel Ferreira cometeu algum grande erro ou que sua equipe não pressionou pela vitória. Muito pelo contrário. O Palmeiras construiu diversas oportunidades para pelo menos empatar o confronto. Teve bola sendo salva pelo zagueiro em cima da linha depois que Rony já tinha vencido o goleiro, teve muita defesa difícil executada pelo goleiro Diogo Silva e, também, muito erro na conclusão das jogadas. Ao todo, foram 35 finalizações palmeirenses, mas, quando a rede balançou, já nos acréscimos do segundo tempo, o gol foi anulado. Sem conseguir balançar as redes no tempo normal, o Palmeiras também teve dificuldade para concluir as penalidades. A vitória por 1 a 0 do CRB no Allianz Parque levou a decisão para os pênaltis: William e Scarpa converteram, mas Lucas Lima e Breno Lopes pararam no goleiro Diogo Silva. Mesmo assim, Luiz Adriano teve a oportunidade de classificar o Palmeiras na 5ª cobrança, pois o CRB converteu apenas duas das cinco primeiras batidas, mas o camisa 10 alviverde parou no travessão. Ambos converteram na sequência e, na 7ª cobrança, o goleiro do CRB, Diogo Silva, assumiu a responsabilidade e bateu para o fundo da rede. Para completar a noite histórica, Diogo Silva defendeu a cobrança de Marcos Rocha e garantiu a equipe alagoana nas oitavas de final.

 

Precisando mostrar resultados, Palmeiras e Corinthians se enfrentam pelo Campeonato Brasileiro.

Válido pela terceira rodada do Brasileirão, o Derby Paulista acontece às 19 horas (de Brasília) do próximo sábado (12), com transmissão exclusiva do canal Premiere, em pay-per-view. Os rivais somam os mesmos três pontos no campeonato nacional e vêm de eliminação na Copa do Brasil, o que significa que precisam vencer para ganhar um pouco de tranquilidade e confiança nas próximas partidas. Independentemente de atuar como mandante, o Palmeiras é tido como favorito para somar os três pontos no clássico, principalmente por estar mais adaptada ao estilo de jogo do técnico Abel Ferreira. Do outro lado, apesar de estar conseguindo mostrar alguma evolução sob o comando de Sylvinho, o Corinthians ainda não foi capaz de mostrar força suficiente para superar o Palmeiras. De qualquer forma, como se trata de um clássico, as coisas podem ficar mais equiparadas e o Corinthians pode acabar levando alguma vantagem se o nervosismo predominar pelo lado alviverde. Seja como for, o certo é que vai ser uma partida muito nervosa e disputada, razão pela qual deve ser definida nos detalhes, como em um gol no início da partida ou em alguma bola parada. É exatamente neste ponto que o Corinthians pode levar vantagem, principalmente se apostar em jogadores mais experientes, que já estão acostumados a lidar com a pressão de um jogo do tamanho que tem o Derby.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *