Blog Betmotion!

Chelsea, City e Liverpool se isolam na Premier League

premierleague-logo_reproducao

A inglesa Premier League é a principal liga nacional de futebol do mundo (Imagem: reprodução)

Chelsea encara desafio diante do West Ham, fora de casa, pela manutenção da liderança.

(Reprodução/Premier League)

Atual campeão da Liga dos Campeões, o Chelsea está forte na luta por mais um título da Premier League para acabar com a hegemonia de Manchester City e Liverpool, que dominaram a competição nos últimos anos. Na última rodada, apesar do sufoco jogando fora de casa contra o Watford de Claudio Ranieri (técnico campeão com o Leicester na temporada 2015/16), o Chelsea conseguiu uma vitória suada, pelo placar de 2 a 1, e se manteve no topo da tabela de classificação do Campeonato Inglês, com um ponto de vantagem para o vice-líder, Manchester City, e dois em relação ao Liverpool, 3º colocado (ambos também venceram suas partidas da última rodada, contra Aston Villa e Everton, respectivamente). Neste sábado (4) o Chelsea abre a 15ª rodada da Premier League enfrentando o West Ham fora de casa às 9:30 (no horário de Brasília), fora de casa (no estádio Olímpico de Londres), com transmissão da ESPN Brasil para a TV fechada. Os Blues chegam para o confronto embalados por uma sequência de 12 jogos de invencibilidade e esperam voltar a vencer para não deixarem a liderança do campeonato e, pelo contrário, terem a chance de ampliar a vantagem em relação aos seus principais concorrentes. É verdade que, do outro lado, jogando ao lado da torcida, o surpreendente West Ham também espera somar os três pontos para seguirem no G-4 da Premier League, mas, contando com força quase total (à exceção de Ben Chilwell e Kovacic, machucados), o Chelsea dificilmente vai deixar de somar pontos e, assim, deixar escapar a liderança do campeonato faltando poucas rodadas para o fim do primeiro turno. Vale lembrar que o Chelsea, com 33 pontos, tem 9 de vantagem para o West Ham neste momento.

Após goleada em clássico, Liverpool busca quinta vitória consecutiva para seguir na cola dos líderes ou até faturar a primeira posição

Às 12 horas (de Brasília) deste sábado (4), o Wolverhampton recebe o Liverpool no estádio Molineux, em partida que também contará com a transmissão da ESPN Brasil. Ainda sem contar com Roberto Firmino (além de Harvey Elliott e Curtis Jones, todos machucados), Jürgen Klopp deve manter o time que goleou o Everton no Goodison Park na última quarta-feira (1), com Fabinho, Henderson e Thiago Alcântara no meio de campo e Mohamed Salah, Diego Jota e Sadio Mané formando o trio ofensivo. A única mudança possível é no setor defensivo, onde Konaté pode voltar a formar dupla de zaga com Van Dijk, como foi na partida anterior ao clássico com o Everton, na goleada por 4 a 0 sobre o Southampton. Os Reds ostentam amplo favoritismo diante dos Wolves, mesmo jogando fora de casa, exclusivamente em razão da capacidade que vem demonstrando mais uma vez nesta temporada, se equiparando de novo ao time campeão da Liga dos Campeões na temporada 2018/19, e campeão da Premier League na temporada 2019/20. Por outro lado, ainda que o Wolverhampton esteja caminhando lentamente para voltar a ser o time que figurou na parte alta da tabela de classificação da Premier League nas última temporadas, sob o comando de Nuno Espírito Santo, a equipe parece estar reencontrando o seu melhor equilíbrio na atual temporada, sob o comando de outro português: o ex-treinador do Benfica, Bruno Lage. Neste momento o Wolverhampton ocupa a 8ª posição da Premier League, com os mesmos 21 pontos do Manchester United (7º) e a 3 pontos de distância do West Ham, 4º colocado. Os Wolves chegam para o confronto com os Reds sem perder a três rodadas, mas dificilmente vão conseguir evitar o pior diante do melhor ataque do campeonato: com média de 3 gols marcados por partida, o Liverpool tem 10 gols a mais que o Chelsea, que é o segundo time com mais gols marcados nesta Premier League.

Atual campeão e vice-líder, Manchester City busca emplacar a sétima vitória consecutiva

Chelsea e Liverpool chegam badalados na luta por mais um título da Premier League, mas o Manchester City segue implacável sob o comando de Pep Guardiola, que venceu 3 das 5 edições do Campeonato Inglês que disputou sob o comando dos Citizens. Prova da capacidade do time comandado pelo catalão é o desempenho nos confrontos diretos: venceu o Chelsea fora de casa na 6ª rodada e empatou com o Liverpool em Anfield logo na rodada seguinte. Neste momento, o Manchester City está motivado por uma sequência de 6 vitórias, que incluem um clássico com o seu rival local, Manchester United, e um duelo direto com o Paris Saint-Germain pela liderança do grupo “A” da Liga dos Campeões. Por todas estas razões, a expectativa não poderia ser outra senão de vitória diante do Watford nesta 15ª rodada, mesmo jogando fora de casa. A partida está marcada para as 14:30 (no horário de Brasília) deste sábado (4), no estádio Vicarage Road, também com transmissão da ESPN Brasil. Se o Chelsea por um acaso acabar tropeçando diante do West Ham na partida que abre a rodada, o City vai ter ainda mais motivação para vencer o Watford fora de casa, pois, neste caso, assumiria a liderança da Premier league independentemente do resultado da partida do Liverpool, que tem um ponto a menos que o Manchester. 

Prévia dos jogos de domingo:

No domingo (5), a 15ª rodada inicia às 11 horas da manhã (de Brasília) com duas partidas que envolvem times do “Big Six” da Inglaterra. Em Londres, no Hotspur Stadium, o Tottenham recebe o vice-lanterna, Norwich City, com transmissão da ESPN Brasil, e pode até alcançar a 4ª posição da tabela em caso da vitória (caso o West Ham não vença o Chelsea) mesmo tendo uma partida atrasada para fazer (da 13ª rodada, contra o Burnley). Como chega motivado por duas vitórias consecutivas e três rodadas de invencibilidade sob o comando de Antonio Conte, o Tottenham não deve ter problemas para somar os três pontos em casa.

No mesmo dia (5) e horário (11h), o Manchester United, atual 7º colocado com 1 ponto a menos que o Tottenham (6º), recebe o Crystal Palace em Old Trafford com transmissão exclusiva da ESPN pelo “Star+” em streaming. A partida deve marcar a estreia do novo comandante, o alemão Ralf Ragnick, que tem contrato com os Red Devils até o fim da temporada e espera fazer campanha digna para se manter no cargo na próxima temporada. Com a vitória incrível, de virada, no clássico da última rodada diante do Arsenal, a expectativa é de que o Manchester United faça uma boa partida diante da torcida na estreia do novo treinador e, assim, siga próximo da zona de classificação para a próxima Liga dos Campeões.

Sair da versão mobile