Início » Colunas » Coluna do Verchai » Brasileiros sobram na Copa Sul-Americana

Brasileiros sobram na Copa Sul-Americana

Fernando Verchai

Ceará aplica maior goleada da fase de grupos e está muito próximo de confirmar classificação para as oitavas de final.

em destaque arte da Conmebol com troféus da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana 2021

(Reprodução/site da Conmebol)

Nesta terça-feira (17) aconteceram os primeiros jogos da penúltima (5ª) rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana, sendo que três dos sete clubes brasileiros que disputam a competição já entraram em campo. O principal destaque foi o Ceará, que recebeu o General Caballero (do Paraguai) na Arena Castelão e, com uma goleada de 6 a 0, manteve o 100% de aproveitamento e se isolou ainda mais na liderança do Grupo G. O principal destaque da partida foi o atacante Cléber, que com uma assistência (para Wescley abrir o placar logo aos 6 minutos) e dois gols marcados no primeiro tempo, levou o Ceará para o intervalo com 3 a 0 no placar. No segundo tempo, em ritmo de treino, o Ceará balançou as redes mais três vezes para decretar a goleada de 6 a 0, que foi a maior desta fase de grupos da Copa Sul-Americana: Stiven Mendoza duas vezes e Zé Roberto foram os autores dos gols que aconteceram na etapa complementar. Com o resultado, o Ceará conseguiu um saldo de gols de 14 positivos, com 15 pontos somados (6 a mais que o vice-líder do Grupo G, o Independiente, da Argentina, que vai enfrentar o Deportivo La Guaira em casa na quinta-feira, dia 19). Assim, o Ceará só perde a liderança do Grupo G e, neste caso, não avança às oitavas de final da Copa Sul-Americana, se o Independiente conseguir vencer as duas partidas que tem para fazer (a última exatamente contra o Ceará, na Argentina), tirando, ainda, a diferença no saldo de gols (os argentinos têm um saldo de 7 positivos, ou seja, a metade dos brasileiros).

Internacional consegue vitória fundamental diante do Independiente Medellín e vai para a última rodada dependendo apenas de si para avançar às oitavas de final da Copa Sul-Americana.

Pelo Grupo E, o Internacional enfrentou a boa equipe do Independiente Medellín (da Colômbia) no Beira-Rio e conseguiu mais um grande resultado ao lado da torcida. A equipe comandada por Mano Menezes mostrou superioridade diante da equipe colombiana e contou com o poder de decisão do seu capitão, Edenílson, para conseguir mais uma vitória em casa pela Copa Sul-Americana. O volante de 32 anos fez os dois gols da vitória do Inter por 2 a 0 (um no primeiro e outro no segundo tempo) e aproveitou para fazer um gesto contra o racismo na comemoração (recentemente, tanto nas competições sul-americanas como no Brasileirão, palavras e gestos racistas, que são tipificados como crime na legislação brasileira, estão sendo feitos para ofender atletas e até mesmo torcedores, e estão dominando os noticiários de forma negativa). Vale lembrar que, no último fim de semana, em partida contra o Corinthians pelo Brasileirão, o próprio Edenílson alegou ter sido chamado de macaco pelo lateral português Rafael Ramos. Com os gols marcados e o recado mandado na comemoração, Edenílson deu um show no Beira-Rio e garantiu a vitória do Internacional, que manteve o clube na liderança do Grupo E da Copa Sul-Americana. No entanto, a classificação do Colorado para as oitavas de final ainda é complicada, pois o vice-líder do Grupo E, o Guaireña (do Paraguai), venceu o Nueve de Octubre (do Equador) fora de casa nesta rodada e soma os mesmos 9 pontos da equipe brasileira (estando atrás na tabela de classificação por ter um gol a menos de saldo). Na última rodada, o Guaireña volta a jogar fora de casa, contra o Independiente Medellín, e o Inter joga em casa contra o Nueve de Octubre.

Atlético Goianiense encaminha classificação às oitavas de final, mas ainda tem pedra no sapato.

Pelo Grupo F da Copa Sul-Americana, o Atlético Goianiense voltou a fazer bonito. O Dragão recebeu o lanterna do grupo, Antofagasta (do Chile), no estádio Antônio Accioly, em Goiânia, precisando vencer para seguir na liderança do grupo sem depender de um tropeço da vice-líder, LDU (do Equador). No entanto, o Antofagasta tinha sido a única equipe a vencer o Atlético Goianiense nesta Copa Sul-Americana, pela 3ª rodada, em uma partida cheia de polêmicas disputada no Chile, que provavelmente teria terminado com um placar diferente se tivesse o árbitro de vídeo já nesta fase do torneio. Talvez por conta da derrota sofrida lá no Chile, o Atlético Goianiense teve dificuldade para se impor diante do Antofagasta na partida disputada em Goiás na última terça-feira. No entanto, com um belo gol do camisa 10 Jorginho, marcado no início do primeiro tempo, o Atlético Goianiense conseguiu a vitória por 1 a 0 e voltou a se isolar na liderança do Grupo F com 12 pontos. No entanto, nada ainda está definido. Isso porque a vice-líder, LDU, entra em campo por esta penúltima rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana nesta quarta-feira (18), às 21:30 (no horário de Brasília), e pode alcançar os mesmos 12 pontos do Atlético em caso de vitória em casa sobre o Defensa y Justicia. Pela grande diferença (4 gols) no saldo das equipes, a LDU dificilmente vai tomar a liderança do Atlético Goianiense, mas, caso vença nesta rodada, enfrenta o Atlético Goianiense em casa na última rodada precisando da vitória para se classificar às oitavas de final.

Próximos jogos das equipes brasileiras:

Nesta quarta-feira (18) mais dois times brasileiros vão entrar em campo pela penúltima rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana. Às 19:15 (no horário de Brasília) o Cuiabá enfrenta o River Plate (do Uruguai) fora de casa já sem qualquer pretensão na competição, tendo em vista que já não tem chances de assumir a liderança do Grupo B para avançar às oitavas de final. Às 21:30 (no horário de Brasília) o Santos recebe o Unión La Calera (do Chile) na Vila Belmiro em um confronto direto pela liderança do Grupo C. Vice-líder com um ponto a menos que a equipe chilena, o Santos precisa da vitória em casa para ir à última rodada dependendo apenas de si para assumir a liderança do grupo e ir às oitavas de final. Em caso de derrota em casa, o Santos já não terá chances de avançar na Copa Sul-Americana na última rodada, e o empate torna as coisas bastante complicadas para o Peixe.

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.