Chelsea x Manchester United é destaque da 26ª rodada

Fernando Verchai
Fernando Verchai

Neste domingo (28), às 13:30 (horário de Brasília), o Chelsea recebe o Manchester United no Stamford Bridge, em Londres, com transmissão dos canais ESPN em TV fechada para o Brasil. Além de se tratar de um clássico histórico entre dois Big Six da Inglaterra, a partida entre os Blues e os Red Devils reserva vários outros atrativos para os fãs do futebol europeu ou, simplesmente, do bom futebol. A começar pela luta das equipes dentro da competição: em grande fase sob o comando de Thomas Tuchel, o Chelsea ocupa a 5ª posição (que dá vaga na Europa League), estando apenas dois pontos atrás do West Ham, que na 4ª colocação é o último com vaga para a Liga dos Campeões. Do outro lado, o Manchester United aparece na vice-liderança do campeonato, dez pontos atrás do líder e somando os mesmos 49 pontos do Leicester City (3º colocado). Nota-se, então, que ambos precisam de uma vitória para seguirem firmes em busca de seus objetivos, sendo que o empate pode ser considerado ruim para os dois, apesar de estarem em uma sequência positiva. O Chelsea, que joga em casa, está invicto desde a saída de Frank Lampard para a chegada de Thomas Tuchel. Com o técnico alemão, os Blues disputaram oito partidas (seis pela Premier League), das quais venceu seis (quatro pela Premier League, além de dois empates). A vitória sobre o Atlético de Madrid na última partida aproximou o Chelsea das quartas de final da Liga dos Campeões e certamente encheu a equipe de confiança para o clássico deste fim de semana. Do outro lado, o Manchester United também está sem perder há oito jogos, dos quais venceu quatro. Além disso, é importante ter em vista que os Red Devils ainda não perdeu jogando fora de casa e ostenta uma solidez que vem se intensificando sob o comando de Ole Gunnar Solskjaer desde a temporada passada. Por conta disso, o Chelsea dificilmente vai conseguir a vitória. Assim como no primeiro turno, há uma boa possibilidade de que a rede não balance e, em caso de vitória para um dos lados, o placar deve ser mínimo.

Manchester City pode ter pedra no sapato, mas deve manter vantagem confortável na liderança

A 26ª rodada da Premier League começa neste sábado (26), logo às 9:30 da manhã no horário de Brasília, com o líder Manchester City recebendo o West Ham no Etihad Stadium em partida que pode trazer mudanças na parte alta da tabela e vai contar com transmissão do FOX Sports na TV fechada. A equipe londrina vem de duas vitórias consecutivas no campeonato, tendo vencido sete das últimas dez rodadas que disputou, e precisa continuar somando pontos para se manter na 4ª posição da tabela, que garante a última vaga direta para a fase de grupos da próxima Liga dos Campeões. O West Ham passa por um momento de glória inesperada e ainda pode surpreender ao longo da Premier League, mas uma partida contra o time dos melhores números da atualidade chega a tirar a credibilidade do seu adversário. Sim, estou falando da equipe comandada por Josep Guardiola, que chega para o confronto com o West Ham embalado por uma série de 19 vitórias consecutivas e uma invencibilidade de 26 partidas. Liverpool, Manchester United, Arsenal, Tottenham e, mais recentemente, Borussia M’gladbach estão na lista dos derrotados pelo Manchester City, que já tem vaga encaminhada nas quartas de final da Liga dos Campeões, está garantido nas quartas de final da Copa da Inglaterra (The FA Cup) e, também, está pela quarta vez consecutiva na final da Copa da Liga Inglesa (Carabao Cup), buscando o quarto título consecutivo. E não para por aí. O time avassalador montado por Guardiola também aparece no topo da tabela de classificação da Premier League, com dez pontos de vantagem para o vice-líder, Manchester United. Por conta disso, mesmo tendo um adversário complicado na próxima rodada, o Manchester City carrega amplo favoritismo para o confronto. Nesta temporada, por incrível que pareça, o Manchester City se destaca mais no setor de defesa, que sofreu dez gols a menos que a segunda melhor defesa da Premier League. Por outro lado, mesmo ostentando uma impressionante média de dois gols marcados por partida, perde para o seu rival local, Manchester United, no quesito (são 50 gols dos Cityzens contra 53 dos Red Devils, nas mesmas 25 rodadas jogadas).

Confronto entre Leicester City e Arsenal deve ser divisor de águas para as pretensões das equipes

Empatado em pontos com o vice-líder, Manchester United, o 3º colocado, Leicester City, vai ter um grande desafio diante do Arsenal, em casa (no King Power Stadium), às 9 horas da manhã deste domingo (28), com transmissão via streaming para os assinantes do DAZN. Recentemente eliminados da Europa League, com derrota para a zebra Slavia Praga (da República Tcheca) por 2 a 0 na última quinta-feira (25), os Foxes vão precisar manter o embalo na Premier League se quiserem impressionar nesta temporada. Neste momento, o Leicester City tem seis pontos de vantagem para o primeiro time fora da zona de classificação para a Liga dos Campeões, mas ainda faltam 13 rodadas (iguais a 39 pontos) para serem disputadas e muita coisa pode mudar até que as coisas se definam. Na temporada passada (2019/20) o Leicester City também aparecia na 3ª posição da tabela, com dez pontos de vantagem para o primeiro time fora da zona de classificação para a Liga dos Campeões, mas perderam o fôlego na reta final e terminaram na 5ª posição e ficaram fora da principal competição europeia. Muitas coisas ainda pesam contra o Leicester, que vai precisar continuar se superando se quiser terminar a Premier League entre os quatro primeiros. E tudo começa nesta partida diante do Arsenal, que chega embalado pela classificação heroica para as oitavas de final da Europa League, após vitória de virada, por 3 a 2, sobre o Benfica, e precisa da vitória sobre o Leicester para se recuperar na Premier League. Neste momento, o Arsenal tem o pior desempenho entre os times do Big Six, ocupando a 11ª posição da tabela, com 35 pontos (10 atrás do West Ham, 4º colocado).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *