Início » Colunas » Coluna do Verchai » Clássico londrino esquenta rodada da Premier League

Clássico londrino esquenta rodada da Premier League

Fernando Verchai

Buscando um lugar no G-4 da Premier League, Tottenham tenta se aproveitar de momento instável do Chelsea.

lucas moura do tottenham apontando para camera de tv

(Divulgação)

Passada a disputa da semifinal da Copa da Liga Inglesa (a Carabao Cup), Chelsea e Tottenham voltam a se enfrentar, desta vez pela 23ª rodada da Premier League. Na Carabao Cup, o Chelsea venceu as partidas de ida e de volta e garantiu seu lugar na final da competição sem maiores problemas, mas, apesar de fazer menos de duas semanas desde a classificação, o momento das equipes mudou drasticamente. Enquanto o Tottenham venceu de maneira heroica (com virada nos acréscimos) um confronto duríssimo com o Leicester City, fora de casa, pela Premier League, e diminuiu a distância para entrar no G-4, o Chelsea perdeu um confronto direto com o Manchester City na luta pelo título e chegou à quarta rodada sem vitória na competição após o empate por 1 a 1 com o Brighton na última partida. Com os resultados, o Chelsea praticamente deu adeus à luta pelo título da Premier League e permaneceu na 3ª posição da tabela mesmo tendo duas partidas a mais que o Liverpool, vice-líder. Em meio a tudo isso, os Blues ainda tiveram de enfrentar uma polêmica com o seu principal astro, Romelu Lukaku, no qual o clube desembolsou a maior quantia de sua história no início desta temporada europeia. Lukaku afirmou em entrevista que não estava feliz com o tratamento recebido no Chelsea e, por isso, sentia falta de seu antigo clube, a Internazionale de Milão. A declaração causou um mal-estar na equipe comandada por Thomas Tuchel, algo que não acontecia desde que o técnico alemão havia assumido o comando dos Blues, no meio da temporada passada. Thomas Tuchel assumiu o Chelsea na 9ª posição da Premier League e conseguiu terminar na 4ª posição e, apesar da derrota para o Leicester City na final da Copa da Inglaterra (The FA Cup), coroou sua primeira temporada nos Blues com o título da Liga dos Campeões vencendo o Manchester City na final. Parecia que nada poderia abalar o Chelsea de Thomas Tuchel, principalmente com a chegada de Romelu Lukaku, o centroavante que faltava para a equipe buscar algo mais na Premier League. No entanto, o atacante belga ainda não rendeu o esperado e, para piorar, causou o maior climão depois da declaração de que estava infeliz, principalmente porque nomes como Timo Werner e Hakim Ziyech, que já estão no clube há mais tempo, ainda lutam para ter lugar no time principal e, pelo menos até agora, aceitavam bem esta condição. Com tudo isso, Thomas Tuchel tenta reconectar o elenco e se fortalecer na Premier League, mas tem mais um problema para o importante clássico com o Tottenham na próxima rodada: não conta com os dois laterais titulares (Reece James e Ben Chilwell). É provavelmente pelos lados que Antonio Conte vai buscar sua terceira vitória consecutiva na Premier League, mantendo sua invencibilidade na competição sob o comando do Tottenham. A partida entre Chelsea e Tottenham acontece no próximo domingo (23), às 13:30 (no horário de Brasília), em Stamford Bridge, com transmissão da ESPN para a TV fechada e pelo “Star+”, em streaming.

Manchester United busca um lugar no G-4 da Premier League em confronto direto com o West Ham

Ainda oscilante sob o comando de Ralf Rangnick, um alemão visto como progressista do futebol, o Manchester United vai fazer um confronto direto e fundamental contra o West Ham neste sábado (22), às 12 horas (de Brasília), em Old Trafford, pela 23ª rodada da Premier League. O duelo garante o vencedor do confronto na 4ª posição da tabela, ainda que, no caso do Manchester, de forma temporária. Atualmente na última posição da zona de classificação para a próxima Liga dos Campeões, o West Ham tem partidas a mais em relação aos seus principais concorrentes (Tottenham, 5º; Arsenal, 6º; e Manchester United, 7º) e precisa seguir vencendo para ter chances de se manter no G-4. Para tanto, nada melhor do que uma vitória em um confronto direto com os seus concorrentes a buscar uma vaga na próxima Liga dos Campeões, e o West Ham tem apresentado futebol para isso. Resta saber se a derrota para o Leeds United na última rodada, que interrompeu uma sequência de 4 vitórias do West Ham, foi apenas um ponto fora da curva ou se demonstra a falta de fôlego do time londrino na disputa pelo G-4. É de se destacar que o time comandado por David Moyes já conseguiu feitos impressionantes nesta temporada, como eliminar o Manchester City da Carabao Cup e vencer Liverpool e Chelsea na Premier League, mas é de se esperar que a equipe não tenha força para segurar a 4ª posição em uma disputa com Tottenham, Arsenal e Manchester United, e o declínio pode começar agora. Isso porque os Red Devils, apesar da instabilidade, cresceram muito desde a chegada de Ralf Rangnick e vão com força máxima em busca da vitória em casa neste fim de semana para saltar para a 4ª posição da tabela e se colocar de vez como uma ameaça aos concorrentes. É verdade que o Tottenham e o Arsenal, que entram em campo no domingo (23) e tem partidas a menos em relação ao Manchester United, podem tomar esta quarta posição até o fim da rodada da Premier League, mas isso torna a vitória sobre o West Ham mais fundamental ainda. 

Outros jogos da 23ª rodada da Premier League:

Também no sábado (22), às 14:30 (no horário de Brasília), o Manchester City visita o Southampton no St. Mary’s Stadium, com transmissão da ESPN na TV fechada. Com uma partida a mais e 11 pontos de vantagem para o vice-líder, Liverpool, o Manchester City espera alcançar a 13ª vitória consecutiva na Premier League para seguir caminhando a passos largos na busca pelo bicampeonato. O Liverpool entra em campo no domingo (23), às 11 horas (de Brasília), para enfrentar o Crystal Palace no Selhurst Park, em Londres, e aproveitar a recente classificação à final da Carabao Cup para vencer na Premier League e seguir na caça ao Manchester City. No mesmo dia (23) e horário (11h) o Arsenal recebe o Burnley no Emirates Stadium com a expectativa de deixar a recente eliminação diante do Liverpool para trás e voltar a sonhar com o G-4 da Premier League. Todos os jogos do Campeonato Inglês são transmitidos pela ESPN no “Star+”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.