Athletico-PR e Grêmio se garantem nas oitavas da Libertadores

Fernando Verchai
Fernando Verchai

Tricolor gaúcho bateu a Universidad Católica em casa e assumiu a ponta do grupo E.

Nesta terça-feira (29), pela penúltima (5ª) rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América (a 3ª pós-paralisação), o Grêmio recebeu a Universidad Católica em Porto Alegre e teve muita dificuldade para alcançar a vitória.

Com gols de Pepê, Rodrigues, Grêmio venceu a Universidad Católica na Arena. Depois, contou com empate do rival Inter para assegurar matematicamente a classificação (Reprodução: Twitter/Grêmio)

Durante o primeiro tempo, a equipe chilena demonstrou superioridade. Esbanjando entrosamento e controlando a posse de bola com tranquilidade, a Universidad Católica chegou a ter 77% da posse de bola e só não abriu o placar logo nos primeiros minutos, com jogada ensaiada em cobrança de escanteio, porque Vanderlei fez grande defesa. A estratégia da equipe gaúcha era pressionar a saída de bola do adversário e concluir suas jogadas com velocidade e efetividade, mas as chances foram poucas. Ainda na primeira metade da etapa inicial, o Grêmio conseguiu duas oportunidades com jogadas pelas laterais, mas Diego Souza parou no goleiro em cabeçada e Alisson isolou quando recebeu em boas condições na grande área. Do outro lado, apesar do controle na pose de bola, que deixou o time de Renato Gaúcho totalmente desconfortável na partida, a Universidad Católica não conseguiu furar o bloqueio brasileiro. Ao fim da primeira etapa, então, o comandante gremista mudou a estratégia. Em suas próprias palavras: “mudei taticamente a equipe no segundo tempo. No 4-1-4-1 recuamos um pouquinho, para não dar mais espaços, e sabíamos que teriam que nos agredir, arriscar, porque dependiam muito da vitória” disse Renato Portaluppi em entrevista após o jogo. E a mudança acabou dando resultado: logo aos 2 minutos do segundo tempo, em mais uma chegada pelos lados do campo, Diego Souza ganhou no alto e escorou de cabeça para Pepê, que, livre de marcação, matou no peito e bateu firme no canto para abrir o placar. A Universidad Católica acabou sentindo o golpe, o Grêmio crescer na partida e logo ampliou o marcador: Alisson fez linda jogada pelo lado direito, deixando o marcador na saudade com uma “meia-lua” e bateu firme para o meio da área, onde Rodrigues apareceu para empurrar pra rede. Não só mostrando solidez defensiva, ao lado de David Braz, Rodrigues mostrou que o tricolor gaúcho pode se virar muito bem sem sua dupla de zaga titular (Pedro Geromel e Wálter Kannemann, que ficaram de fora da partida por testarem positivo para o Covid). Depois do 2 a 0 o Grêmio se fechou de vez na defesa e a Universidad Católica, sem poder de criação, pouco ameaçou a vitória brasileira. Na verdade, foi o tricolor que ficou mais próximo de marcar mais uma vez, mas a partida terminou em 2 a 0 e o resultado foi suficiente para garantir a equipe de Renato Portaluppi na próxima fase da Libertadores, pela 5ª vez consecutiva. De quebra, o Grêmio assumiu a liderança do grupo E, com 10 pontos: 2 à frente do Internacional, que ficou no empate com o América de Cali (3º colocado, com 5 pontos). A Universidad Católica ocupa a lanterna do grupo, com apenas 4 pontos somados, e enfrenta o Internacional, no Chile, na próxima rodada, enquanto o Grêmio, mais uma vez em Porto Alegre, enfrenta o América.

Athletico Paranaense não saiu do empate na Arena da Baixada, mas já garantiu vaga na próxima fase.

Pelo grupo C da Libertadores, o Furacão, já na liderança do grupo, recebeu o Jorge Wilstermann (2º colocado) em Curitiba, na Arena da Baixada, e certamente não esteve em seus melhores dias. Muito disso, porém, por culpa da proposta tática da equipe boliviana, que só se preocupou em se defender, pensando em segurar o empate para chegar à última rodada com maiores chances de classificação, e, apesar do sufoco que sofreu, conseguiu cumprir seu objetivo. Durante o primeiro tempo, o Athletico Paranaense teve incríveis 80% da posse de bola, tendo finalizado a gol 11 vezes, contra nenhuma do adversário. Só um time jogava, mas o Jorge Wilstermann foi bem em sua estratégia de segurar o empate e garantiu o ponto que o manteve à frente dos outros adversários. Já o Athletico Paranaense, que jogou para vencer, pode não ter conseguido o resultado que queria, mas o empate já foi o suficiente para que o rubro-negro garantisse seu lugar nas oitavas de final da Libertadores pelo segundo ano consecutivo.

Na outra partida do grupo C, o Peñarol recebeu o Colo-Colo no estádio Campeón Del Siglo, no Uruguai, e passou por cima do adversário. O Peñarol abriu o placar ainda no primeiro tempo, em cobrança de escanteio na qual Gary Kagelmacher apareceu na segunda trave para tocar pro fundo da rede, depois de corte muito mal feito pela defesa adversária. Na etapa complementar, Facundo Torres e Jonathan Urretaviscava, com duas pancadas de fora da área, deram números finais à partida, que terminou em vitória por 3 a 0 da equipe uruguaia. Com o resultado, o Peñarol chegou aos mesmos 6 pontos do Colo-Colo, mas subiu para a 3ª posição pela vantagem no confronto direto. Como a equipe uruguaia enfrenta o Atheltico Paranaense na última rodada, e o Furacão pode ir com a equipe reserva para focar no Campeonato Brasileiro, ainda tem boas chances de classificação. Na outra partida, o Colo-Colo recebe o Jorge Wilstermann (2º colocado com 7 pontos – 1 à frente) no Chile, com as duas equipes precisando da vitória para avançar.

LDU goleia Binacional e dificulta ainda mais a situação do São Paulo.

Como era de se imaginar, a LDU não teve problemas para vencer o Binacional por 4 a 0 nesta terça-feira e já garantiu seu lugar nas oitavas da Libertadores. A equipe equatoriana, que enfrenta o River Plate, fora de casa, na última rodada, chegou aos 12 pontos e já não tem mais chances de ficar fora do mata-mata. O River Plate é o 2º colocado, com 7 pontos, e está 3 à frente do São Paulo, que vem na 3ª posição. Sendo assim, se o River Plate vencer o São Paulo na partida desta quarta-feira (30), o tricolor paulista já estará fora da próxima fase da Libertadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *