Cometa Haaland é a nova realidade da Champions

Fernando Verchai
Fernando Verchai

O cometa Haaland ataca novamente

Haaland, o mais jovem jogador a fazer 20 gols na Champions

O norueguês Haaland chegou a 20 gols na Champions League, tornando-se o mais jovem a atingir essa marca (Divulgação)

Na última temporada, Erling Haaland, um garoto norueguês de apenas 19 anos terminou a Champions League com dez gols marcados em oito partidas. Só não foi o artilheiro logo em sua primeira participação por causa de Lewandowski, que terminou com 15.

Na atual temporada, o atual melhor jogador do mundo (eleito pela FIFA) balançou as redes apenas quatro vezes nas cinco partidas que disputou até aqui. Enquanto isso, Haaland chegou mais uma vez aos dez tentos com os quatro marcados nos dois confrontos contra o Sevilla (dois na vitória alemã por 3 a 2 na Espanha e outros dois na última quarta-feira, no empate por 2 a 2, pela volta das oitavas de final).

Fundamental para levar o Dortmund às quartas, Haaland ganha motivação para seguir marcando e, desta vez, não deixar escapar a artilharia.

Motivos não faltam para acreditar nisso. Quer mais um? Com os dois gols da última terça, o atacante norueguês tornou-se o mais jovem jogador a chegar a 20 gols na Champions.

Messi e Cristiano Ronaldo estão fora das quartas pela primeira vez desde a temporada 2004/05

Em 2004, Messi dava seus primeiros passos no Barcelona e o Ronaldo que brilhava no cenário europeu era o Fenômeno.

No entanto, a partir da temporada 2005/06, quando Messi conquistou o primeiro título de Champions com o Barça, ali iniciou o domínio da dupla.

Juntos, o argentino e o português venceram nove das últimas 15 edições da Liga dos Campeões. Messi levantou o troféu quatro vezes pelo Barcelona, nas temporadas 2005/06, 2008/09, 2010/11 e 2014/15, enquanto Cristiano Ronaldo venceu a primeira vez com o Manchester United na temporada 2007/08 e mais quatro vezes com a camisa do Real Madrid, nas temporadas 2013/14, 2015/16, 2016/17 e 2017/18.

Desde esta última conquista, porém, muita coisa mudou para os dois craques. O português deixou o Real Madrid para se transferir à Juventus e o argentino, que permaneceu no Barça, viu a competitividade da equipe catalã diminuir gradativamente nas últimas temporadas.

Na temporada 2018/19, ambos chegaram às quartas. Só Messi avançou, mas caiu nas semifinais com goleada por 4 a 0 diante do Liverpool.

Na edição 2019/20, CR7 e a Juve caíram nas oitavas e só Messi chegou às quartas. Mais uma vez, saiu em uma goleada (8 a 2 para o Bayern).

Queda nas oitavas

Em 2020/21 os maiores craques dos últimos tempos se encontraram logo na fase de grupos da Champions. Ambos avançaram (a Juve na liderança).

Como se classificou em segundo, o Barcelona pegou o PSG (atual vice-campeão) nas oitavas de final e levou a pior.

A Juventus de Ronaldo em teoria era favorito contra o Porto, mas também não conseguiu fazer o que precisava para seguir no torneio.

Barcelona x PSG

Messi, em PSG 1 x 1 Barcelona, na eliminação catalã da Champions 2020/2021

Assim como Cristiano Ronaldo, também Messi está fora da Champions 2020/2021, após empatar por 1 a 1 com o PSG na França (Divulgação)

O confronto entre catalães e parisienses tomou um rumo completamente diferente dos últimos anos. O PSG já havia se tornado praticamente um freguês do Barça por conta das eliminações consecutivas da última década: nas quartas da temporada 2012/12, 2014/15 e na virada história das oitavas da temporada 2016/17.

Nesta temporada o Barcelona também precisava de uma virada história depois que, na partida de ida, Mbappé fez um hat-trick e o PSG venceu por 4 a 1 em pleno Camp Nou. No entanto, com um elenco bem mais enxuto e recheado de jovens, o Barça não conseguiu fazer o que precisava para reverter o resultado da primeira partida no confronto da volta, em Paris.

A equipe comandada por Ronald Koeman até conseguiu fazer um primeiro tempo competitivo, acuando o PSG no campo de defesa e bloqueando com dupla marcação as investidas de Mbappé, que era a única arma ofensiva sem a presença de Neymar.

Mesmo assim, um pênalti bobo de Lenglet sobre Icardi permitiu que o atacante francês abrisse o placar para o Paris na cobrança. Logo na sequência, Messi deixou tudo igual com um golaço em pancada de fora da área, mas o argentino perdeu a chance de colocar o Barça de vez no páreo ao desperdiçar pênalti sofrido por Griezmann. Mauricio Pochettino acabou organizando melhor o PSG para o segundo tempo, a partida ficou mais equilibrada e terminou mesmo no empate em 1 a 1, que garantiu a classificação da equipe parisiense com 5 a 2 no placar agregado.

Juventus x Porto

Juventus 3 x 2 Porto. Em ação, Cristiano Ronaldo

(Foto: divulgação)

Na última quarta, a Juventus recebeu o Porto em Turim, precisando reverter derrota por 2 a 1 sofrida na ida, disputada em Portugal.

Assim como foi na partida do Barcelona, a Juventus começou pressionando bastante, mas saiu atrás no placar depois que Demiral cometeu pênalti bobo sobre Mehdi Taremi e Sérgio Oliveira converteu a cobrança. Sentindo o golpe, a equipe de Cristiano Ronaldo só foi responder no segundo tempo, quando o português dominou na área e deixou para Chiesa, que acertou um belo chute no ângulo para deixar tudo igual no placar.

O Porto perdeu um jogador logo depois, quando Taremi deu um chutão na bola por falta marcada pelo árbitro e recebeu o segundo cartão amarelo. A Juventus se lançou ainda mais ao ataque e conseguiu fazer o 2 a 1, mais uma vez com Federico Chiesa, aproveitando cruzamento de Cuadrado.

Com o 3 a 3 do confronto dos dois jogos, o duelo foi para a prorrogação. Foi, então, que em cobrança de falta Cristiano Ronaldo virou-se de costas para a bola e foi exatamente ali, por baixo do seu pé, que passou o chute de Sérgio Oliveira, que terminou no fundo da rede.

De cabeça, Rabiot até conseguiu fazer o 3 a 2 para a Juventus, mas os gols marcados fora de casa acabaram classificando o Porto. Agora resta para a Juventus de Cristiano Ronaldo e o Barça de Messi as competições nacionais, nas quais eles ainda vão ter que trabalhar muito para conquistar o título.

Leia também:

Filipe Luis recorda: “Nos treinos o Salah era como Messi”

Oitavas da Champions League: surpresas e próximos duelos

PSG e Istanbul deixam jogo após fala racista de quarto árbitro

tv banner betmotion promo champions 2020/2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *