Inter de Milão tenta destronar Sevilha na Liga Europa

Fernando Verchai
Fernando Verchai

Maior vencedor da competição, Sevilha busca o 6º título.

Nesta sexta-feira (21), às 16 horas, Sevilha e Inter de Milão de Milão disputam o título da Taça UEFA Europa League (a Liga Europa). Se pensarmos na história, os times espanhóis realmente sabem se impor nas competições europeias.

O Real Madrid domina a Liga dos Campeões com larga vantagem em relação às demais equipes e, na Liga Europa, o Sevilha tem se mostrado dominante. A equipe da Andaluzia (comunidade autônoma da Espanha) venceu pela primeira vez pouco menos de 15 anos atrás, na temporada 2005/06, e já conquistou um bicampeonato na edição seguinte (2006/07). Depois de ficar mais alguns anos sem levantar o troféu, o Sevilha voltou a vencer a Liga Europa na temporada 2013/14, tirando o Valência na semifinal e batendo o Benfica de Jorge Jesus na decisão. Logo na temporada seguinte, o Sevilha conseguiu defender o título e venceu mais uma vez, atropelando o Fiorentina na semifinal para vencer o Dnipro, da Ucrânia, no sufoco, na partida decisiva. Era o segundo bicampeonato conquistado pelo Sevilha e o 4º título da competição europeia, que levou a equipe espanhola à primeira posição entre as maiores vencedoras. Não satisfeita, a equipe da Andaluzia venceu a Liga Europa pela terceira vez consecutiva, na temporada 2015/16, chegando a um total de 5 conquistas. Naquela oportunidade, a equipe então comandada por Unai Emery venceu, simplesmente, o Liverpool de Jürgen Klopp na final. Apesar de aquele Liverpool ainda não ser tal como o conhecemos atualmente, a equipe inglesa tinha vencido o Borussia Dortmund nas quartas de final e chegava embalada para buscar o que poderia ter sido o seu 4º título de Liga Europa. Portanto, para aqueles que olham com desconfiança para o Sevilha, é bom ter em mente que se trata de uma equipe acostumada a jogar contra os melhores do mundo e que sabe muito bem o que fazer para vencer uma final. Se chegar ao 6º título nesta temporada, o Sevilha fica com o dobro de conquistas das outras equipes que mais venceram a competição: Atlético de Madrid, Liverpool, Juventus e a própria Internazionale, cada uma com 3 troféus.

Internazionale de Antonio Conte chega para a final em grande fase

É verdade que o Sevilha possui grande peso quando o assunto é Liga Europa, pois, além de todos os títulos que possui, cansou de desbancar grandes candidatos em várias edições da competição. Mesmo assim, não podemos esquecer que a Inter de Milão do técnico Antonio Conte chega para esta partida decisiva talvez em seu melhor momento da temporada. A equipe viveu altos e baixos sob o comando de Antonio Conte, tendo entrado “de paraquedas” na Liga Europa ao cair logo na fase de grupos da Liga dos Campeões. Mas a Inter estava em um grupo com Barcelona e Borussia Dortmund, e também estava mais interessada em focar suas forças no Campeonato Italiano, no qual travou uma verdadeira batalha com a Juventus pelo título, mas terminou na 2ª colocação (1 ponto atrás da Vecchia Signora, que se sagrou campeã pela 9ª vez consecutiva). Na Copa da Itália, a equipe de Antonio Conte perdeu na semifinal para o Napoli, que acabou campeão sobre a Juventus na final. Finalmente, na Liga Europa, a Internazionale iniciou sua campanha no início deste mês, em partida válida pelas oitavas de final, contra o Getafe, que terminou em vitória por 2 a 0 (gols de Romelu Lukaku e Christian Eriksen). O atacante belga voltou a balançar as redes na vitória por 2 a 1 sobre o Bayer Leverkusen, pelas quartas de final, e, na última partida, contra o Shakhtar, pela semifinal, marcou 2 na goleada da Inter por 5 a 0 (Lautaro Martínez também marcou 2 vezes). Sobre a equipe (ainda) não vencedora, mas extremamente competitiva que formou com a Internazionale nesta temporada, Antonio Conte afirmou: “ainda temos que fazer um balanço final, pois ainda falta mais um jogo que, para nós, é o desafio mais importante”, e concluiu dizendo que a equipe conseguiu “coisas importantes” e que teve “uma melhoria”. Por fim, o treinador italiano fez uma previsão sobre a partida diante do Sevilha. “Vai ser um jogo difícil. Vamos defrontar a equipe com mais experiência e que mais títulos conquistou na última década nesta competição. É uma final e só as melhores equipes chegam à final. Por isso, temos que mostrar em campo que somos os melhores se quisermos ficar com o troféu.

O Sevilha de Julen Lopetegui

Ainda em início de carreira como treinador, Julen Lopetegui deixou muito claro o estilo de jogo que gosta de propor com sua equipe e, mais do que isso, mostrou que pode chegar longe. O espanhol iniciou pelo Rayo Vallecano e se destacou algumas temporadas depois (entre 2011 e 2014), quando esteve no comando das categorias de base da Seleção Espanhola. Depois de uma passagem pelo Porto, o treinador voltou à Espanha para comandar a seleção principal, mas acabou se envolvendo em transferência polêmica ao Real Madrid pouco antes de disputar a Copa do Mundo. Sob pressão na liderança de uma equipe em transformação pela perda de seu principal jogador, Lopetegui não demorou para deixar o cargo do Real Madrid. Nesta temporada, porém, o espanhol assumiu um Sevilha bastante desestruturado e conseguiu construir um time competitivo, que terminou em 4º no Campeonato Espanhol e que voltou a surpreender na Liga Europa. Em 11 partida disputadas pela competição europeia, o Sevilha venceu 8, empatou 2 e perdeu apenas 1. Na fase de mata-mata, a equipe de Julen Lopetegui deixou grandes equipes para trás: Roma (oitavas), Wolverhampton (quartas) e um dos principais favoritos, o Manchester United (na semifinal). O Sevilha está sem perder há 20 jogos (em todas as competições), estando em sequência de 8 vitórias consecutivas. Esta é uma equipe que gosta de pressionar o adversário desde o seu campo de ataque, mas que também sabe se fechar muito bem em um 4-5-1 quando está sendo pressionada. Além disso, o Sevilha conta com o maestro Éver Banega (esteve em 3 das 5 conquistas do clube) no meio de campo, argentino que é responsável por nunca deixar “a peteca cair”, digamos assim. Trata-se de um time muito bem estruturado, que conta com uma das melhores defesas da Europa (apenas 43 gols sofridos em 53 jogos) e com grande fase do centroavante Luuk de Jong.

Acesse apostas esportivas no site do Betmotion.

Além disso, confira, também, a nossa página betmotionbr no Instagram, com bônus, dicas e promoções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *