O X da Questão sobre Gestão de Banca

Alexandre Frazão
Alexandre Frazão

pilhas de moedas

Um dos principais pilares do mercado esportivo é a Gestão de Banca. Embora de fácil compreensão, no dia a dia dos apostadores a realidade é bem diferente.

Ser de fácil compreensão não é sinônimo de fácil aplicação. É aí que entra o “X da Questão” sobre este tema obscuro para a maioria dos usuários. 

Fator que faz com que o apostador sobreviva por mais tempo no mercado, a gestão de banca é ajustada de acordo com cada perfil. É um processo muito subjetivo, que está interligado diretamente com a questão emocional do indivíduo. 

A gestão do seu dinheiro que está alocado em algum caixa de site de aposta precisa ser administrado da melhor forma possível para, primeiro, não perdê-lo e, segundo, poder multiplicá-lo.

Embora de aplicabilidade subjetiva, como comentei, a gestão de banca, porém, conta com alguns “padrões”, ou “modelos mais indicados” pelos influencers do mundo esportivo.

A seguir, descrevo de forma simples como você, iniciante, poderá aplicar o seu dinheiro em seu caixa e, a partir daí, ter o controle dele da forma mais correta e sadia possível, do ponto de vista emocional.

Por exemplo, imagine um apostador de perfil conservador. Aquele cara que não se arrisca tanto dentro do mercado e se sente emocionalmente mais confortável utilizando menos dinheiro em suas apostas. 

Vamos aos processos para definir sua banca, unidades e nivelar unidade: 

1º Definição da Banca e Unidades

Frazolino tem uma banca de R$ 1.000,00.

Agora, precisamos definir o tamanho da sua unidade e como fica a divisão da banca. Como Frazolino é um apostador conservador e gosta de trabalhar com segurança, dividiremos essa banca em 50 unidades. 

A conta é assim: R$ 1.000,00 (banca)/50 (unidades) = R$ 20,00 (valor de cada unidade do Frazolino).

2º Nivelar as Unidades

Com o valor da unidade definido, vamos organizar o nivelamento, para que o Frazolino organize corretamente o volume de dinheiro utilizado em cada uma das suas apostas.

Nesse sentido, o ajuste se dá em três níveis e isso significa apostas que vão de 0,5 a até 2 unidades.

Dessa forma, podemos ilustrar no quatro abaixo como ficou o nivelamento das unidades de sua banca:

Nível 1

Entre 0,5 (R$ 10,00) e 1 (R$ 20,00) são as unidades pequenas, indicadas para apostas que envolvam alto risco de perda, mas grande potencial de retorno financeiro. 

Nível 2

1,5 (R$ 30,00) é a unidade média, indicada para as apostas com risco padrão, razão pela qual é também chamada de “unidade padrão”, o ponto de partida. 

Nível 3

2 (R$ 40,00) são as unidades mais altas de sua banca, indicadas para jogos em que o superfavorito está correspondendo às expectativas da partida e tem um alto potencial de o evento acontecer, portanto, alta chance de aquele time corresponder à sua aposta, envolvem uma “segurança” a mais, devido sua alta tendência de green (aposta com lucro).

Importante

Vale destacar o que diferencia essas entradas é justamente o valor das cotações e oportunidades no jogo. Logo, quanto menor o valor encontrado, menor a unidade apostada e quanto maior o valor encontrado, maior a unidade apostada.

O caminho do fracasso está aberto diariamente para apostadores que ignoram ou que praticam a gestão de banca de forma equivocada. Agindo assim, digo sem medo de errar que você até poderá ganhar algum dinheiro momentaneamente sem gestão de banca, mas devolverá todo o lucro ao mercado com juros e correção em um pequeno espaço de tempo. E se continuar insistindo em atuar sem gestão, ficará preso à gangorra, subindo e descendo (ganhando e quebrando a banca) nas apostas esportivas. 

Vale lembrar que o modelo sugerido é de um apostador conservador e prioriza a segurança do longo prazo para a sua banca. Todo apostador tem uma banca, até aqueles que quebraram. Mesmo que o valor em caixa seja zero, em algum momento ele teve uma banca. 

Este tema não é só importante para você sobreviver neste mercado. Com paciência e disciplina, você verá o seu dinheiro se multiplicando de forma consistente e correta. Além disso, você estará preparado tecnicamente para superar os períodos de perdas, que podem ser curtos ou longos, mas com a gestão é possível ultrapassar esse obstáculo da forma certa. 

Posto isto, o X da Questão sobre Gestão de Banca está diretamente ligado a um processo global, acessível, a ser aplicado por qualquer apostador e que não deve ser ignorado de forma alguma, tampouco negligenciado. Aplique esse processo tido como premissa para que você tenha sucesso no mundo das apostas esportivas. 

Compartilhe comigo nos comentários a sua experiência com esse tema. O debate também é um meio de se desenvolver. 

Um forte abraço a todos e até a próxima.

Leia também:

A era das Dicas de Apostas Esportivas

Aposta esportiva: como apostar em esporte para lucrar mais

O que é uma aposta esportiva?

banner bônus de boas vindas com a embaixadora do Betmotion, a atacante Cristiane

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *